Biblioteca Florestal
Digital

Relação hipsométrica para Pinus taeda L. em diferentes fases do ciclo de corte

Show simple item record

dc.contributor.author Nicoletti, Marcos Felipe
dc.contributor.author Souza, Karine
dc.contributor.author Silvestre, Raul
dc.contributor.author França, Morgana Cristina
dc.contributor.author Rolim, Flávio Augusto
dc.date.accessioned 2016-06-24T11:56:49Z
dc.date.available 2016-06-24T11:56:49Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.citation NICOLETTI, M. F. et al. Relação hipsométrica para Pinus taeda L. em diferentes fases do ciclo de corte. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 23, n. 1, p. 80-89. 2016. pt_BR
dc.identifier.issn 2179-8087
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17879
dc.description.abstract O objetivo deste estudo foi avaliar as diferentes etapas do ciclo de corte, buscando uma relação hipsométrica adequada para estimar alturas dessas diferentes fases em um reflorestamento de Pinus taeda. Foram realizados cinco tratamentos, sendo o quinto a junção dos dados pertencentes aos demais tratamentos (modelo reduzido). A amostragem seguiu o método de área fixa, no qual o tamanho das parcelas e o número de árvores dominantes diferenciaram-se nos ciclos de corte. Definiu-se a localização das parcelas através de amostragem aleatória simples (oito parcelas por ciclo de corte). Foram determinadas as estatísticas de ajustes, coeficiente de determinação ajustado, erro-padrão e análise de resíduos. Efetuou-se o teste de identidade de Graybill para verificação da necessidade da utilização de diferentes modelos para distintas classes de idade. Os resultados comprovaram que existem diferenças significativas entre adotar-se um modelo específico para cada fase e utilizar um único melhor modelo para o povoamento total. pt_BR
dc.description.abstract This study aimed to evaluate the different phases of the cutting cycle, seeking a proper hypsometric rate to estimate the height of these different phases in a reforestation of Pinus taeda. The study consisted of five treatments, being the fifth the combination of the data belonging to the other treatments. The sampling followed the fixed area method where plots size and number of dominant trees varied with each cutting cycle. The plots location was defined by simple random sampling (eight portions by cutting cycle). We determined the statistical adjustments, adjusted coefficient of determination, standard error and residual analysis. We performed the Graybill identity test to assess the need to use different models for different age classes. Results showed that there are significant differences between adopting a specific model to each stage and use a single best model for the full settlement. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta e Ambiente:v.23,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Relação hipsométrica para Pinus taeda L. em diferentes fases do ciclo de corte pt_BR
dc.title Hipsometric rate for Pinus taeda L. at different stages of the cutting cycle pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_e_Ambiente_v23_n1_p80-89_2016.pdf 1.727Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account