Biblioteca Florestal
Digital

Fungo micorrízico e superfosfato no crescimento de espécies arbóreas tropicais

Show simple item record

dc.contributor.author Carneiro, Marco Aurélio Carbone
dc.contributor.author Siqueira, José Oswaldo
dc.contributor.author Davide, Antonio Claudio
dc.contributor.author Gomes, Laura Jane
dc.contributor.author Curi, Nilton
dc.contributor.author Vale, Fabiano Ribeiro do
dc.date.accessioned 2016-04-08T13:30:53Z
dc.date.available 2016-04-08T13:30:53Z
dc.date.issued 1996-12
dc.identifier.citation CARNEIRO, M. A. C. et al. Fungo micorrízico e superfosfato no crescimento de espécies arbóreas tropicais. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 50, p. 21-36, dez., 1996. pt_BR
dc.identifier.issn 2318-1222
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17478
dc.description.abstract Avaliaram-se a micorrização e dependência micorrízica, crescimento inicial e teores de nutrientes de trinta e uma espécies arbóreas, sob a influência de superfosfato simples (P) e de fungos micorrízicos arbusculares Glomus etunicatum Becker & Gerdemann e Gigaspora margarita Becker & Hall (M). O estudo foi desenvolvido em casa de vegetação no Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras - UFLA (MG), de outubro de 1992 a março de 1993, em sacos plásticos com 1 kg de substrato desinfestado. Sementes pré-germinadas foram repicadas para substrato, contendo os tratamentos e deixadas crescer por 120 dias. A maioria das espécies apresentou colonização micorrízica superior a 20 %, sendo esta ausente em apenas guatambu (Aspidosperma parvifolium A.DC.), pinha do brejo (Talauma ovata St. Hil), tento (Ormosia arborea (Vell) Harms), jatobá (Hymenaea courbaril L.) e angico amarelo (Pelthoporum dubium (Spreng) Taub.). A dependência micorrízica variou muito entre as espécies, sendo influenciada pela adição de P, ao contrário da colonização, que não foi afetada pelo P. Apenas jatobá (Hymenaea courbaril L.), pinha do brejo (Talauma ovata St. Hil), óleo copaíba (Copaifera langsdorffii Desf), paineira (Ceiba speciosa (A. ST-Hil.) Gibbs & Semir) e bauhinia (Bauhinia sp L.) não apresentaram dependência micorrízica. A adição conjunta de MP, exibiu efeito sinergístico para várias espécies e aumentou a produção de matéria da parte aérea seca, em até 30500 %. As espécies foram categorizadas quanto à responsividade a MP, sendo encontradas oito altamente responsivas (> 1000 % sobre o controle), seis muito responsivas (1000 - 500 %), oito responsivas (500- 100 %), seis pouco responsivas (<100 %) e três não responsivas (sem efeito significativo do MP em relação ao controle). Os teores de P, Ca e S foram os mais favorecidos pelos tratamentos, sendo o sinergismo do MP no crescimento relacionado à maior absorção de P pelas plantas micorrizadas. A importância dos fungos micorrízicos e da adição de superfosfato simples para o crescimento inicial da grande maioria (90%) das espécies estudadas, foi evidenciada, indicando uma possível influência na regeneração de florestas em solos de baixa fertilidade. pt_BR
dc.description.abstract The effects of inoculation with arbuscular mycorrhizal fungi Glomus etunicatum Becker & Gerdemann plus Gigaspora margarita Becker & Hall (M) and superphosphate (P) application on initial growth of seedling of thirty-one woody species were assessed under greenhouse conditions at the Department of Soil Science of UFLA - Lavras (MG) in a desinfested nursery soil-mix. The majority of plant species showed mycorrhizal colonization greater than 20 %. Colonization was absent only in guatambu (Aspidosperma parvifolium A.DC..), pinha do brejo (Talauma ovata St. Hil), tento (Ormosia arborea (Vell) Harms), jatobá (Hymenaea courbaril L.) and angico amarelo (Pelthoporum dubium (Spreng) Taub.). Twenty eight out of the thirty-one species showed growth enhancement due to co-application of M and P and growth enhancement was as high as 30500 % over controls. The most responsive species were açoita cavalo (Luehea grandiflora Mart & Zucc), trema (Trema micrantha blume) and aroeirinha (Schinus terebinthifolius Raddi). Species exhibiting low-responsiveness to MP, showed no mycorrhizal dependency. Their response to MP was due to the effects of superphosphate on nutrition improvement, mainly Ca and S, where as those species exhibiting high-responsiveness responded equally to M and P. Tissue nutrient concentrations varied considerably among species and were influenced by both M inoculation and P application. These results indicate the high degree of mycotrophy of most woody species studied and provide evidence for initial growth of the importance of the M and P for native woody species and therefore for forest regeneration in low fertility soils. pt_BR
dc.format 16 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Scientia Forestalis:,n.50;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Fungo micorrízico e superfosfato no crescimento de espécies arbóreas tropicais pt_BR
dc.title Mycorrhizal fungi and superphosphate on growth of tropical woody species pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Scientia_Forestalis_n50_p21-36_1996.pdf 239.4Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account