Biblioteca Florestal
Digital

In vitro susceptibility of two tropical Acacia species to Agrobacterium tumefaciens

Show simple item record

dc.contributor.author Quoirin, Marguerite
dc.contributor.author Hagiwara, Wilhelm E.
dc.contributor.author Zanette, Flávio
dc.contributor.author Oliveira, Dulce E. de
dc.date.accessioned 2016-04-05T14:35:17Z
dc.date.available 2016-04-05T14:35:17Z
dc.date.issued 2000-12
dc.identifier.citation QUOIRIN, M. et al. In vitro susceptibility of two tropical Acacia species to Agrobacterium tumefaciens. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 58, p. 91-97, dez. 2000. pt_BR
dc.identifier.issn 2318-1222
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17417
dc.description.abstract Acacia mangium and A. mearnsii are leguminous N-fixing trees which can be used for afforestation of degraded soils. The application of modern techniques of genetic transformation to such species should allow some traits, like insect resistance, to be improved, or to modify lignin metabolism. In order to establish an efficient transformation system for these species, ten wild strains of Agrobacterium tumefaciens were tested, using two methods of inoculation. Micropropagated shoots or tissues obtained from seedlings were inoculated. Several experimental conditions were compared: type of explant, concentration of the bacterial suspension and presence of acetosyringone. The frequency of tumour induction indicated variations between strains and types of plants, as well as an effect of bacterial concentration. The tumours were characterized by their hormone independent growth. Roots were formed at the wounding site or at the tumour base. Opines were not detected in the tumours analysed, indicating a weak expression of bacterial genes. pt_BR
dc.description.abstract Acacia mangium e Acacia mearnsii são árvores da família das Leguminosas que desenvolvem uma simbiose com bactérias fixadoras de nitrogênio. Graças a esta característica, elas podem ser utilizadas para reflorestamento de áreas degradadas. A aplicação de modernas técnicas de transformação genética a tais espécies poderia permitir melhorar certas características, como resistência a insetos, ou modificar o metabolismo da lignina. O objetivo do trabalho foi testar cepas selvagens de Agrobacterium tumefaciens a serem utilizadas num protocolo de transformação genética destas espécies. Dez cepas foram testadas, usando dois métodos de inoculação. Dois tipos de plantas foram inoculados: brotos de plantas micropropagadas e plantas recém-germinadas de um mês de idade. Várias condições experimentais foram comparadas: tipo de explante, concentração da solução bacteriana e presença de acetosiringona. A freqüência de indução de tumores indicou variações entre cepas bacterianas e tipos de plantas, assim como um efeito da concentração da bactéria no momento da inoculação. Os tumores foram caracterizados por seu crescimento independente da presença de hormônios. A formação de raízes foi observada na base do tumor ou no lugar do ferimento do caule. Opinas não foram detectadas nos tumores analisados, indicando uma expressão fraca dos genes bacterianos. pt_BR
dc.format 7 páginas pt_BR
dc.language.iso en pt_BR
dc.publisher Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Scientia Forestalis:,n.58;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Genética e melhoramento florestal pt_BR
dc.title In vitro susceptibility of two tropical Acacia species to Agrobacterium tumefaciens pt_BR
dc.title Suscetibilidade à infecção por Agrobacterium tumefaciens de duas espécies tropicais de Acacia in vitro pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Scientia_Forestalis_n58_p91-97_2000.pdf 76.49Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account