Biblioteca Florestal
Digital

Ecologia da vegetação de corredores ecológicos naturais originários de valos de divisa em Minas Gerais

Show simple item record

dc.contributor.advisor Berg, Eduardo Van Den
dc.contributor.author Castro, Gislene Carvalho de
dc.date.accessioned 2013-10-02T13:39:18Z
dc.date.available 2013-10-02T13:39:18Z
dc.date.issued 2008-06-06
dc.identifier.citation CASTRO, G. C. Ecologia da vegetação de corredores ecológicos naturais originários de valos de divisa em Minas Gerais. 2008. 81 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras. 2008. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/4165
dc.description Tese de Doutorado defendida na Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.description.abstract Foram avaliados vários parâmetros ecológicos do componente arbóreo de dois sistemas de corredores ecológicos que conectam remanescentes florestais. Estes corredores, amplamente distribuídos no sudeste brasileiro, se originaram da colonização natural de valos de divisa de propriedade, por espécies da flora regional. Estes valos de divisa são escavações (largura média de 4 m e 1,5 m de profundidade) feitas por escravos, por ocasião da ocupação do território, especialmente do sudeste brasileiro. Devido à escassez de estudos na análise do potencial desses elementos e à necessidade de investigação de possíveis padrões ecológicos em corredores desta natureza, foram realizadas análises minuciosas de um Sistema corredor-fragmento específico e comparações entre dois sistemas diferentes, buscando testar as hipóteses: o corredor possui diversidade e estrutura florística diferentes das dos fragmentos a que estão associados; a florística e a estrutura são mais similares entre os elementos associados de um Sistema corredor-fragmento do que entre sistemas distintos; o ambiente do corredor ecológico é mais similar ao ambiente de borda do que ao interior dos fragmentos a que estão associados; há espécies com distribuição preferencial por corredores e fragmentos e pelos diferentes setores do valo do corredor e as variáveis do solo interferem na distribuição das espécies da flora. Para isso, foram amostrados 2,28 ha (114 parcelas de 200 m2), nos dois sistemas, em área de tensão entre Cerrado e as Florestas Estacionais Semideciduais e utilizadas as seguintes análises: índices de diversidade de Shannon, equabilidade de Pielou, similaridade de Sørensen, análise de correspondência retificada (DCA), teste Kruskal-Wallis, análises dos parâmetros fitossociológicos e análise de correspondência canônica (CCA). Também foram aplicados testes Qui-quadrado. Os sistemas apresentaram riqueza e diversidade semelhantes, com maior similaridade dentro do que entre sistemas, indicando possibilidade de ligação funcional entre os elementos, com corredores apresentando diversidade similar aos fragmentos associados. A estrutura da vegetação arbórea do corredor é diferente da apresentada pelos fragmentos a que estão associados, e os corredores possuem maior densidade e área basal que os fragmentos. Existem preferências de distribuição das espécies por fragmento, corredor e setores do valo, quando os sistemas são analisados separadamente. Corredores não apresentaram padrões nas relações florísticas com interior e borda de fragmentos, excetuando particularidades em cada sistema. Os resultados obtidos demonstraram que corredores de valo de divisa possuem potencial para a conservação das espécies da flora e sua reduzida largura, associada às suas características ecológicas, os condiciona como elementos importantes para a conservação de espécies, sem prejuízo às áreas produtivas rurais. pt_BR
dc.description.abstract Several ecological parameters of the tree component of two systems of ecological hedgerows that connect forest remnants were evaluated. These hedgerows, widely distributed in the Brazilian Southeast, originated from the natural colonization of boundary trenches by species of the regional flora. These trenches are hollowings (average width of 4m and 1,5 m of depth) made by slaves for occasion of the occupation of the territory, especially in the Brazilian Southeastern. Due to the scarcity of studies in the analysis of the potential of these elements and to the necessity of investigating possible ecological standards in such hedgerows, detailed analyses of a specific system hedgerow-fragment were carried out as well as comparisons between two different systems, to test the hypotheses: the diversity and floristic structure of the hedgerow are different from the fragments to which it is associated; the floristic and structure are more similar between the associated elements of a system hedgerow-fragment than between distinct systems; the environment of the ecological hedgerow is more similar to the environment of the edge than to the interior of the fragments to which it is associated; there are species with preferential distribution for each environment (hedgerows and fragments) and for different sectors of the trench of the hedgerow; and the soil variables interfere with the species distribution in this system. Therefore 2.28 ha were sampled (114 plots of 200 m2) in the two systems in the tension area between the Savannah and the Seasonal Semideciduous Forests and the following analyses were carried out: Shannon’s diversity index, Pielou’s equability index, Sørensen’s similarity, detrended correspondence analysis (DCA), Kruskal-Wallis test, analyses of phytosociological parameters, canonical correspondence analysis (CCA) and applied qui-square tests. The systems presented similar richness and diversity, with bigger similarity within the system than between systems, pointing out the possibility of functional linking between the elements, with hedgerows showing similar diversity to the associated fragments. The structure of the tree vegetation of the hedgerow is different from that of the fragments to which it is associated, with the corridors showing bigger density and basal area than the fragments. There are preferences of species distribution by fragment, hedgerow and sectors of the trench when the systems are analyzed separately. Hedgerows did not present patterns in the floristic relations with the interior and the edge of fragments, with the exception of particularities in each system. The results showed that hedgerows of boundary trenches possess potential for the conservation of the flora species and its reduced width, associated to its ecological characteristics, point them out as important elements for species conservation, without loss of agricultural productive areas. pt_BR
dc.format 81 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.title Ecologia da vegetação de corredores ecológicos naturais originários de valos de divisa em Minas Gerais pt_BR
dc.title Vegetation ecology of natural ecological hedgerows originated from boundary trenches in Minas Gerais pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Tese_Gislene-Carvalho-de-Castro.pdf 667.9Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Tese

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account