Biblioteca Florestal
Digital

Diversidade ecológica em agroflorestas no Vale do Ribeira (PR,SP) com ênfase na produção de alimentos

Show simple item record

dc.contributor.advisor Wisniewski, Celina
dc.contributor.author Sandri, Daniele Martin
dc.date.accessioned 2016-03-18T11:55:15Z
dc.date.available 2016-03-18T11:55:15Z
dc.date.issued 2012-06-15
dc.identifier.citation SANDRI, D. M. Diversidade ecológica em agroflorestas no Vale do Ribeira (PR,SP) com ênfase na produção de alimentos. 2012. 108 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2012. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17216
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract A emergência de alternativas de produção agroecológica, em contraposição ao sistema de produção convencional, visa a otimização e manutenção das interações entre as espécies, para a obtenção de uma maior diversificação de produção, segurança alimentar e preservação ambiental. Diante disto, o presente estudo teve como objetivo caracterizar três sistemas agroflorestais (SAF’s) agroecológicos de agricultores da Cooperafloresta no Vale do Ribeira, buscando entender a diversidade ecológica das espécies alimentares em tais sistemas. Os sistemas pesquisados tinham mais de doze anos de implantação e localizavam-se nos municípios de Adrianópolis-PR e Barra do Turvo-SP. A pesquisa incluiu a aplicação de questionários semiestruturados, observações diretas no campo e utilização de dados secundários. Os entrevistados relataram a utilização de um total de 75 espécies alimentares, pertencentes a 33 famílias botânicas, das quais as de maior evidência foram a Myrtaceae, Solanaceae, Brassicaceae, Arecaceae, Musaceae e Rutaceae. O potencial para maior diversidade e utilização de tais espécies nos sistemas foi relacionado ao uso das mesmas, aos hábitos alimentares das famílias e ao manejo realizado nas agroflorestas, que foram influenciados também pelo saber ambiental de cada sujeito. A diversidade ecológica dos sistemas incluiu, além do número de espécies, seus diversos usos e funções ecológicas. A preferência por determinadas plantas, observada nos sistemas pesquisados, provavelmente está relacionada com os hábitos alimentares da família e com as demandas de comercialização. Desta maneira, o desafio passa a ser o aproveitamento das possibilidades de diversidade de alimentos que as agroflorestas oferecem. Os agricultores, com seus saberes ecológicos, reconhecem a diversidade ecológica das espécies de interesse. Garantem assim, através do manejo diferenciado e da dinâmica estabelecida, a produção e a manutenção do sistema. Entretanto, é preciso favorecer a troca de saberes entre pesquisadores e agricultores para que se possa verificar qual a complementaridade existente entre as espécies cultivadas que dá suporte aos sistemas agroflorestais agroecológicos. pt_BR
dc.description.abstract The emergence of alternatives for agroecological production, in opposition to the conventional production system, aims at the optimization and maintenance of interaction among the species for the attainment of a larger diversification of production, food security and environmental preservation. Hence, the present study aimed to characterize the ecological food species diversity in three agroecological agroforestry systems (SAFs) of familial rural workers from Cooperafloresta in Vale do Ribeira, seeking to understand the ecological diversity of food species in such systems. The researched systems have been in place for more than twelve years and are located in the neighboring cities of Adrianópolis (PR) and Barra do Turvo (SP). The research consisted of semi-structured questionnaires, direct field observation and secondary data; the interviewees reported the use of a total of 75 food species, belonging to 33 botanical families. The most representative of them were Myrtaceae, Solanaceae, Brassicaceae, Arecaceae, Musaceae and Rutaceae. The potential for greater diversity and use of these species in the systems researched is related to their specific use, to the family feeding habits and the specific handlings of the species in the agroforests, all of which are also influenced by the environmental knowledge of each subject. The ecological diversity of the systems comprised not only the number of species but their various uses and ecological functions. The choice for certain plants, observed in the researched systems, is probably related to the family feeding habits and to commercial demands. Thus, the challenge becomes the optimal use of the possibilities the food diversity the agroforests offer. The familial rural workers, with their ecological knowledge, recognize the ecological diversity of the species of interest. Hence, they ensure, through their particular handling of the agroforest and the established dynamic, the production and the maintenance of the system. However, it is necessary to promote the exchange of knowledge between researchers and familial rural workers so that it is possible to examine the complementarities existing among the cultivated species that give support to agroecological agroforestry systems. pt_BR
dc.format 108 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Sistemas agroflorestais pt_BR
dc.title Diversidade ecológica em agroflorestas no Vale do Ribeira (PR,SP) com ênfase na produção de alimentos pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertacao_Daniele Martin Sandri.pdf 2.035Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account