Biblioteca Florestal
Digital

Comparando três métodos de amostragem: métodos de distâncias, contagem de quadrats e conglomerado adaptativo

Show simple item record

dc.contributor.author Reis, Ilka Afonso
dc.contributor.author Assunção, Renato Martins
dc.date.accessioned 2016-04-07T14:07:43Z
dc.date.available 2016-04-07T14:07:43Z
dc.date.issued 1998-12
dc.identifier.citation REIS, I. A.; ASSUNÇÃO, R. M. Comparando três métodos de amostragem: métodos de distâncias, contagem de quadrats e conglomerado adaptativo. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 54, p. 119-130, dez. 1998. pt_BR
dc.identifier.issn 2318-1222
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17458
dc.description.abstract O problema de nosso interesse é a estimação do número de plantas ou árvores individuais que ocorrem numa região do espaço na situação onde esses indivíduos acham-se distribuídos de modo agregado na região. A estimação do tamanho de uma população distribuída espacialmente numa região é geralmente feita através da amostragem de sub-regiões ou ainda através do estudo da vizinhança de pontos selecionados ao acaso na região. Para resolver esse tipo de problema, existem várias técnicas desenvolvidas. O objetivo deste estudo é comparar três dessas técnicas: a estimação por contagem de quadrats, a estimação através dos métodos de distâncias e a estimação através do conglomerado adaptativo. Em simulações com uma configuração do tipo agregada, os estimadores que obtiveram o melhor desempenho foram os do conglomerado adaptativo (Hansen-Hurwitz e Horvitz-Thompson) e o da contagem de quadrats, sendo esse último o de menor variância dentre o dois. Entretanto, em regiões de difícil deslocamento, os estimadores do conglomerado adaptativo mostram-se os mais adequados, já que os quadrats amostrados estarão também agregados e, assim, os deslocamentos serão minimizados. pt_BR
dc.description.abstract The size population of trees or plants spatially distributed in a planar region is estimated through sampling of sub-regions or through the study of the neighborhood of randomly selected points in the region. This paper involves the estimation of the population size when it is spatially clumped. This clumping makes the search for individuals in the study region difficult. Our objective is to compare three proposed methods to solve this estimation problem: quadrats counts, distance methods and adaptative cluster. In the simulation study, we worked with an aggregated population. The adaptative cluster estimators (Hansen-Hurwitz and Horvitz-Thompson) and the quadrat counts estimator had better performance compared to distance methods. The quadrat counts estimator had a smaller variance than the adaptative cluster estimators. However, when the movements accross the region are difficult, the adaptative cluster estimators are more indicated than quadrat counts estimator because the sampled quadrats will be aggregated and hence the movements will be minimized. pt_BR
dc.format 12 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Scientia Forestalis:,n.54;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Comparando três métodos de amostragem: métodos de distâncias, contagem de quadrats e conglomerado adaptativo pt_BR
dc.title Comparing three methods of sampling: distance methods, quadrats counts and adaptative cluster pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Scientia_Forestalis_n54_p119-130_1998.pdf 352.9Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account