Biblioteca Florestal
Digital

Propriedades físicas e químicas de um solo arenoso sob o cultivo de Eucalyptus spp.

Show simple item record

dc.contributor.advisor Reinert, Dalvan José
dc.contributor.author Rosa, Suzana Ferreira da
dc.date.accessioned 2013-11-20T10:27:44Z
dc.date.available 2013-11-20T10:27:44Z
dc.date.issued 2010-02-23
dc.identifier.citation ROSA, S. F. Propriedades físicas e químicas de um solo arenoso sob o cultivo de Eucalyptus spp. 2010. 92 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2010. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/5156
dc.description Dissertação de mestrado defendida na Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.description.abstract O estudo desenvolveu-se com o objetivo de avaliar as alterações ocorridas nas propriedades físicas e químicas de um solo arenoso e o desenvolvimento das plantas após a implantação de povoamentos de eucalipto em diferentes densidades populacionais. O trabalho foi realizado a partir da instalação de um experimento implantado com Eucalyptus dunnii Maiden em campo nativo, nos espaçamentos 3,50X3,50; 3,50X1,75; 1,75X1,75 e 1,75X0,87 metros, em um argissolo vermelho distrófico (Área 1). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições. Nos primeiros 12 meses de idade do povoamento os resultados não permitiriam conclusões sobre o efeito do eucalipto nas propriedades do solo. Assim, foi avaliada, concomitantemente, uma área com eucalipto implantado nos espaçamentos iniciais de 2X1 e 3X2 m, com 15 e 20 anos de idade, respectivamente, e comparadas com campo nativo (Área 2). Na área 1 foram coletadas, em cada unidade experimental, amostras de solo nas profundidades 0,00- 0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,40; 0,40-0,60; 0,60-1,00 e 1,00-1,50 m antes da implantação e após 12 meses de instalação do experimento. Na área 2 foi realizada a coleta de solo com quatro repetições por tratamento, nas mesmas profundidades utilizadas na área 1. As propriedades físicas do solo avaliadas foram granulometria, densidade do solo e de partículas, porosidade total, macroporosidade, microporosidade, distribuição do tamanho dos agregados estáveis em água e a seco. As propriedades químicas determinadas foram: pH, pHSMP, alumínio, cálcio, magnésio, fósforo e potássio trocáveis, nitrogênio e carbono orgânico total, e matéria orgânica. Na área 1 foram realizadas avaliações de diâmetro a 0,10 m e altura das plantas aos três, seis, nove e doze meses de idade, sendo que aos doze meses também foi medido o DAP das plantas e calculado a área basal individual e área basal por hectare. Na área 1, aos doze meses somente ocorreram alterações na macro e microporosidade e na agregação devido às práticas de preparo do solo e do manejo do povoamento no período inicial. Na área 2, o eucalipto, bem como o espaçamento de plantio, não alteraram as propriedades físicas do solo, exceto a agregação, que foi menor no campo nativo. Para as propriedades químicas do solo, na área 1 houve aumento no pH e nos níveis de Ca e Mg no solo após 12 meses. Na área 2, observou-se maiores níveis de Al e menores valores de pH no solo sob o eucalipto. Os níveis de Ca, Mg, P e K foram mais elevados no campo nativo, o teor de matéria orgânica e carbono foram maiores no eucalipto 3X2 m, na terceira e quarta camadas. Em relação ao desenvolvimento inicial, o espaçamento de plantio do Eucalyptus dunnii afetou o diâmetro e a área basal por hectare aos 12 meses de idade, onde se observou um maior crescimento em diâmetro (0,10 m) nos espaçamentos mais amplos. Entretanto, a área basal por hectare foi maior nos espaçamentos menores. pt_BR
dc.description.abstract The study was carried out to evaluate the changes in the physical and chemical properties of a sandy soil after afforestation of an Eucalyptus forest planted in different spacing resulting in several plant population. The initial plant growth was also monitored. It was accomplished an experiment planted with Eucalyptus dunnii Maiden planted on Alfisol (Red Yellow Podzolic) with native grass. The plant spacing used were: 3,50X3,50; 3,50X1,75; 1,75X1,75 e 1,75X0,87 m. The experimental design was a complete randomized block with four replicates. In the initial twelve months was not observed differences in results of soil properties due Eucalyptus exploration. To explore what may occur in this experiment by end of first or second forest plant cycle it was evaluated three areas, in sites side by side. Site 1 – Eucalyptus planted 2x1m with 15 years; Site 2 – Eucalyptus planted 3x2m with 20 years; Site 3 – natural grass. In the experiment, soil samples were taken before the Eucalyptus planting and after twelve months, and layers of 0,00-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,40; 0,40-0,60; 0,60-1,00 e 1,00-1,50 m. In the area 2 (sites 1 to 3) soil samples were taken in four replicates at same soil layers as the experiment area. The soil physical properties measured were: particle size distribution, bulk and particle density, total, macro and microporosity and wet and dry aggregate size distribution. The soil chemical measured were: water pH SMP, Al+++, Ca++, Mg++, K+, available P, N, C and organic matter. In the experiment was measured the diameter 0,10 m and height of plants at three, six, nine and twelve months of age, at twelve months was measured also the DAP and calculated the basal area for plant and basal area for hectare. In the experiment, measuring at twelve months after installation the soil changes were only for macro and microporosity and for aggregation, mainly due to soil tillage and management involved in installation of forest. In the area 2, the Eucalyptus, as well as the planting spacing adopted did not caused soil physical alteration, except for aggregation, which was smaller at native grass field. The changes in soil chemical properties, in the experiment, area resulted in higher pH, Ca and Mg after twelve months. In the area 2 there were higher levels of Al and smaller pH for Eucalyptus forest, whereas the levels of Ca, Mg, P and K were higher in the natural grass. There were higher Ca, P and K in the site 2, 3x2m spacing, where the organic C were higher at layer 0,2 to 0,6m. The plant spacing for the initial twelve months did not affect plant height and canopy radii, however, did affect plant diameter, basal area for hectare at twelve months age. The higher plant diameter were observed for higher plant spacing whereas, the basal area per hectare were higher for narrower plant spacing. pt_BR
dc.format 92 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Propriedades físicas e químicas de um solo arenoso sob o cultivo de Eucalyptus spp. pt_BR
dc.title Physical and chemical properties of sandy soil under cultivation of Eucalypus spp. pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
dissertacao_Suzana Ferreira da Rosa.pdf 1.932Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account