Biblioteca Florestal
Digital

Variação genética de características de crescimento e de qualidade da madeira em progênies de Eucalyptus viminalis Labill.

Show simple item record

dc.contributor.advisor Carneiro, José Geraldo de Araújo
dc.contributor.author Sturion, José Alfredo
dc.date.accessioned 2016-07-04T14:22:20Z
dc.date.available 2016-07-04T14:22:20Z
dc.date.issued 1993-12-17
dc.identifier.citation STURION, J. A. Variação genética de características de crescimento e de qualidade da madeira em progênies de Eucalyptus viminalis Labill. 1993. 112 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 1993. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/18025
dc.description Tese de Doutorado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract O trabalho foi conduzido em um teste de progênies de meios-irmãos de Eucalyptus viminalis, instalado em Santa Cecília, SC, a partir de três procedências australianas (Bombala, SE Bendoc, SW Bendoc), reunidas em uma única população de melhoramento, com os seguintes objetivos: estimar parâmetros genéticos para características de crescimento e de qualidade da madeira; verificar como as características se correlacionam; comparar os ganhos genéticos estimados por seleção combinada com aqueles estimados por seleção entre e dentro de progênies e comparar a eficiência do método não destrutivo com a do método destrutivo de determinação da densidade básica da madeira, para a seleção de árvores. Para tanto, em 30 progênies obtidas ao acaso da população, avaliaram-se, aos 43 meses de idade: altura, DAP, volume cilíndrico, densidade básica e teores de extrativos, lignina e holocelulose da madeira de cada árvore. 0 delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso. A seleção de árvores deve ser realizada para as características de crescimento e densidade básica da madeira por apresentarem boas- perspectivas de ganhos genéticos. Os constituintes químicos da madeira não devem ser incluídos como critério de seleção, já que os ganhos genéticos estimados foram pouco expressivos. A seleção de árvores para as características de crescimento não ocasionou alterações de ordem prática na densidade básica e nos teores dos constituintes químicos da madeira. Igualmente, a seleção para a densidade básica não esteve relacionada com alterações significativas nos teores dos constituintes químicos da madeira. A densidade básica da madeira determinada no DAP ou a 50% da altura total da árvore foi adequada para a seleção, em virtude do alto coeficiente de correlação genética aditiva com a densidade básica média da árvore. A densidade básica média da árvore foi estimada com boa precisão, por equações de regressão linear, tendo como variáveis independentes as densidades básicas determinadas no DAP ou a 50% da altura total da árvore. Baguetas obtidas ao nível do DAP, constituiram-se na alternativa mais viável para selecionar árvores para a densidade básica da madeira. Para a transformação do teste de progênie em Pomar de Sementes por Mudas, recomendou-se a seleção de árvores por meio da seleção combinada e formular um índice de seleção, com base no volume da árvore e na densidade básica da madeira. pt_BR
dc.format 112 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Genética e melhoramento florestal pt_BR
dc.title Variação genética de características de crescimento e de qualidade da madeira em progênies de Eucalyptus viminalis Labill. pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Tese_José-Alfredo-Sturion.pdf 3.385Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account