Biblioteca Florestal
Digital

Estrutura do componente arbóreo e da regeneração natural em fragmentos de floresta atlântica de diferentes tamanhos, em Sirinhaém, Pernambuco

Show simple item record

dc.contributor.advisor Feliciano, Ana Lícia Patriota
dc.contributor.author Brandão, Carlos Frederico Lins e Silva
dc.date.accessioned 2014-06-26T18:14:13Z
dc.date.available 2014-06-26T18:14:13Z
dc.date.issued 2013-07-26
dc.identifier.citation BRANDÃO, C. F. L. S. Estrutura do componente arbóreo e da regeneração natural em fragmentos de floresta atlântica de diferentes tamanhos, em Sirinhaém, Pernambuco. 2013. 108 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife. 2013. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/9243
dc.description Tese de doutorado defendida na Universidade Federal Rural de Pernambuco pt_BR
dc.description.abstract A floresta atlântica vem sofrendo há séculos o processo de degradação de suas formações. Torna-se prioridade a preservação e conservação dos fragmentos. O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura do componente arbóreo e da regeneração natural em seis fragmentos florestais, sendo três fragmentos com áreas acima de 100 ha e os outros três abaixo de 100 ha, localizados nos domínios da Usina Trapiche, em Sirinhaém – PE. Para cada fragmento foram lançadas 12 parcelas de 10 x 25 m (250 m2), gerando uma área de 3000 m2 por fragmento e um total de 1,8 ha. Para a regeneração natural, dentro das parcelas foi instalada uma subparcela de 5 x 5 m (25 m2), gerando uma área total de 300 m2 e no total 1800 m2. Dentro de cada parcela foram medidos todos os indivíduos arbóreos com Circuferência a altura do peito (CAP) maior que 15 cm além de suas alturas. Para a regeneração natural foi utilizado o CAP < 15 cm e altura ≥ 1,0 m. Foram realizadas análises fitossociológicas, distribuição espacial, similaridade florística e análise estatística para os dois componentes, porém a distribuição diamétrica e vertical e análise de ordenamento foi realizada apenas para o componente adulto. No componente arbóreo adulto foi observado que a família Fabaceae apresentou um maior número de indivíduos e de espécies que as demais famílias observadas. Na fitossociologia pode-se observar que a riqueza, área basal e índice de diversidade de Shannon nos fragmentos maiores de 100 ha apresentaram valores superiores do que os fragmentos com área abaixo de 100 ha. A distribuição diamétrica dos indivíduos analisados nos seis fragmentos mostrou que não houve diferença entre os fragmentos, uma vez que, todos apresentaram o maior número de indivíduos nas primeiras classes de diâmetro. O mesmo comportamento foi observado para a distribuição hipsométrica dos indivíduos onde a maioria dos indivíduos não ultrapassaram os 15 metros de altura inferindo-se na falta de um estrato emergente. Na distribuição espacial também não apresentou diferenças, os fragmentos apresentaram o mesmo padrão, ou seja, com a maioria das espécies com tendência ao agrupamento. A análise de similaridade florística permitiu observar que os fragmentos acima de 100 ha apresentaram maior similaridade entre eles do que os fragmentos com área abaixo de 100 ha e que esse padrão foi comprovado pela análise de ordenamento através do teste de Monte Carlo. No teste T as variáveis riqueza, índice de Shannon e área basal apresentaram diferenças significativas. Na regeneração natural observa-se que praticamente todas as espécies identificadas ocorrem no componente arbóreo adulto e que a Fabaceae apresentou maior número de espécies e de indivíduos. Na fitossociologia percebe-se que, em relação às variáveis encontradas, as mesmas se encontram dentro dos padrões analisados em outros estudos de regeneração natural na Zona da Mata Pernambucana. A distribuição espacial apresentou com exceção do Fragmento UB2, o mesmo comportamento do arbóreo adulto, com a maioria dos indivíduos com tendência ao agrupamento. Na similaridade florística realizada na regeneração natural, ocorreu à formação de três grupos florísticos e esses grupos formados não diferiram em relação aos fragmentos tanto acima quanto abaixo de 100 ha. Na análise estatística realizada nas variáveis observadas nenhuma delas apresentaram diferenças significativas pela média dos grupos indicando uma homogeneização biologica entre os fragmentos. pt_BR
dc.description.abstract The intense deforestation of the Atlantic Forest has existed for centuries. The preservation and conservation of the fragments become priority. The aim of this study was to analyze the structure of the tree component and natural regeneration in six forest fragments. Three of these fragments have areas above 100 hectares (ha) and the others under 100 ha. They were located in the areas of “Usina Trapiche” in Sirinhaém - PE. For each fragment 12 plots that measure 250m2 (10m X 25m) were placed. In each fragment the area of the application site was 3000 m2 with a total area of 1.8 ha for all fragments together. The plots were divided into subplots of 25m2 (5m x 5m) for analyzing natural regeneration. This area was 300m 2 in each fragment with a total area of 1800m2. In each plot all trees with circumference at breast height (CBH) greater than 15 cm were measured. In the subplots for natural regeneration a CBH < 15cm and a height ≥ 1.0m was measured. The analyses of phytosociological characteristics, spatial distribution, floristic similarity and statistical analysis for these two components were made. The diameter and vertical distribution and spatial analysis were only done for the adult components. In the adult tree components and in the regeneration it was observed that the family of Fabaceae showed a greater number of individuals and species than the other observed families. Based on the t-test the phytosociology showed that the richness, basal area and Shannon ́s diversity index in fragments larger than 100 ha had higher and significant values compared to the fragments with an area less than 100 ha. The diameter distribution of the individuals analyzed in the six fragments showed no difference between the fragments. All of them showed the largest number of individuals in the first diameter class. The same behavior was observed for the hypsometric distribution of individuals where the majority of subjects did not exceed 15 meters in height inferentially there is no emerging stratum. Spatial distribution also showed no differences. The fragments had the same pattern, in which the majority of species tend to form a cluster. The floristic similarity analysis allowed us to observe that the fragments above 100 ha showed more similarity between them than the fragments with an area less than 100 ha. This pattern was confirmed in the spatial analysis by the Monte Carlo test. At the natural regeneration it was observed that almost all identified species occur in adult tree component and that the Fabaceae family had the greatest number of species and individuals. In relation to the variables found, the phytosociology showed that they are within the standards analyzed in other studies of natural regeneration in the Zona da Mata, Pernambuco, Brasil. The spatial distribution showed mostly the same behavior of the adult tree. The majority of individuals has a tendency to form a cluster. In natural regeneration the floristic similarity occurred in the formation of three floristic groups and these groups did not differ in both kinds of fragments (above and below 100 ha). The statistical analysis performed on the observed variables showed no significant differences by group average indicating a biological homogenization between the fragments. pt_BR
dc.format 108 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal Rural de Pernambuco pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.title Estrutura do componente arbóreo e da regeneração natural em fragmentos de floresta atlântica de diferentes tamanhos, em Sirinhaém, Pernambuco pt_BR
dc.title Structure of arboreus component and natural regeneration in atlantic forest fragments of different sizes in Sirinhaém, Pernambuco pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Tese_Carlos-Frederico-Lins-e-Silva-Brandao.pdf 3.627Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account