Biblioteca Florestal
Digital

Tipo de minijardim clonal e efeito do ácido indolbutírico na miniestaquia de Grevillea robusta A. Cunn. (Proteaceae)

Show simple item record

dc.contributor.advisor Quoirin, Marguerite
dc.contributor.author Souza Junior, Levi de
dc.date.accessioned 2016-06-14T18:02:56Z
dc.date.available 2016-06-14T18:02:56Z
dc.date.issued 2007-02-26
dc.identifier.citation SOUZA JUNIOR, L. Tipo de minijardim clonal e efeito do ácido indolbutírico na miniestaquia de Grevillea robusta A. Cunn. (Proteaceae). 2007. 66 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2007. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17681
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract O presente estudo foi conduzido no Laboratório de Propagação de Plantas da Embrapa Florestas, em Colombo, PR, com o propósito de avaliar dois sistemas de minijardins clonais: a) em tubete cônico de 110 cm 3 ; e b) canaletão em areia, quanto à sobrevivência e produtividade das minicepas de Grevillea robusta e a técnica de miniestaquia como método de propagação vegetativa a partir de material juvenil tratado com ácido indolbutírico (AIB) (0; 1000; 2000; 4000 mg L -1 ) no enraizamento das miniestacas em duas coletas sucessivas. A sobrevivência das minicepas após 15 coletas foi de 100 e 99,2% com intervalo médio entre coletas de 25 e 20 dias nos sistemas de tubete e canaletão, respectivamente. A produção média de miniestacas por minicepa foi 1,7 e 3,0 e a produção total de miniestacas foi de 3104 e 5458 nos sistemas de tubete e canaletão, respectivamente. A produção por metro quadrado foi de 4.029 miniestacas no sistema em tubete e 3.890 no canaletão. Os melhores resultados de enraizamento das miniestacas foram obtidos sem aplicação exógena de AIB, com média de 77,3%. Para o número de raízes, o tratamento com 2000 mg L -1 de AIB se mostrou mais eficiente em relação aos outros tratamentos. Em relação ao comprimento da maior raiz, tanto as miniestacas da coleta 1 quanto da coleta 2 apresentaram melhores resultados sem aplicação exógena de AIB. Para a variável comprimento das raízes, os melhores resultados foram obtidos com a concentração de 2000 mg L -1 de AIB. De modo geral, os dois sistemas de minijardins se mostraram viáveis durante as 15 coletas sucessivas na sobrevivência das minicepas e produção de miniestacas, sendo os resultados obtidos no canaletão mais promissores quanto à produtividade. A miniestaquia a partir de propágulos juvenis como método de propagação vegetativa apresentou resultados satisfatórios para todas as variáveis analisadas, sem a necessidade da aplicação de AIB. A miniestaquia pode ser uma alternativa para produção de mudas de Grevillea robusta durante o ano inteiro, além de ser uma importante ferramenta para adaptação dos protocolos de propagação vegetativa em materiais adultos selecionados. pt_BR
dc.description.abstract This study was conducted in the Plant Propagation Laboratory of Embrapa Florestas, in Colombo, PR, in order at evaluating two clonal minigarden systems: a) in conical tube of 110 cm 3 ; and b) hydroponic with sand, in relation to the survival and productivity of Grevillea robusta A. Cunn. ministumps and the minicutting technique like method of vegetativa propagation from young material, in relation to the different effect concentrations of indolbutyric acid (IBA) (0; 1000; 2000 and 4000 mg L -1 ) in rooting of the minicuttings on two sucessive collections. Survival of the ministumps after 15 collections was 100 and 99.2% with average interval between collections of 25 and 20 days in tube and hydroponic systems, respectivelly. The average production of minicuttings per ministump was 1.7 and 3.0 and the total production was 3104 and 5458 in the tube and hydroponic systems, respectivelly. Yield meter production was 4029 minicuttings in tube system and 3890 in hydroponic system. The best result of rooting of minicuttings was obtained without IBA, with an average of 77.3%. In respect to the number of roots per minicutting, the treatment with 2000 mg L -1 of IBA has shown to be more efficient in relation to the other treatments. The big length root of the minicuttings in both collections showed better results without exogen aplication of IBA. In relation to the total length roots, the better results were obtained with 2000 mg L -1 of IBA. Overall, the two minigarden systems showed good results during 15 sucessive collections on survival of the ministumps and production of the minicuttings being hydroponic system with more promissing results in relation to the productivity. The minicutting technique of young propagules like vegetative propagation method showed good results in all the variant analysed without necessity to use IBA, can to be an alternative to product Grevillea robusta seedlings during whole year, beyond to be an important tool to better protocols in selected old materials. pt_BR
dc.format 66 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Propagação e fisiologia de espécies florestais pt_BR
dc.title Tipo de minijardim clonal e efeito do ácido indolbutírico na miniestaquia de Grevillea robusta A. Cunn. (Proteaceae) pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertação_Levi de Souza Junior.pdf 6.267Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account