Biblioteca Florestal
Digital

Catálogo polínico de espécies de Myrtaceae e Solanaceae da região dos Campos Gerais - Paraná, Brasil

Show simple item record

dc.contributor.advisor Kuniyoshi, Yoshiko Saito
dc.contributor.author Stanski, Carin
dc.date.accessioned 2016-03-10T14:11:27Z
dc.date.available 2016-03-10T14:11:27Z
dc.date.issued 2014-10-28
dc.identifier.citation STANSKI, C. Catálogo polínico de espécies de Myrtaceae e Solanaceae da região dos Campos Gerais - Paraná, Brasil. 2014. 183 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2014. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17146
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract A região dos Campos Gerais possui uma ampla diverdidade de ambientes que possibilita a heterogeneidade nas formações vegetais. Diante do processo acelerado de transformação ambiental e as grandes lacunas existentes no conhecimento da morfologia polínica de grupos de espécies nativas e introduzidas, foram analisadas a morfologia polínica de 30 espécies de Myrtaceae e 30 espécies de Solanaceae que ocorrem na vegetação dos Campos Gerais, Estado do Paraná. O material polínico foi obtido de exsicatas dos herbários da Universidade Estadual de Ponta Grossa (HUPG) e do Museu Botânico Municipal de Curitiba (MBM), provenientes de plantas nativas e introduzidas na região de estudo. Para a análise dos grãos de pólen realizou-se a acetólise clássica e acetólise lática (ACLAC), e estes foram mensurados e fotografados em microscopia óptica e eletrônica de varredura. No mesmo material utilizaram-se duas técnicas para as medições: metodologia I - com base em fotomicrografias e, metodologia II - com tambor micrométrico. Conclui-se que a metodologia II por utilizar o microcópio oferece maior acuidade visual ao observador o que se refletiu na homogeneidade das medidas das camadas da exina, enquanto que na metodologia I não ocorreu isso, o que pode indicar inconsistência na observação dos limites das camadas dados pelas fotomicrografias. Em relação aos resultados morfopolínicos, estes demonstraram que os grãos de pólen das espécies estudadas são mônades, isopolares; de simetria radial; com âmbito triangular, quadrangular ou raramente pentagonal; de tamanho pequeno, médio e grande; com forma oblata, oblata-esferoidal, suboblata, prolata-esferoidal ou subprolata; 3-4-(5)-colporados ou irregularmente parassincolporados; a ornamentação da exina se mostrou areolada, psilada a escabrada, estriada, estriado-reticulada, granulada, microrreticulada ou rugulada. De acordo com as características de tipo de abertura, presença ou não de fastígio, índice de área polar, padrão de ornamentação da exina dos grãos de pólen das espécies de Myrtaceae e Solanaceae dos Campos Gerais, constatou-se que os gêneros são estenopolínicos ou euripolinicos, caracterizando Myrtaceae e Solanaceae como euripolínicas pt_BR
dc.description.abstract The region of Campos Gerais has a wide range of environments that enables heterogeneity in vegetation. Given the accelerated process of environmental transformation and large gaps in the knowledge of pollen morphology of native and introduced species groups were analyzed the pollen morphology of 30 species of Myrtaceae and 30 Solanaceae species that occur in the vegetation of the Campos Gerais, State Paraná. The pollen material was obtained from herbarium specimens of the herbaria of the State University of Ponta Grossa (HUPG) and the Municipal Botanical Museum of Curitiba (MBM) from native plants and introduced in the study region. For the analysis of pollen grains was held classical acetolysis and lactic acetolysis (ACLAC), and these were measured and photographed under light microscopy and scanning electron microscopy. The same material used two techniques for measurements: I methodology - based on photomicrographs and methodology II - with micrometer drum. It was found that the methodology II by using the microscope provides increased visual acuity to the observer as reflected in uniformity in thickness measurements of the exine, while the methodology I not this occurred, which may indicate inconsistency in observing the limits of the layers data by the photomicrographs. Regarding pollen morphology results, they showed that the pollen grains of all species were monads, isopolar; radial symmetry; with triangular framework, square or rarely pentagonal; of small, medium and large; with oblate shape, oblate spheroidal-, suboblate, prolate spheroidal-or subprolate; 3-4- (5) - colporados or irregularly parassincolporados; the ornamentation of the exine showed areolate, psilate the scabrous grooved and striated-crosslinked, granulate, or microreticulate rugulate. According to the type of open character and presence or absence of meridian, polar area index, ornamental pattern of exine of pollen grains of species of Myrtaceae and Solanaceae Campos Gerais, it was found that the genders are stenopalynous or eurypalinous, featuring Myrtaceae and Solanaceae eurypalinous. pt_BR
dc.format 183 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Propagação e fisiologia de espécies florestais pt_BR
dc.title Catálogo polínico de espécies de Myrtaceae e Solanaceae da região dos Campos Gerais - Paraná, Brasil pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertacao_Carin Stanski.pdf 4.016Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account