Biblioteca Florestal
Digital

Informe nacional sobre áreas protegidas no Brasil

Show simple item record

dc.contributor.author MMA, Ministério do Meio Ambiente
dc.contributor.author SBF, Secretaria de Biodiversidade e Florestas
dc.contributor.author Departamento de Áreas Protegida
dc.date.accessioned 2013-11-13T11:29:42Z
dc.date.available 2013-11-13T11:29:42Z
dc.date.issued 2007
dc.identifier.citation BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade e Florestas. Departamento de Áreas Protegidas. Informe nacional sobre áreas protegidas no Brasil. Brasília: MMA, 2007. 124 páginas. pt_BR
dc.identifier.issn 978-85-7738-087-9
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/5115
dc.description O conteúdo é apresentado em cinco capítulos: 1 - Evolução conceitual de Santa Marta a Durban; 2 - Marco político, normativo e de contexto nacional; 3 - Estado atual da política nacional de áreas protegidas; 4 - Manejo de Áreas Protegidas; 5 - Sustentabilidade das áreas protegidas. pt_BR
dc.description.abstract O ano de 2007 marca não apenas os 10 anos da realização do I Congresso Latino-Americano de Parques e Outras Áreas Protegidas, realizado em Santa Marta, na Colômbia, mas também o aniversário de 70 anos de criação do primeiro parque nacional do Brasil – o Parque Nacional do Itatiaia, na região Sudeste do país, no bioma Mata Atlântica. A década transcorrida permitiu ao Brasil chegar ao II Congresso Latino Americano de Parques e Outras Áreas Protegidas em condições de exibir avanços significativos na política nacional de conservação, segundo as premissas postuladas pela Convenção de Diversidade Biológica e seu Programa de Trabalho para Áreas Protegidas, dos quais o Brasil é parte atuante. De fato, foi nesse período que o país instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), marco inicial para o planejamento consistente da conservação, sob uma abordagem ecossistêmica. O SNUC consolidou uma nova atitude do Estado na relação com a sociedade no âmbito da conservação da natureza, criando uma série de mecanismos que asseguram maior participação pública no processo de criação e gestão das áreas protegidas. Esse esforço empreendido pelo Brasil, descrito em detalhes ao longo deste Informe Nacional sobre Áreas Protegidas, produzido sob a coordenação do Ministério do Meio Ambiente, representa uma contribuição relevante ao objetivo de instituir uma rede mundial de áreas protegidas, integrada por sistemas nacionais e regionais eficazmente administrados e ecologicamente representativos, como propugnado pelo Programa de Trabalho para Áreas Protegidas da CDB. Porém, como também poderá ser constatada nessa publicação, há pela frente enormes desafios a serem enfrentados para alcançar um nível adequado de gestão das áreas protegidas no Brasil. Conscientes da importância das áreas protegidas para o desenvolvimento nacional e o enfrentamento de problemas globais como as mudanças climáticas, estamos trabalhando para dar nossa contribuição para a melhoria das condições de vida no país, no continente e no planeta. Mauricio Mercadante - Diretor de Áreas Protegidas / MMA. pt_BR
dc.format 124 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher MMA, Ministério do Meio Ambiente pt_BR
dc.relation.ispartofseries Série Áreas Protegidas do Brasil;5
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente pt_BR
dc.title Informe nacional sobre áreas protegidas no Brasil pt_BR
dc.type Livro pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Livro_Informe-n ... otegidas-no-Brasil_MMA.pdf 2.783Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Livro

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account