Biblioteca Florestal
Digital

Mudanças estruturais e florísticas do estrato herbáceo-arbustivo em campo sujo e campo limpo úmido na Fazenda Água Limpa - DF após um período de sete anos

Show simple item record

dc.contributor.advisor Felfili, Jeanine Maria
dc.contributor.author Amaral, Aryanne Gonçalves
dc.date.accessioned 2014-08-11T13:07:29Z
dc.date.available 2014-08-11T13:07:29Z
dc.date.issued 2008-07-10
dc.identifier.citation AMARAL, A. G. Mudanças estruturais e florísticas do estrato herbáceo-arbustivo em campo sujo e campo limpo úmido na Fazenda Água Limpa - DF após um período de sete anos. 2008. 165 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília, Brasília. 2008. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/9801
dc.description Dissertação de mestrado defendida no Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília pt_BR
dc.description.abstract Mudanças na composição florística e na estrutura da camada herbáceo-arbustiva de um campo sujo e um campo limpo úmido na Fazenda Água Limpa, DF foram estudadas entre os anos de 2000 e 2007. Levantamentos florísticos foram conduzidos entre setembro de 1999 e fevereiro de 2001 e entre agosto de 2006 e agosto de 2007. Para a amostragem fitossociológica foram sorteadas linhas de 40 m, 25 m e 30 m de comprimento, sendo que a comparação entre os anos 2000 e de 2007 ocorreu entre os meses de abril e dezembro. A área de 400 x 400 m foi subdividida em quatro porções de 200 x 200 m, onde foram sorteadas as linhas de amostragem. As áreas de estudo e as áreas vizinhas (mata de galeria e cerrado sensu stricto), sofreram uma queimada acidental na primeira semana de agosto de 1999, três meses antes do início do primeiro inventário. Os dois levantamentos foram comparados para detectar mudanças na estrutura, composição florística e diversidade ao longo do tempo e verificar o efeito da supressão do fogo na comunidade. Nos períodos estudados, foram amostradas para os levantamentos florísticos nas duas comunidades 509 espécies, distribuídas em 220 gêneros e 64 famílias, sendo que o número de espécies variou entre 197 e 295. No campo sujo houve uma redução de 9% nas espécies herbáceas entre os monitoramentos, enquanto os subarbustos aumentaram 16%. Para o campo limpo úmido as famílias com o maior número de espécies foram Poaceae (35), Asteraceae (29), Cyperaceae (20), Melastomataceae (19) e Xyridaceae (14), sendo que houve uma redução de 16,8% nas espécies herbáceas entre os monitoramentos, enquanto os subarbustos e arbustos aumentaram 6%. Para os inventários fitossociológicos foram amostradas nas duas comunidades 253 espécies, distribuídas em 150 gêneros e 46 famílias, sendo que o número de espécies variou entre 52 e 163. No campo sujo a família mais importante em 2007 foi Poaceae com 72,2% de cobertura, resultado semelhante ao encontrado no inventário do ano 2000. No campo limpo úmido as famílias mais importantes foram Poaceae com 56,2% de cobertura e Cyperaceae com 34,6%, resultado semelhante ao encontrado no inventário do ano 2000. Ao longo do tempo houve diferenças significativas entre as fisionomias para a freqüência e cobertura relativa. Entre o campo sujo e o campo limpo úmido a similaridade de Sørensen foi baixa (40%), assim como foi baixa (34%) também para o levantamento realizado há sete anos atrás. A similaridade de Chao-Sørensen entre as áreas no ano de 2007 foi baixa (12%), assim como foi baixa (18%) também para o levantamento realizado no ano 2000. A baixa similaridade pode apontar distinções florísticas e estruturais entre o campo sujo e o campo limpo úmido. As mudanças na composição florística sugerem que as espécies presentes no campo limpo úmido estão mudando, provavelmente em função da ausência de distúrbios freqüentes, enquanto as mudanças estruturais no decorrer do tempo podem estar relacionadas com as variações climáticas, falta de distúrbios na área, história de vida e substituição local de espécies. pt_BR
dc.description.abstract Changes in floristic composition and structure of the herbaceous and shrub layer of campo sujo and campo limpo úmido (moist grassland) at the Fazenda Água Limpa, DF were studied between September 1999 and February 2001 and between August 2006 and August 2007. For the phytosociological survey lines were randomly sampled in both areas. The first inventory was conducted in 2000, when permanent lines were installed, in an area of 400 x 400 m, divided in four portions of 200 x 200 m, where lines were randomly sampled. The line intercept method was adopted for the phytosociological survey. The second inventory was conducted from december 2006 to april 2007. In the floristic survey we sampled 509 species, distributed in 220 genera and 64 families. For the floristic survey in the campo sujo there was a reduction of 9% in the herbaceous component between the years, while the subshrubs increased 16%. For the floristic survey in the campo limpo úmido the richest families were Poaceae (35 species), Asteraceae (29), Cyperaceae (20), Melastomataceae (19) and Xyridaceae (14). In the phytosociological survey there were 253 species in 150 genera and 46 families. In the campo sujo Poaceae was the most important family, with a cover of 72,2%, similar to that found in the survey conducted in 2000. Echinolaena inflexa showed the highest frequency in both periods. Tristachya leiostachya presented the highest cover value, only in the second inventory. In the campo limpo úmido Poaceae and Cyperaceae were the most important families, with a cover of 72,2% and 34,6%, similar to that found in the survey conducted in 2000. Along the time there were significant differences between relative frequency and relative cover. The low similarity points distinct structural and floristic compositions between the campo sujo and campo limpo úmido. The substitution in the species composition suggests that the species present in the communities are undergoing changes, maybe due to lack of the frequency of disturbances. Seasonal climatic variations and fire protection for a long period is a possible explanation for the evidences of structural changes in the communities. pt_BR
dc.format 165 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.title Mudanças estruturais e florísticas do estrato herbáceo-arbustivo em campo sujo e campo limpo úmido na Fazenda Água Limpa - DF após um período de sete anos pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertacao_Aryanne Gonçalves Amaral.pdf 1.985Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Dissertacao

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account