Biblioteca Florestal
Digital

Dinâmica do uso e ocupação da terra na microbacia do ribeirão São Bartolomeu – Viçosa, MG

Show simple item record

dc.contributor.advisor Soares, Vicente Paulo
dc.contributor.author Costa, Tássia Alves
dc.date.accessioned 2013-07-09T14:02:14Z
dc.date.available 2013-07-09T14:02:14Z
dc.date.issued 2012-03-19
dc.identifier.citation COSTA, T. A. Dinâmica do uso e ocupação da terra na microbacia do ribeirão São Bartolomeu – Viçosa, MG. 2012. 49f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2012. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/3412
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal de Viçosa pt_BR
dc.description.abstract O uso indevido da terra tem gerado enorme pressão sobre os recursos naturais, e trazido preocupação em diversos setores da sociedade. É neste cenário que os objetivos deste trabalho foram fundamentados: mapear as classes de uso e ocupação da terra e os seus conflitos com as Áreas de Preservação Permanente (APP) nos anos de 1963, 1987 e 2007. A região de estudo a microbacia do ribeirão São Bartolomeu, situada na região da Zona da Mata Mineira, município de Viçosa, Estado de Minas Gerais. Para cobrir toda a área de estudo foram necessárias 8 fotografias aéreas de 1963, 4 ortofotocartas de 1987 e 2 imagens IKONOS II obtidas em 2007, sendo que as mesmas foram unidas para formar seus respectivos mosaicos. Em seguida, utilizando-se das ferramentas de geoprocessamento e sensoriamento remoto, foram mapeadas as áreas de 9 classes de uso da terra em cada um dos anos citados, a saber: Agricultura, Área Urbana, Benfeitoria, Cafezal, Floresta Nativa, Floresta Plantada, Lagos, Pastagem e Vias de Acesso, mediante interpretação visual em tela. Os mapas de uso da terra gerados foram então cruzados com um mapa de Áreas de Preservação da mesma área de estudo para definir as áreas de uso indevido. Como principais resultados, citam-se: a classe predominante na área de estudo foi a de Pastagem, que ao longo do tempo, se manteve no patamar de 50%; as classes de Cafezal, Agricultura e Área Urbana experimentaram grandes expansões do ano de 1963 para os anos de 1987 e 2007; a classe de Floresta Nativa sofreu pequenas alterações entre as datas avaliadas, tendo permanecido próximo de 30% da área de ocupação. Em relação aos conflitos de uso da terra, a classe de Pastagem permaneceu no patamar de 50% de ocupação das APP. A classe de Agricultura teve sua área de ocupação em APP aumentada, enquanto que a classe de Cafezal foi reduzida de aproximadamente 70% em 1963 para 50% em 2007, embora permanecendo num elevado nível de ilegalidade de acordo com a legislação ambiental vigente. Com exceção das classes de Agricultura e Área Urbana no ano de 1963, todas as classes de uso da terra ocuparam mais de 30% das APP, indicando um elevado índice de uso indevido. pt_BR
dc.description.abstract The misuse of land has generated enormous pressure on natural resources, and brought concern to various sectors of society. Therefore the objectives of this study were mapping the land use/land cover classes and their conflicts with the Permanent Preservation Areas (PPA) in the years of 1963, 1987 and 2007. The study area was the São Bartolomeu watershed, located in the Zona da Mata region, municipality of Viçosa, State of Minas Gerais, Brazil. To cover the whole study area were required 8 aerial photographs obtained in 1963, 4 orthophotos from 1987 and 2 IKONOS II images obtained in 2007, which were joined to form their respective mosaics. Through onscreen visual interpretation based on GIS tools, nine land use classes were mapped, namely: Agriculture, Urban Area, Improvements, Coffee, Native Forests, Planted Forests, Lakes, Pasture and Roads. The land use maps generated were crossed with the map of Permanent Preservation Areas to define the land use conflicts. The main results found were: the predominant class was Pasture, which occupied approximately 50% of the study area in the three dates; Coffee, Agriculture and Urban Area classes had large expansions from 1963 to 1987 and 2007. Native Forest class had minor changes between the dates evaluated, remaining near of 30%. In relation to the land use conflicts, the class of Pasture occupied around 50% of the PPA. On the other hand, the class of Agriculture increased, while the class of Coffee reduced from 70% in 1963 to 50% in 2007, although remaining in a high level of illegality according to current environmental legislation. With exception of Agriculture and Urban Area classes for the year of 1963, all land use classes occupied more than 30% of PPA in the dates evaluated. pt_BR
dc.format 49 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Manejo de bacias hidrográficas pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Geoprocessamento e sensoriamento remoto pt_BR
dc.title Dinâmica do uso e ocupação da terra na microbacia do ribeirão São Bartolomeu – Viçosa, MG pt_BR
dc.title Dynamics of land use/land cover in the São Bartolomeu watershed - Viçosa, MG pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
dissertacao_Tássia Alves Costa.pdf 4.214Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account