Biblioteca Florestal
Digital

Estudo do tamanho e número de parcelas na Floresta Atlântica do Parque Estadual de Carlos Botelho, SP

Show simple item record

dc.contributor.author Vieira, Maria Gláucia Legaspe
dc.contributor.author Couto, Hilton Thadeu Zarate do
dc.date.accessioned 2016-04-05T11:56:52Z
dc.date.available 2016-04-05T11:56:52Z
dc.date.issued 2001-12
dc.identifier.citation VIEIRA, M. G. L.; COUTO, H. T. Z. Estudo do tamanho e número de parcelas na Floresta Atlântica do Parque Estadual de Carlos Botelho, SP. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 60, p. 11-20, dez. 2001. pt_BR
dc.identifier.issn 2318-1222
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17400
dc.description.abstract Este trabalho aborda o tamanho e número de parcelas para amostragem da Floresta Atlântica, com base na fitossociologia da vegetação arbórea de um trecho de mata secundária no Parque Estadual de Carlos Botelho, localizado na região sul do Estado de São Paulo, nas coordenadas geográficas 24 º 00 ‘ a 24 º 15 ‘ de Latitude Sul e 47 º 45 ‘ a 48 º 10 ‘ de Longitude Oeste. A amostragem em campo constou de 5 parcelas de 10 x 200 m, subdivididas em 10 subparcelas de 10 x 20 m, sendo amostrados todos os indivíduos com DAP ≥ 5 cm. Os 1685 indivíduos amostrados distribuem-se entre 105 espécies, 65 gêneros e 34 famílias. O tamanho de parcelas mais adequado para se amostrar a densidade de árvores nesta floresta foi de 10 x 60 m, baseando-se no desenho amostral inicial. Para as principais espécies, detectadas pela análise fitossociológica, o tamanho e número de parcelas variou amplamente. Por exemplo, para se amostrar a densidade de Hyeronima alchorneoides seriam necessárias 17 parcelas de 10 x 40 m. Já para Tibouchina pulchra seriam necessárias 3 parcelas de 10 x 320 m. Isso mostra que ao se admitir um tamanho único de parcelas para a amostragem da comunidade florestal, erros de grande proporção podem estar sendo envolvidos, quando se extrapolam as estimativas em relação às espécies. pt_BR
dc.description.abstract Plot and sample sizes for Atlantic Forest survey were studied in a secondary forest in the Carlos Botelho State Park, located in the southern region of the State of São Paulo, Brazil. The park is located on between the following geographic coordinates: 24º 00’ to 24º 15’ S and 47º 45’ to 48º 10’ W. The study was set on 5 plots of 10 x 200 m, each one divided in 10 sub-plots of 10/20m. All trees with DBH greater or equal 5 cm were measured. Data of a total of 1685 trees were collected, comprising 105 species, 65 genera and 34 families. Plot size to sample tree density was 10x60 m. For each species, the plot and sample suitable for sample survey varied considerably. For example, to sample tree density of Hyeronima alchorneoides it was necessary 17 plots with size of 10 x 40 m. Using a unique plot size for sample all the species in a forest community would cause larger errors and give low confidence to the results. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Scientia Forestalis:,n.60;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.title Estudo do tamanho e número de parcelas na Floresta Atlântica do Parque Estadual de Carlos Botelho, SP pt_BR
dc.title Plot and sample sizes for Atlantic Forest survey in the Carlos Botelho State Park, SP, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Scientia_Forestalis_n60_p11-20_2001.pdf 236.4Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account