Biblioteca Florestal
Digital

Definição de áreas prioritárias para conservação e preservação florestal por meio da abordagem multicriterial em ambiente SIG

Show simple item record

dc.contributor.advisor Vettorazzi, Carlos Alberto
dc.contributor.author Valente, Roberta de Oliveira Averna
dc.date.accessioned 2013-11-01T17:55:05Z
dc.date.available 2013-11-01T17:55:05Z
dc.date.issued 2005-01
dc.identifier.citation VALENTE, R. O. A. Definição de áreas prioritárias para conservação e preservação florestal por meio da abordagem multicriterial em ambiente SIG. 2005. 121 f. Tese (Doutorado em Recursos Florestais) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba. 2005. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/4870
dc.description Tese de doutorado defendida na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo pt_BR
dc.description.abstract A intensa fragmentação florestal da Bacia do Rio Corumbataí, SP, resultante do processo desordenado de uso e ocupação do solo da região em que ela está inserida, motivou a definição de áreas prioritárias para sua conservação e preservação florestal, tendo em vista o incremento da biodiversidade regional. Empregou-se a abordagem multicriterial, em ambiente SIG, com o Método da Média Ponderada Ordenada, para combinação dos fatores (características da paisagem) importantes ao objetivo do projeto. A princípio os fatores selecionados foram: proximidade entre fragmentos de maior área nuclear; proximidade à cobertura florestal; proximidade à rede hidrográfica; distância à malha viária; distância aos centros urbanos; e vulnerabilidade à erosão. Para a obtenção desse fatores foram necessários os planos de informação: uso e cobertura do solo; fragmentos de floresta; área nuclear dos fragmentos de floresta; rede hidrográfica; centros urbanos; malha viária; declividade; e erodibilidade do solo. Para auxiliar na definição dos fatores, seus pesos de compensação (expressam a ordem de importância dos fatores no processo de decisão) e restrições (categorias restritivas das características) utilizou-se a Técnica Participatória e o Processo Hierárquico Analítico, no próprio SIG. Na determinação dos melhores pesos de ordenação (controlam a maneira como os fatores são agregados e o nível de compensação entre eles) foi considerado o risco assumido no processo de tomada de decisão. Foram, dessa maneira, avaliados mapas de áreas prioritárias com riscos médio, alto e baixo. Os mapas de prioridades foram reclassificados de maneira a apresentar cinco classes de prioridade: muito baixa, baixa, média, alta e muito alta. O mapa final de áreas prioritárias foi reclassificado em sete classes, que possibilitaram o melhor entendimento das alterações propostas para a estrutura da bacia. Na avaliação da importância e da influência dos fatores, para o processo de tomada de decisão, utilizou-se a análise de sensibilidade. Ela foi realizada somente para o mapa de prioridades referente ao grupo de pesos de ordenação mais adequado. Essa análise indicou que a melhor alternativa, para a priorização de áreas, foi o mapa sem o fator proximidade à rede hidrográfica, que apresentou risco médio-alto (R = 0,46) e compensação de 73% entre seus fatores. Os pesos de ordenação desse mapa de prioridades promoveram a definição de áreas prioritárias de acordo com o pré- estabelecido para esse processo de tomada de decisão. A grande maioria das áreas com maior prioridade coincidiram com regiões da bacia que concentram sua área de floresta nativa e, ainda, seus melhores fragmentos (maiores, mais próximos uns dos outros, com melhores formas e maiores áreas nucleares). Conclui-se que a abordagem multicriterial, com o método da Média Ponderada Ordenada, é eficiente para a definição de áreas prioritárias para a conservação e preservação florestal e o processo de tomada de decisão apresenta robustez, com pesos de compensação, ordenação e solução coerentes. pt_BR
dc.description.abstract The forest fragmentation of the Corumbataí River Basin, SP (Brazil) is a consequence an unplanned process of soil occupation and use. The purpose of this study was to define priority areas for forest conservation and preservation in that river basin, aiming at improve the regional biodiversity. Multicriteria evaluation with Ordered Weighted Average was used to aggregate factors (characteristics of landscapes). Factors considered important were: proximity to forest patches; proximity to forest with larger core area; proximity to water; distance to roads; distance to urban areas; and vulnerability to erosion. In order to produce these factors it was necessary the layers: land use/land cover; forest patches; core area of forest patches; streams; urban areas; roads; slope; and erodibility. In the definition of the factors, the factors importance weights (define the importance of each factor in the process) and constraints, the Participatory Technique and the Hierarchical Analytic Process were used. In the determination of the factors order weights (controls the manner in which the weighted factors are aggregate) its was considered the risk-taking. Maps were produced with low, medium, and high risk. These maps were reclassified in order to show only five levels of priority (very low, low, medium, high, very high), and the final map in seven levels of priority. The sensitivity analysis was employed to identify the importance and the influence of factors (only to the selected priority map with adequate risk-taking). According to this analysis the best alternative was the priority map without proximity to water, that showed high risk (R = 0.40) and 78% of trade-off among the factors. The order weights of this final map promoted the definition of priority areas, according to the objective of this project. Finally, it is concluded that the multicriteria evaluation with Ordered Weighted Average is efficient to determine priority areas to forest conservation and preservation; and the process presents robustness. pt_BR
dc.format 121 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Manejo de bacias hidrográficas pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Geoprocessamento e sensoriamento remoto pt_BR
dc.title Definição de áreas prioritárias para conservação e preservação florestal por meio da abordagem multicriterial em ambiente SIG pt_BR
dc.title Definition of priority areas for forest conservation and preservation using multicriterial evaluation with gis pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
tese_Valente, Roberta de Oliveira Averna.pdf 2.102Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Tese

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account