Biblioteca Florestal
Digital

Obtenção de relações quantitativas para estimativa de volume do fuste em Floresta Estacional Semidecídua Montana

Show simple item record

dc.contributor.author Scolforo, José Roberto
dc.contributor.author Mello, José Márcio de
dc.contributor.author Lima, Christian Sorensen de Almeida
dc.date.accessioned 2016-07-21T18:33:10Z
dc.date.available 2016-07-21T18:33:10Z
dc.date.issued 1994
dc.identifier.citation SCOLFORO, J. R.; MELLO, J. M.; LIMA, C. S. A. Obtenção de relações quantitativas para estimativa de volume do fuste em Floresta Estacional Semidecídua Montana. Cerne, Lavras, v. 1, n. 1, p. 123-134. 1994. pt_BR
dc.identifier.issn 2317-6342
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18311
dc.description.abstract Este estudo teve por objetivo testar e desenvolver modelos volumétricos, obter fatores de forma, assim como, identificar ou não diferença na estimativa dos volumes do fuste a partir destas possibilidades, e também verificar a possibilidade de obter estimativas para toda a floresta a partir de uma unica equação de volume e/ou fator de forma para árvores de uma floresta semidecidua montana na região de Lavras, Minas Gerais. Foram feitas cubagem rigorosa do fuste aproveitável em 181 árvores com circunferência a altura do peito (CAP) entre 15,0 e 230 cm, para fins de quantificação do volume real do fuste. As espécies canela (Ocotea odorifera), pindaiba (Xyiopia brasiliensis) e copaiba (Copaifera iangsdorffii) foram cubadas em separado por apresentarem destacado indice de valor de importância (iVl). As demais espécies foram consideradas como miscelânea. Os modelos volumétricos testados foram obtidos em literatura, alem de construidos através do procedimento de stepwise". O fator de forma obtido foi o normal. A verificação de qual procedimento é mais eficiente e a possibilidade de gerar uma única equação de volume e/ou um único fator de forma médio para estimar o volume foi obtido através de análise de variância. Os resultados indicaram que as equações de volume e o fator de forma são igualmente precisos para estimar volume de fuste, e que equações de volume a nivel de espécie ou grupo de espécies são preferiveis ao fator de forma. Outro objetivo foi testar e desenvolver uma série de modelos para estimar o volume por unidade de área (equações do povoamento). O modelo selecionado propiciou estimativa do volume que diferiu 0.001% do parâmetro. pt_BR
dc.description.abstract The objectives of this research were: to test and develop volumetric models, to estimate form factors, to compare volume estimations from volume equations with those from the form factors used, to verify the possibility of obtaining estimates for the whole forest by using a single volume equation and the form factor method. The data came from trees of a montane semideciduous forest located in the region of Lavras, Minas Gerais. The actual commercial volume was obtained for 181 trees with circumference at the breast height (CAP) ranging from 15 em to 230 cm, by using the Smalian formula. The tree species canela (Ocotea odorifera), pindaiba (Xylopia brasiliensis), and copaiba (Copaifera iangsdorffii) were separateiy cubed because they presented an outstanding importance value index (iVl). The other tree species were considered ali together. The voiumetric models tested came from the literature. and also from the stepwise procedure. The form factor obtained was the so called absolute or normal. The verification of the most efficient procedure and of the possibility of generating a single volume equation, or a single average form factor to estimate the volume was carried out using analyses of variance. The results indicated that volume equations and form factors were equally precise to estimate tree stem volume. and that for practical purposes, volume equations by species or group of species should be preferred. Another objective was to test and developed models to estimate volume per unit area. The selected model provided an estimate of volume which differed only 0.001% from the parameter. pt_BR
dc.format 12 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.01,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Obtenção de relações quantitativas para estimativa de volume do fuste em Floresta Estacional Semidecídua Montana pt_BR
dc.title Obtainment of ouantitative relationships for the estimations of stem volume in a Seasonal Semideciduos Forest pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v1_n1_p123-134_1994.pdf 1.309Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account