Biblioteca Florestal
Digital

Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze submetidas ao armazenamento

Show simple item record

dc.contributor.advisor Santos, Álvaro Figueredo dos
dc.contributor.author Hennipman, Hagata Siqueira
dc.date.accessioned 2016-04-11T12:40:43Z
dc.date.available 2016-04-11T12:40:43Z
dc.date.issued 2012-11-30
dc.identifier.citation HENNIPMAN, H. S. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze submetidas ao armazenamento. 2012. 74 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2012. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17484
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract No Brasil, a Araucaria angustifolia (Bertol.) O. Kuntze se constitui no único representante nativo do gênero, com importância ecológica e sócio-econômica no sul do país. Porém encontra-se em risco de extinção. Sua semente é classificada como recalcitrante, necessitando ser armazenada sob condições controladas de temperatura, umidade relativa e teor de água a fim de se obter maior longevidade. Outro aspecto importante refere-se a qualidade sanitária das sementes de araucária. A qual é drasticamente prejudicada pela elevada umidade das sementes e causa proliferação de fungos, podendo depreciar a qualidade de mudas. Esse fator possui uma especial importância, principalmente quando se trata de espécies florestais que apresentam oscilações de produção de sementes. No mercado não há produtos químicos registrados para o tratamento de sementes florestais, possibilitando com isso, o uso de produtos alternativos como o hipoclorito de sódio. Este trabalho teve como objetivos avaliar a qualidade sanitária de sementes de araucária tratadas com diferentes concentrações de hipoclorito de sódio (0,5,%; 1% e 3%) e submetidas a diferentes períodos de armazenamento (2, 4, 6, 8, 12 meses). Foram realizados testes de germinação, vigor e sanidade. Houve interferência do tratamento, atrasando a germinação das sementes, porém, sementes tratadas, independente da concentração usada, apresentaram germinação e emergência das plântulas evidenciando a eficiência do tratamento com hipoclorito de sódio. As sementes tratadas apresentaram menor incidência de fungos, principalmente aqueles de armazenamento como Aspergillus sp. e Penicillium sp.. Após um ano de armazenamento, sementes que não foram tratadas apresentaram infecção por Schizophyllum commune, que causando apodrecimento das sementes impedindo sua germinação. pt_BR
dc.description.abstract In Brazil, the Araucaria angustifolia (Bertol.) O. Kuntze is the only native representative of the genus, important ecological and socio-economic in the southern region, but at risk of extinction. The seed are classified as recalcitrant, needing controlled condition of temperature, humidity and water content to their greater longevity. Another important aspect is the sanitary quality of Araucaria seeds, that hampered high seed moisture, causing proliferation of fungi and may impair the quality of seedlings. This factor has a special importance, when the forest species has oscillation of seed production. Commercially, there are not chemicals registered for the treatment of forest seeds, there is the alternative of products such as sodium hypochlorite. The objectives of this study was to evaluate the sanitary quality of Araucaria seeds treated with different concentrations of sodium hypochlorite (0,5%, 1% and 3%) storage at different periods (2, 4, 6, 8, 12 months). Germination, vigor and health tests were conducted. There was treatment interference, delayed seed germination, however seeds treated, independent of the concentration, have germination and seedling emergence which demonstrated the effectiveness of treatment with sodium hypochlorite. The seeds treated showed lower fungal incidence, especially when storage with Aspergillus sp. and Penicillium sp.. After one year of storage, untreated seeds were infected by Schizophyllum commune, causing seed rot and avoiding germination. pt_BR
dc.format 74 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Sementes florestais pt_BR
dc.title Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze submetidas ao armazenamento pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertacao_Hagata Siqueira Hennipman.pdf 2.400Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account