Biblioteca Florestal
Digital

Comunidades de aves em mosaico de habitat formado por Floresta Ombrófila Mista e plantações com Araucaria angustifolia e com Pinus elliottii, no sul do estado do Paraná, Brasil.

Show simple item record

dc.contributor.advisor Anjos, Luiz dos
dc.contributor.author Volpato, Graziele Hernandes
dc.date.accessioned 2016-07-27T11:53:45Z
dc.date.available 2016-07-27T11:53:45Z
dc.date.issued 2009-02-09
dc.identifier.citation VOLPATO, G. H. Comunidades de aves em mosaico de habitat formado por Floresta Ombrófila Mista e plantações com Araucaria angustifolia e com Pinus elliottii, no sul do estado do Paraná, Brasil. 2009. 58 f. Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2009. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18364
dc.description Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract A substituição de florestas naturais por plantios comerciais de árvores na silvicultura tem sido uma prática bastante comum em vários países, sendo apontada com uma das principais ameaças à biodiversidade de aves tropicais. No presente estudo comparou-se o número de espécies e de contatos, a similaridade, e a abundância relativa de espécies de aves em Floresta Ombrófila Mista (FN) e em plantios de Araucaria angustifolia (FA) e Pinus elliottii (FP) no sul do Paraná, Brasil. Também comparou-se estes ambientes quanto à composição de espécies em relação: ao risco de extinção (ameaçadas ou quase ameaçadas); ao nível de dependência à área de floresta natural; aos hábitos alimentares (item alimentar e estrato de forrageamento). Foi utilizado o método por ponto com distância limitada a 100 m. Foram estabelecidos 18 pontos em FN, 12 em FA e 12 em FP. Foram identificadas 114 espécies em todas as áreas, 93 espécies em FN, 87 em FA e 81 em FP. O método e a curva de rarefação indicaram que o esforço amostral em cada ambiente foi suficiente. A análise de variância com medidas repetidas revelou que as médias de espécies e contatos em FN e FA são semelhantes entre si e superiores à FP. Do total de espécies, 48 foram classificadas como florestais-dependentes e 66 como florestais-generalistas. As médias de espécies florestais-dependentes registradas em FN e FA foram superiores à obtida em FP. O índice de similaridade (Morisita-Horn) também revelou ser maior entre FN e FA. Entre as categorias tróficas alimentares utilizadas, 38 espécies foram categorizadas como insetívoros, 22 onívoros, 17 insetívoros/onívoros, 16 frugívoros/onívoros, 9 granívoros, 8 frugívoros, 2 carnívoros e 2 nectarívoros. Entre essas categorias os insetívoros apresentaram média maior de espécies em FN e FA, os frugívoros apresentaram média maior em FN, os granívoros apresentaram média maior em FP e as aves mais generalistas (onívoros, frugívoros/onívoros e insetívoros/onívoros) não apresentaram diferenças significativas na média de espécies entre os ambientes. Considerando dois estratos de forrageio (copa e sub-bosque), em FN e FA foram registrados maiores números de espécies de aves de copa, enquanto que para as aves que forrageiam no sub-bosque não foram observadas diferenças significativas entre os números de espécies registrados nos ambientes. Sete espécies estão ameaçadas ou quase-ameaçadas. Todas essas espécies ameaçadas ou quase-ameaçadas foram registradas em FN e FA, com uma espécie apresentando menor abundância relativa em FA (Procnias nudicollis). Em FP, três espécies quase-ameaçadas foram registradas, com somente uma espécie apresentando menor abundância relativa. Os resultados obtidos demonstraram que o plantio de P. elliottii foi pouco atrativo para certas espécies de aves, como as ameaçadas ou quase ameaçadas de extinção, as florestais-dependentes e as de hábitos alimentares mais especializados. Entretanto, a presença de distintos fatores no plantio de A. angustifolia, como sub-bosque e a sua proximidade a área natural, podem ter contribuído para que este ambiente apresente uma comunidade de aves mais similar a floresta natural. pt_BR
dc.description.abstract Conversion of natural forests by timber plantation has been a common practice in several countries, and it is point out as the main threat for tropical bird biodiversity. The present study compared the species and contacts numbers, the similarity, and the relative abundance of bird species in Floresta Ombrófila Mista (FN) and in timber plantations of Araucaria angustifolia (FA) and Pinus elliottii (FP), all located at southern Paraná, Brazil. It was also compared these environments considering the species composition related to: extinction risk (threatened and near threatened), level fo dependence to natural forest, feeding habits (food resource and foraging stratum). The fixed 100 m radius point-counts method was used. The following numbers of points were established in each area: 18 in FN, 12 in FA and 12 in FP. A total of 114 bird species were recorded in all areas, and 93 in FN, 87 in FA and 81 in FP. The used method and the rarefaction curve indicated that the sampling effort in each area was sufficient. The repeated measures ANOVA, with LSD post hoc tests, revealed that the mean values of bird species and contacts in FN and FA are similar and higher than the obtained in FP. Considering the total of recorded bird species, 48 were classified as forest-dependents and 66 as forest-generalists. The mean values of forest-dependents species recorded in FN and FA were higher when compared to FP. The similarity index (Morisita-Horn) also revealed to be higher between FN and FA. Considering the feeding categories, 38 species were categorized as insectivores, 22 as omnivores, 17 as insectivores/omnivores, 16 as frugivores/omnivores, 9 as seed-eaters, 8 as frugivores, 2 as carnivores and 2 as nectarivores. The insectivores presented higher mean valued of species in FN and FA, frugivores presented higher mean values in FN, seed-eaters higher mean values in FP and generalist birds (omnivores, frugivores/omnivores and insectivores/omnivores) did not present significant differences in mean values of species between the studied areas. Considering the two observed foraging stratum (canopy and understory), higher numbers of canopy species were recorded in FN and FA, when no significant differences were observed for understory bird species between the areas. Seven species were threatened or near-threatened. All threatened or near-threatened species were recorded in FN and FA, and one of them showed lower relative abundance in FA (Procnias nudicollis). In FP, three near-threatened species were recorded, and only one specie presented lower relative abundance. The obtained results demonstrate that P. elliottii plantations are poor attractive for some bird species, as threatened and near-threatened ones, forest-dependents and the ones that present specialized feeding habits. However, the presence of distinct factos in plantations of A. angustifolia, such as a developed understory and the proximity of a natural forest, could have contributed for this environment presented a bird community similar to a natural forest. pt_BR
dc.format 58 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Manejo da fauna silvestre pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.title Comunidades de aves em mosaico de habitat formado por Floresta Ombrófila Mista e plantações com Araucaria angustifolia e com Pinus elliottii, no sul do estado do Paraná, Brasil. pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
tese_Graziele Hernandes Volpato.pdf 2.185Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account