Biblioteca Florestal
Digital

Momento ótimo de substituição de povoamentos de Eucalyptus spp – o caso da tecnologia constante

Show simple item record

dc.contributor.author Souza, Álvaro Nogueira de
dc.contributor.author Rezende, José Luiz Pereira de
dc.contributor.author Oliveira, Antônio Donizette de
dc.date.accessioned 2016-07-15T13:52:33Z
dc.date.available 2016-07-15T13:52:33Z
dc.date.issued 2001
dc.identifier.citation SOUZA, A. N.; REZENDE, J. L. P.; OLIVEIRA, A. D. Momento ótimo de substituição de povoamentos de Eucalyptus spp – o caso da tecnologia constante. Cerne, Lavras, v.7, n.2, p.093-103, 2001. pt_BR
dc.identifier.issn 2317-6342
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18233
dc.description.abstract Os estudos sobre a reforma de povoamentos de Eucalyptus spp realizados no Brasil consideram a tecnologia constante facilitando a modelagem para o conhecimento de como receitas, custos, taxas de desconto e produtividade afetam o momento ótimo de substituição. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de: conhecer qual a rotação florestal com valores da década de 1960 (início dos incentivos fiscais) e atuais (década de 1990) com a finalidade de obtenção de madeira para produção de celulose e carvão vegetal; determinar o momento de substituir um povoamento que apresenta ao longo do tempo a mesma produtividade e mesma estrutura de custo; determinar quantos cortes deverão ser realizados até o ciclo terminal; determinar quantos cortes serão realizados até a substituição (cadeia de substituição) e verificar a sensibilidade da época de substituição a variações na taxa de desconto, preço da madeira, produtividade, custo da terra, custo de colheita e produtividade das talhadias. Testaram-se os resultados em um estudo de caso, utilizando a Função Gompertz para determinar a produtividade do povoamento. O Método do Valor Presente Líquido foi utilizado como critério de decisão econômica. Conclui-se que: a rotação florestal para produção de carvão vegetal na década de 1960 era aos 13 anos; a rotação atualmente está em 7 anos de idade; o ciclo terminal permite até 13 cortes, mas considerando-se a possibilidade de arrendamento da terra, a melhor alternativa é conduzir as brotações até o 3 o corte; aumentos em fatores como taxa de desconto, preço da madeira e produtividade causaram redução nas idades de corte dos povoamentos; aumentos no custo da terra não afetaram as idades de corte e aumentos no custo de exploração causaram aumentos na idade de corte do povoamento. A substituição do povoamento atualmente se dá após três cortes, enquanto na década de 1960, se dava após dois cortes em função do menor prejuízo. Aumentos em fatores como taxa de desconto, preço da madeira, custo de exploração e produtividade das talhadias causaram aumentos no número de cortes antes da substituição dos povoamentos. Já aumentos na produtividade causaram redução na idade de substituição (número de cortes) dos povoamentos. pt_BR
dc.description.abstract The few studies on renewal of Eucalyptus spp populations done in Brazil consider constant technology. This is done this way for facilitating the modeling of how variables affect this activity, such as income, costs, rates of discount and yield. The reason for not considering the gains earned through technological progress is the lack of a specific dynamic model. This study was carried out aiming to get to know the forest rotation with values from the sixties (beginning of tax exemption programme) and current values (nineties) aiming to obtain wood for cellulose and charcoal production; to determine the moment of substitution of a population which presents the same yield and the same cost structure through time as well as to determine how many cuttings should be done until the final cycle; to determine how many cuttings should be done until substitution (substitution chain); to verify the sensitivity of the substitution time to variations in the discount rates, wood prices, yield, land costs, harvesting costs and coppice yield. The results were tested in a case study, employing the Gompertz Function to determine the population yield. The Current Net Value Method was used as a crieterion of economic decision. It has been concluded that: The forest rotation to produce charcoal in the sixties was at 13 years of age; the current rotation is at 7 years of age; the final cycle allows up to 13 cuttings, but considering the possibility of land leasing, the best alternative is to conduce the sproutings up to the third cutting; an increase in factors such as discount rates, wood prices and yield caused reduction of the cutting age; increase in land costs did not affect the cutting ages; increase in the logging cost increased the cutting ages; the substitution of population now a days happens after 3 cuttings, while in the sixties it happened after 2 cuttings due to the lesser loss; an increase in factors such as discount rates, wood prices, logging costs and coppice yield increased the number of cuttings before the substitution and increase in the yield caused reduction of the substitution age (number of cuttings). pt_BR
dc.format 11 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.07,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Momento ótimo de substituição de povoamentos de Eucalyptus spp – o caso da tecnologia constante pt_BR
dc.title Optimal time for substitution of Eucalyptus spp populations – the case of constant technology pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v7_n2_p93-103_2001.pdf 387.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account