Biblioteca Florestal
Digital

Produção de óleo essencial e propagação vegetativa de Casearia sylvestris Swartz

Show simple item record

dc.contributor.advisor Zanette, Flávio
dc.contributor.author Spandre, Paola
dc.date.accessioned 2016-06-29T17:39:16Z
dc.date.available 2016-06-29T17:39:16Z
dc.date.issued 2010-10-28
dc.identifier.citation SPANDRE, P. Produção de óleo essencial e propagação vegetativa de Casearia sylvestris Swartz. 2010. 197 f. Tese (Doutorado em Agronomia - Produção Vegetal) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2010. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17967
dc.description Tese de Doutorado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract Casearia sylvestris Swartz (Salicaceae) é uma árvore medicinal nativa da America do Sul, cujas folhas são utilizadas para o tratamento de problemas gástricos, picadas de cobra, na cura contra o câncer e outras doenças. O óleo essencial desta espécie é responsável pela atividade anti-séptica, auntiúlcera, antinflamatória citotóxica e antiofídica. C. sylvestris, como planta pioneira, é utilizada amplamente em programas de reflorestamento, especialmente de matas ciliares. Apesar da sua importância medicinal, existem poucos trabalhos publicados sobre a produção de mudas e técnicas de propagação vegetativa da espécie. Com o intuito de avaliar a produção de óleo essencial e viabilizar a produção de mudas de C. sylvestris, realizaram-se dois experimentos de extração e análise do óleo essencial a partir das folhas e quatro experimentos de estaquia utilizando diferentes tipos de propágulos. O objetivo do primeiro experimento foi avaliar a influência da época de colheita no teor e composição do óleo essencial de folhas frescas de C. sylvestris. Houve variação sazonal na produção de óleo, sendo maio o mês que apresentou maior rendimento com 4,06 μLg-¹ MS de óleo. Foram determinados 26 compostos, dos quais germacreno D, biciclogermacreno, trans-cariofileno, germacrene B e β-elemeno apresentaram teores superiores em relação aos demais constituintes. No segundo experimento objetivou-se avaliar a influência de três tipos de secagem no teor e composição do óleo essencial de folhas de C. sylvestris. A secagem em estufa a 60oC proporcionou maior quantidade de óleo essencial (10,22 μ Lg-¹ MS). Foram determinados 32 compostos no óleo essencial dentre os quais o biciclogermacreno foi mais abundante em folhas secas a 40 e 60 °C e o δ-cadineno apresentou maior concentração em todos os tratamentos de secagem. O terceiro experimento realizado foi o de estaquia semilenhosa nas quatro estações do ano (outono, inverno e primavera de 2007 e verão de 2008), com a aplicação de ácido indol butírico (AIB), em solução hidroalcoólica. A melhor estação para o enraizamento foi a primavera/2007, com 39,1% de estacas enraizadas sem AIB. No quarto experimento foi avaliado o enraizamento de estacas obtidas de brotações de plantas adultas de C. sylvestris, após a poda e tratadas com AIB. A porcentagem média de enraizamento foi 66,01%, e o AIB não exerceu qualquer influência no enraizamento. Para o quinto experimento foram tratadas com e sem AIB estacas provenientes de podas drásticas em troncos e ramos de plantas adultas de C. sylvestris. Estacas de brotações de ramos apresentaram maior enraizamento sem aplicação de AIB (95,81%). Estacas obtidas de brotações surgidas de decepa de 30 e 120 cm apresentaram estímulo ao enraizamento com aplicação de AIB até 1500 mg L-¹. O sexto experimento realizado foi o de miniestaquia nos meses dezembro/2009, janeiro/2010 e abril/2010, com uso de AIB em solução hidroalcoólica. A maior média de enraizamento foi obtida sem AIB para miniestacas coletadas em dezembro/2009 (97,27%). A propagação vegetativa de C. sylvestris por meio de miniestaquia é a técnica mais promissora para a produção de mudas da espécie. Folhas de C. sylvestris coletadas no outono e secas apresentam maiores teores de óleo essencial. pt_BR
dc.description.abstract Casearia sylvestris (Salicaceae) is a medicinal tree from South America whose leaves are used as infusion for gastric problems treatments, as antivenin for snakebites, and in anticancer drugs among others. The essential oil of C. sylvestris leaves is responsible for its antisseptic, anti-ulcer, anti-inflammatory and cytotoxic properties. C.sylvestris as a pioner species is widely used in reflorestation programs, especially along water courses. Despite it‟s medicinal relevance, there are few published works related to seedling production and vegetative propagation techniques for this species. The purpose of the present work was to determine the best harvesting season and drying temperature influence on yield and essential oil chemical composition of C. sylvestris leaves, and a viable seedling production technique through six assays, two discussing essential oil extration and yield and the last four concerning the vegetative propagation of different kinds of explants. The fisrt assay aimed to evaluate the harvesting season influence on essential oil yield and chemical composition of C. sylvestris leaves. Leaves harvested in May, yielded 4,06 μL g-¹ MS. Analysis of the essential oils revealed the presence of 26 components represented mainly by germacrene D, bicyclogermacrene, trans-cariophyllene, germacrene B and β-elemene, which showed higher percentages in every harvesting month. During the second assay the drying temperature influence on yield and essential oil chemical composition of C. sylvestris leaves were tested. Essential oil yield varied according to the drying conditions, leaves dried at 60 oC yielded the most with 10,22 μLg-¹ MS. Analysis of the essential oils revealed the presence of 32 components represented mainly by bicyclogermacrene in leaves dried at 40 and 60 °C and δ- cadinene in all drying treatments. The third assay tested the rooting response to indolebutyric acid (IBA) throughout the year‟s four seasons (autumn/winter 2007 and spring/summer 2008) of semiharwood cuttings collected from mature ortets. The rooting rate of the spring cuttings was 39,1%, zero hormones treatment and evaluated after 150 days. During the fourth assay semihardwood cuttings from previously pruned ortets branches were tested. Higher percentage of rooted cuttigs (66,01%) was obtained with no use of IBA. In the fifth assay, cuttings collected from shoots grown on previously severely pruned trunks and branches of C. sylvestris and treated with different IBA doses, were tested. After 180 days a higher percentage of rooted cuttings was obtained without IBA from shoots grown on pruned branches (95,81%). C. sylvestris cuttings from stumped trunks (30 and 120cm) rooted after 1500 mg L-¹ IBA tratments. During the sixth assay minicuttings collected in Dezember/2009, January and April/2010, treated with IBA alcoholic solution were examined. Higher mean percentage of rooting was obtained after 90 days in minicuttings collected in Dezember/2009 (97,27%). The best vegetative propagation way to obtain viable C. sylvestris seedlings was the minicutting thecnique. Leaves collected in autumn and dried show higher percentages of essential oil. pt_BR
dc.format 197 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Tecnologia de produtos florestais não madeireiros pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Propagação e fisiologia de espécies florestais pt_BR
dc.title Produção de óleo essencial e propagação vegetativa de Casearia sylvestris Swartz pt_BR
dc.title Essential oil production and vegetative propagation of Casearia sylvestris Swartz pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
tese_Paola Spandre.pdf 3.065Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account