Biblioteca Florestal
Digital

Impacto ecológico da exploração florestal sob manejo comunitário: o acordo da Resex Rio Preto-Jacundá, Rondônia

Show simple item record

dc.contributor.advisor Miranda, Izildinha de Souza
dc.contributor.author Ramos, Robson José Carrera
dc.date.accessioned 2014-02-07T11:06:15Z
dc.date.available 2014-02-07T11:06:15Z
dc.date.issued 2009-08
dc.identifier.citation RAMOS, R. J. C. Impacto ecológico da exploração florestal sob manejo comunitário: o acordo da Resex Rio Preto-Jacundá, Rondônia. 2009. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém. 2009. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/6682
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal Rural da Amazônia pt_BR
dc.description.abstract Este trabalho objetiva avaliar o manejo florestal de produtos madeireiros, a partir de acordo entre empresa e comunidade extrativista da RESEX Rio Preto-Jacundá, Machadinho D’Oeste - RO, com intuito de gerar informações sobre a administração florestal, impactos ecológicos e ambientais. Para a realização deste estudo foram avaliadas três UPAs, que tiveram intervenções da mesma empresa e sob mesmo acordo comercial. As três UPAs estudadas foram aquelas exploradas em 2005 (UPA-05), 2006 (UPA-06) e 2007 (UPA-07). Como testemunha do povoamento florestal presente na área foi avaliada uma área florestal não explorada (FLO). A análise estrutural foi realizada em quatro estratos florestais: (i) estrato superior (ES); (ii) estrato médio (EM); (iii) estrato inferior (EI) e; (iv) regeneração (REG). Foram aplicados à área de estudo dois critérios para a análise das atividades de manejo no povoamento florestal, o primeiro de caráter ecológico, avaliando assim a estrutura florestal de áreas exploradas com a floresta não explorada e, segundo de natureza técnica transmitida no âmbito do PMFS e executadas em campo. Nos seis hectares amostrados no inventário florestal foram encontrados 54.597 indivíduos nos diferentes estratos estudados, apresentando 155 espécies, sendo 146 arbóreos e 9 arbustivos, 102 gêneros e 38 famílias. Os parâmetros estruturais e os danos encontrados nas copas e fuste não foram diferentes entre as UPAs e floresta. As atividades de exploração representam 80,8% de solo mexido durante a exploração na UPA-05. Várias atividades pré-exploratórias, exploratórias e pós-exploratórias não foram realizadas como preconizadas no EIR e no PMFS da RESEX. A ausência de tais atividades levaram a alguns danos que podem ser prejudiciais ao Manejo Florestal Sustentável. O acordo pode ser considerado uma experiência inovadora e estrutural para o manejo na Amazônia. Contudo, as fraquezas encontradas nas execuções dos parceiros na RESEX, se não ajustadas impõem a floresta a uma pressão antrópica, onde o manejo poderá fracassar. pt_BR
dc.description.abstract This study aims to evaluate the forest management of timber products, from business and community agreement between the extractive RESEX Rio Preto-Jacundá, Machadinho D'Oeste - RO in order to generate information on forest management, ecological and environmental impacts. For this study were evaluated three upas, interventions that have the same company and under the trade agreement. The three upas were those operated in 2005 (UPA-05), 2006 (UPA-06) and 2007 (UPA-07). As witness of this forest area was evaluated in a wooded area not explored (FLO). The structural analysis was conducted in four forest level: (i) upper layer (ES), (ii) stratum medium (MS), (iii) lower stratum (EI) and (iv) regeneration (REG). Were applied to the area of study two criteria for the analysis of management activities in the forest, the first of ecological character, thus evaluating the structure of forest areas exploited the untapped forest and the second technical in nature through the PMFS and implemented in the field. Within six hectares sampled in forest inventory were 54,597 individuals in different strata studied, showing 155 species, 146 trees and 9 shrubs, 102 genera and 38 families. The structural parameters and the damage found in the crown and stem were not different between the forest and UPAs. The exploration activities represent 80.8% of soil moved during operation in the UPA-05. Several pre- exploratory activity, exploratory and post-exploration was not carried out as recommended in the EIR and the PMFS RESEX. The absence of such activities led to some damage that may be detrimental to sustainable forest management. The agreement may be a novel experience for the structural and management in the Amazon. However, the weaknesses found in the executions of the partners in RESEX, if not adjusted to impose a pressure anthropogenic forest, where the management can fail. pt_BR
dc.format 76 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal Rural da Amazônia pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente pt_BR
dc.title Impacto ecológico da exploração florestal sob manejo comunitário: o acordo da Resex Rio Preto-Jacundá, Rondônia pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
dissertacao_Robson José Carreira Ramos.pdf 1.957Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account