Biblioteca Florestal
Digital

Produção agroflorestal sustentável: estudo de caso em pequenas propriedades no litoral paranaense

Show simple item record

dc.contributor.advisor Hoeflich, Vitor Afonso
dc.contributor.author Stridsberg, Irene Haydeé Costas
dc.date.accessioned 2016-07-07T17:56:02Z
dc.date.available 2016-07-07T17:56:02Z
dc.date.issued 2001-10-24
dc.identifier.citation STRIDSBERG, I. H. C. Produção agroflorestal sustentável: estudo de caso em pequenas propriedades no litoral paranaense. 2001. 130 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2001. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18119
dc.description Tese de Doutorado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract Este trabalho foi desenvolvido para o litoral paranaense, envolvendo os recursos florestais da Mata Atlântica. Teve como objetivo formular modelos de produção sustentável que, otimizando o rendimento econômico da pequena propriedade rural através da venda de produtos medicinais, conservassem os recursos florestais produtivos e ampliassem sua disponibilidade. Primeiramente foram selecionadas 18 espécies arbóreas, provenientes de 16 famílias, cujos produtos madeireiros e medicinais tinham preços e quantidades definidos nos respectivos mercados. A partir dos dados obtidos mediante pesquisa de mercado foi possível conhecer os diversos valores e volumes comercializados de produtos madeireiros e medicinais originados de uma mesma espécie. E, ainda, estimar a renda que uma árvore-tipo de cada espécie pode gerar, quando os produtos obtidos são vendidos nestes dois mercados. Em todos os casos a renda dos produtos medicinais por árvore, foi maior que a renda obtida da comercialização da madeira. Metade das espécies estudadas apresentaram boas possibilidades de produzir rendas anuais sem uso do extrativismo predatório. Na formulação dos modelos de produção, foi escolhida como exemplo, a região de Antonina. Foi definida a situação básica (MI), onde uma propriedade rural de 16 ha, dedica até 3 ha para agricultura de subsistência e tem 10 ha de floresta secundária explorável dentro dos limites legais e de recuperação. Nos cálculos utilizou-se a força de trabalho de duas pessoas, dedicadas às atividades agrícolas e florestais durante 8h/dia e 273 dias/ano. A programação linear foi o método usado para otimizar a alocação do tempo de mão-de-obra disponível. O MI maximizado teve como resultado R$3.239,00/ano. O Mil inclui a receita da casca medicinal obtida das árvores derrubadas (3,84m3/ano), com crescimento na renda anual de 18% a.a. No MUI foram acrescentados os rendimentos obtidos da venda de folhas, frutos e óleo produzidos sem extrativismo predatório, com crescimento da renda anual de 63% sobre o modelo básico. O modelo IV incluiu a domesticação de seis espécies com folhas medicinais, 900 mudas cultivadas e/ou adensadas em um hectare. Este último modelo utilizou três níveis de preços para folhas, combinados com dois diferentes períodos de trabalho, 288 e 320 dias ao ano. Os melhores resultados anuais foram obtidos com o MUI, onde os produtos medicinais são vendidos no mercado coletor, e com o MIV-F que considera a venda para o mercado fracionador atacadista/varejista de Curitiba. A médio e longo prazos, foram obtidos melhores resultados com os modelos IV-B no mercado coletor, IV-C no mercado atacadista e IV-E no mercado fracionador. As variações do modelo IV são mais exigentes em mão-de-obra, mas permitem que os recursos produtivos sejam mantidos e melhorados. pt_BR
dc.description.abstract This work was developed for the coastal region of Paraná State, including the forest resources of the Atlantic Forest. The aim was to design models for sustainable production, when optimizing the economic return of small rural farmers properties through the sale of medicinal products, conserving and aggregate value to the productive forest resources as well as improving its availability. Initially some 18 tree species were selected derived from 16 families, whose wood and medicinal products had defined prices and quantities in their respective market. Through information obtained from market research it was possible to identify various values and volumes commercialized of wood and medicinal products derived from the same species. Additionally, the income onemodel tree of each species could generate, was estimated when obtained products were sold in these two market segments. In all the cases, the income from medicinal products per tree was higher than from wood products. About half of the tree species studied envisaged good possibilities to generate annual incomes without the use of predatory extraction practices. When the four production models for small rural properties were designed the municipality of Antonina was selected as a representative sample of the region. A base situation was defined (MI (model 1)) where a property of 16 ha, dedicated up to 3 ha to subsistence agriculture and up to 10 ha exploitable secondary forests within the legal and recuperation limits. While computing, a labor force of two persons, dedicating 8 hours per day and 273 days per year was used for agriculture and forestry activities. The method used to optimize the time allocation of available labor was Linear Programming. The maximum value of (MI) was R$3,239.00/year. The (Mil) includes the medicinal bark obtained from the cut trees (3.84 m3/year), and the income increased by 18% per year. To the Mill was added income derived from the sale of leaves, fruits and oils generated without predatory extraction practices; the annual income improved by 65% as compared to the base model (MI). The IVth model includes domestication of six species with medicinal leaves, 900 cultivated seedlings or densificated per ha. This last model utilized three price points (for the harvested leaves), combined with two different schedules of annual work: 288 and 320 days. The best returns were obtained from a short-term regime (one year), with Mill model selling the medicinal products on the collector market (A) and with MIV-F selling to the fractionating wholesale market in Curitiba. In the medium and long-term perspectives there were obtained better results from IV-B collector market, IV-C on the wholesale market, or with the IV-E model on the fractionating market. The variations in the IV model demands a better qualified labor, but would allow for the maintenance and bettering of the productive natural resources. pt_BR
dc.format 130 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Sistemas agroflorestais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Produção agroflorestal sustentável: estudo de caso em pequenas propriedades no litoral paranaense pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Tese_Irene-Haydee-Costas-Stridsberg.pdf 4.455Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account