Biblioteca Florestal
Digital

A galha dos frutos de Psidium cattleianum Sabine (Myrtaceae) no primeiro planalto e litoral paranaenses: infestação, suscetibilidade da planta e ontogenia

Show simple item record

dc.contributor.advisor Melo, Gabriel Augusto Rodrigues de
dc.contributor.author DalMolin, Anamaria
dc.date.accessioned 2016-03-16T12:38:45Z
dc.date.available 2016-03-16T12:38:45Z
dc.date.issued 2005
dc.identifier.citation DALMOLIN, A. A galha dos frutos de Psidium cattleianum Sabine (Myrtaceae) no primeiro planalto e litoral paranaenses: infestação, suscetibilidade da planta e ontogenia. 2005. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas - Entomologia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2005. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17190
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract Este trabalho caracteriza alguns aspectos da interação galhador – planta nos frutos de Psidium cattleianum, em localidades no Primeiro Planalto e no Litoral paranaenses, no tocante às espécies de Chalcidoidea associadas, infestação dos frutos em diferentes localidades, resistência de plantas de espécie próxima (Psidium longipetiolatum) e processo de formação da galha (ontogenia), com o objetivo de contribuir para o conhecimento da biologia e diversidade de Hymenoptera envolvidos com galhas e suas relações com as plantas hospedeiras e fornecer subsídios para uso do himenóptero galhador no controle biológico de Psidium cattleianum. A comparação da infestação dos frutos nas diversas localidades é apresentada com a adaptação de indicadores de quantificação parasitológica: prevalência (número de frutos com galhas), intensidade (número de galhas por fruto) e agregação (dispersão dos frutos afetados), verificando-se que há uma prevalência maior de frutos infestados nas localidades do planalto (Colombo, 69,7%; Piraquara, 33%; proximidades do Rio Capivari, 40%), em relação às amostras do litoral (Morretes, 10,9%; Rio Guaraguaçu, 2,2%) e que as intensidades de infestação no planalto não apresentam diferenças estatisticamente significativas entre si (Kruskal-Wallis H2, n=102= 4,763781 p= 0,0924). A resistência de P. longipetiolatum foi comparada à de P. cattleianum observando-se a aceitação das plantas para oviposição e possibilidade de desenvolvimento da galha, sendo que embora as duas espécies de plantas sejam aceitas para oviposição, P. longipetiolatum tende a abortar os botões infestados. Finalmente, são relatadas as alterações morfoanatômicas induzidas nas estruturas reprodutivas (botões florais a frutos maduros) de Psidium cattleianum pela vespa galhadora Prodecatoma carpophaga. A galha é resultante essencialmente de células modificadas da epiderme interna do ovário, placenta e funículo e é resultado da reação da planta contra o inseto nos estágios iniciais, bem como da reorganização tecidual induzida no fruto pelas larvas. pt_BR
dc.description.abstract This work presents some aspects of the gall-maker – plant interaction in the Psidium cattleianum fruit galls at Parana State First Plateau and littoral, as to the associated chalcid species, fruit infestation at different localities, resistance of related plant species (Psidium longipetiolatum) to infestation and gall formation (ontogeny), aiming at contributing to the knowledge of biology and diversity of gallicolous Hymenoptera and their relationship to the host plant, and at providing information for the use of the gall inducers as biological control agents of Psidium cattleianum. The comparison of fruit infestation levels in several places is presented alongside with adapted quantitative parasitological indicators such as the prevalence (number of galled fruits), intensity (number of galls per infested fruit) and aggregation (dispersion of affected fruit). It was found out that there is a greater prevalence of infested fruit in the highland sites (Colombo 69,7%, Piraquara 33%, Capivari River vicinities 40%), in comparison to the coastal samples (Morretes, 10,9%, Guaraguaçu 2,2%); it was also observed that intensities in the plateau hereabouts are not significantly different among themselves (Kruskal-Wallis H2, n=102= 4,763781 p= 0,0924). P. longipetiolatum resistance was compared to P. cattleianum as to plant acceptability as oviposition site and suitability for gall development, and it was concluded that though the two plant species are accepted by the ovipositing female, P. longipetiolatum tends to abort the infested buds. Finally, this paper reports morphoanatomic alteration induced in the reproductive structures (from floral bud to mature fruit) in P. cattleianum by the gall wasp Prodecatoma carpophaga. It was found that the gall results from modified ovary internal epiderm, placenta and funicle cells in the early stages and from tissue reorganization induced in the fruit by larvae in later stages. pt_BR
dc.format 55 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Proteção florestal: pragas e doenças pt_BR
dc.title A galha dos frutos de Psidium cattleianum Sabine (Myrtaceae) no primeiro planalto e litoral paranaenses: infestação, suscetibilidade da planta e ontogenia pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertacao_Ana Maria Dalmolin.pdf 2.000Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account