Biblioteca Florestal
Digital

Avaliação espacial de atributos químicos do solo no semiárido

Show simple item record

dc.contributor.advisor Santos, Rivaldo Vital dos
dc.contributor.author Brito, Maria Tábata Larissa Alexandre de
dc.date.accessioned 2014-05-12T10:59:52Z
dc.date.available 2014-05-12T10:59:52Z
dc.date.issued 2010-11-26
dc.identifier.citation BRITO, M. T. L. A. Avaliação espacial de atributos químicos do solo no semiárido. 2010. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande, Patos. 2010. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/8407
dc.description Trabalho de Conclusão de Curso defendido no Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande pt_BR
dc.description.abstract Os solos da região semiárida caracterizam-se por serem pouco profundos, pedregosos e de fertilidade química elevada, devido a baixa atividade bioclimática da região, reduzida lixiviação de nutrientes e abundância de minerais primários facilmente intemperizáveis. Mas isso não será um mito? Os solos são realmente férteis? Visando elucidar tais questões a atual pesquisa objetiva diagnosticar a fertilidade dos solos em vários municípios do semiárido nordestino. A metodologia consistiu no levantamento de 645 análises químicas de solos, exceto matéria orgânica que foram 185, derivadas do semiárido dos Estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará, abrangendo 51 municípios. Os resultados foram tabelados, analisados empregando-se estatística descritiva e interpretados segundo a distribuição de sua frequência. A maioria dos atributos químicos revelou elevada variabilidade, predominância de reação levemente ácida, altos valores de cálcio, magnésio, potássio, soma de bases, valor T e saturação por bases e baixa concentração de fósforo, sódio, matéria orgânica e acidez potencial. Durante o manejo do solo deve-se atentar principalmente para a necessidade de fertilização fosfatada e orgânica. pt_BR
dc.description.abstract The soils of the semiarid region characterized by being shallow, rocky, high chemical fertility due to low activity of bioclimatic region, reduced leaching of nutrients and plenty of easily weathered primary minerals. But is not this a myth? The soil is really fertile? To elucidate these issues the current research aims to diagnose soil fertility in various counties in the semiarid northeast. The methodology consisted of survey of 645 chemical analysis of soil organic matter except that 185 were derived from the semiarid region of the States of Paraiba, Pernambuco, Rio Grande do Norte and Ceara, covering 51 counties. The results were tabulated and analyzed using descriptive statistics and interpreted according to the distribution of their frequency. Most chemical properties showed high variability, the predominance of reaction slightly acid, high amounts of calcium, magnesium, potassium, total bases, T value and base saturation and low concentrations of phosphorus, sodium, organic matter and potential acidity. During soil management must pay attention mainly to the need for fertilization and organic. pt_BR
dc.format 40 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Campina Grande pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Avaliação espacial de atributos químicos do solo no semiárido pt_BR
dc.title Evaluation of spatial attributes chemicals in soil semiarid pt_BR
dc.type TCC pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
2010_Avaliação- ... s-do-solo-no-semiárido.pdf 482.0Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account