Biblioteca Florestal
Digital

Classificação fisiológica de sementes de espécies florestais pertencentes à família Lauraceae quanto à capacidade de armazenamento

Show simple item record

dc.contributor.author Davide, Antonio Cláudio
dc.contributor.author Carvalho, Letícia Renata de
dc.contributor.author Carvalho, Maria Laene Moreira de
dc.contributor.author Guimarães, Renato Mendes
dc.date.accessioned 2016-07-12T14:21:26Z
dc.date.available 2016-07-12T14:21:26Z
dc.date.issued 2003
dc.identifier.citation DAVIDE, A. C. et al. Classificação fisiológica de sementes de espécies florestais pertencentes à família Lauraceae quanto à capacidade de armazenamento. Cerne, Lavras, v.9, n.1, p.029-035, 2003. pt_BR
dc.identifier.issn 2317-6342
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18183
dc.description.abstract O conhecimento do comportamento das sementes no armazenamento permite a utilização de condições adequadas para a conservação da viabilidade após a colheita e a elaboração de programas para a conservação de bancos de germoplasma a longo prazo. Este trabalho teve como objetivo classificar as sementes de Cryptocarya aschersoniana, Nectandra nitidula, Ocotea odorifera e Persea pyrifolia quanto à capacidade de armazenamento, com base na tolerância à dessecação e resistência ao armazenamento em temperaturas baixas. A viabilidade e o grau de umidade foram obtidos para as sementes recém-beneficiadas, após a secagem, após 90 dias, para as sementes com a umidade inicial submetidas ao armazenamento sob temperatura de 5°C, com embalagem semipermeável e após 90 dias, para as sementes com o teor de água reduzido e armazenadas sob temperaturas de 5°C e –18°C, com embalagem impermeável. A estatística foi realizada comparando-se, por sobreposição, os intervalos de confiança das médias de porcentagem de germinação para cada espécie. As sementes destas espécies foram consideradas recalcitrantes devido à perda da viabilidade após a secagem. pt_BR
dc.description.abstract Knowledge on the storability of seeds allows the establishment of suitable conditions for keeping viability after harvest and elaboration of programs for the conservation of germoplasma banks in the long term. This study aimed to classify seeds of Cryptocarya aschersoniana, Nectandra nitidula, Ocotea odorifera and Persea pyrifolia in relation to the storage behavior based on their tolerance to desiccation and low temperatures. Viability and moisture content were accessed for freshly-processed seeds; for seeds desiccated; after 90 days for fresh seeds and stored at 5 ° C packed in semi-permeable package and after 90 days for dry seeds stored at 5 ° C and -18 ° C with the impermeable wrapping. Statistical analysis was performed by comparing the overlaying confidence intervals of the means of germination percentage for each species. The seeds of species studyed were considered recalcitrant because loosed viability after desiccation. pt_BR
dc.format 7 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.09,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Sementes florestais pt_BR
dc.title Classificação fisiológica de sementes de espécies florestais pertencentes à família Lauraceae quanto à capacidade de armazenamento pt_BR
dc.title Seed physiology classification of Lauraceae forest species in relation to the storage behaviour pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v10_n1_p29-35_2004.pdf 156.8Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account