Biblioteca Florestal
Digital

Modelagem do rendimento no desdobro de toras de eucalipto cultivado em sistema agroflorestal

Show simple item record

dc.contributor.author Souza, Álvaro Nogueira de
dc.contributor.author Oliveira, Antônio Donizette de
dc.contributor.author Solforo, José Roberto Soares
dc.contributor.author Mello, José Marcio de
dc.contributor.author Carvalho, Luiz Marcelo Tavares de
dc.date.accessioned 2016-06-30T11:49:16Z
dc.date.available 2016-06-30T11:49:16Z
dc.date.issued 2007-04
dc.identifier.citation SOUZA, A. N. et al. Modelagem do rendimento no desdobro de toras de eucalipto cultivado em sistema agroflorestal. Cerne, Lavras, v. 13, n. 2, p. 222-238, abr./jun. 2007. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17976
dc.description.abstract O presente trabalho teve como objetivo geral ajustar modelos para estimar o rendimento do processamento de toras em serraria, utilizando-se árvores plantadas em sistemas agroflorestais. Especificamente, pretendeu-se determinar o rendimento do desdobro de toras na serraria; ajustar modelos para estimar o volume de tábuas, o rendimento do processamento de toras na serraria e o tempo gasto para processar as toras, em função de variáveis dendrométricas, considerando dois tipos de produtos. A base de dados foi composta por 150 toras de clones de eucalipto divididas em 5 classes de diâmetro. Determinou-se o volume real de cada tora por meio de cubagem rigorosa, utilizando-se o método de Smalian. Após o desdobro das toras, as peças (tábuas) foram cubadas para determinar o volume de madeira serrada. O tempo gasto no desdobro e as dimensões das toras foram usados para ajustar modelos de rendimento em função do tempo e das características dendrométricas. As equações foram avaliadas com base no coeficiente de determinação, erro padrão da estimativa e distribuição gráfica dos resíduos. As equações para estimar o rendimento do desdobro de toras tiveram maior influência do volume da tora e do diâmetro de sua ponta mais grossa. As melhores equações para estimar o volume de tábuas foram as que tiveram como variáveis independentes o volume das toras, seu diâmetro na ponta mais grossa e seu comprimento. Quando se consideraram os dois produtos juntos, as melhores equações foram as que estimaram o rendimento em função do volume da tora, de seu diâmetro da ponta mais grossa, de seu diâmetro da ponta mais fina e do tipo de produto considerado. As equações para estimar o tempo gasto para serrar as toras e obter os produtos foram mais influenciadas pela classe diamétrica, no caso do produto 1 e pelo volume das toras, no caso do produto 2. As equações que estimaram o tempo gasto para serrar os dois produtos juntos tiveram performances muito semelhantes. O tempo gasto foi influenciado pelas variáveis dendrométricas e suas combinações. pt_BR
dc.description.abstract This work fitted regression models in order to estimate the efficiency of wood processing in sawmills using trees from agro- forest systems. Specifically, it intended to determine the yield of processed boards volume, to adjust models for measuring the processing efficiency and the time needed for processing wood as a function of dendrometric variables, considering two different products. The database was composed of information derived from 150 logs of eucalypt clones encompassing 5 diameter classes. The real volume of each log was derived through detailed log scaling according to Smalian s method. After log processing, the boards were measured to determine the volume of sawn wood. The time needed for processing and the log dimensions were used to fit efficiency models as a function of time and of dendrometric characteristics. The equations were evaluated based on the coefficient of determination, standard error of estimation and graphic distribution of residues. The equations to estimate the processing efficiency were more influenced by log volume and by the diameter of the largest side. The best equations to estimate the volume of the boards were the ones that included log volume, diameter of the thickest side and log length as independent variables. When considering both products together, the best equations were the ones that included log volume, diameter of the thickest side, diameter of the thinnest side and the type of product as independent variables. The equations used to estimate the time needed to saw the logs were influenced by diameter class, in the case of product 1 and by the volume of the logs in the case of product 2. The equations used to estimate the time needed to process both products together showed similar performance. The time needed was influenced by the dendrometric variables and their combinations. pt_BR
dc.format 17 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.13,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Processamento mecânico da madeira pt_BR
dc.title Modelagem do rendimento no desdobro de toras de eucalipto cultivado em sistema agroflorestal pt_BR
dc.title Modeling of log processing productivity of eucalypt planted in agroforest systems pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v13_n2_p222-238_2007.pdf 215.0Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account