Biblioteca Florestal
Digital

Contribuição de espécies arbóreas para a ciclagem de nutrientes em sucessão vegetal na Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Marques, Renato
dc.contributor.author Pinto, Carolina Benghi
dc.date.accessioned 2016-03-10T13:02:54Z
dc.date.available 2016-03-10T13:02:54Z
dc.date.issued 2001-06-28
dc.identifier.citation PINTO, C. B. Contribuição de espécies arbóreas para a ciclagem de nutrientes em sucessão vegetal na Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas. 2001. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2001. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17144
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.description.abstract Este trabalho teve por finalidade avaliar parte da dinâmica da ciclagem de nutrientes em ecossistema de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas, na Floresta Estadual do Palmito, município de Paranaguá/PR. As parcelas de estudo foram distribuídas em três fases de desenvolvimento da floresta: inicial (18 anos), intermediária (31 anos) e avançada (56 anos). Foi avaliada a liberação de nutrientes das principais espécies arbóreas, através da composição química da serapilheira e das folhas maduras das espécies, e também através da lixiviação das folhas das árvores por pulverização e por imersão do material em água deionizada. Em relação à produção de serapilheira, constatou-se que a maior deposição ocorreu nos períodos de maior precipitação, e que as espécies que possuem maior valor de importância foram as que mais contribuíram para a produção de serapilheira. Os teores de alguns nutrientes na serapilheira apresentaram variações no decorrer das estações climáticas, sendo mais evidente no caso do Na e K. Observou-se um aumento nos teores de N e K, à medida que a sucessão evolui, e, contrariamente os teores de Al e Na diminuíram. A liberação de nutrientes das folhas pelo processo de lixiviação revelou-se como um processo importante para a entrada de nutrientes, principalmente no caso do K e Ca. As quantidades de nutrientes liberadas pela lixiviação aumentaram com o gradiente sucessional, fato associado principalmente às características morfológicas das folhas, e também ao microclima e solo da fase avançada (maior umidade e maior espessura dos horizontes orgânicos). As quantidades de nutrientes mobilizadas também aumentaram com a evolução da sucessão vegetal, sugerindo um maior reaproveitamento destes nutrientes pelas espécies da fase avançada em função de suas necessidades fisiológicas. O estudo demonstrou que a dinâmica de evolução da sucessão vegetal está amplamente ligada ao processo de ciclagem de nutrientes, o qual garante a autossustentabilidade deste ecossistema. pt_BR
dc.description.abstract The aim of this work was to evaluate part of the nutrient cycling dynamics in a 'Tloresta Ombrófila Densa das Terras Baixas" (Tropical Atlantic Forest), placed in Paranaguá, PR, Brazil. Three plots were choosed, representing the different phases of the forest regeneration: Initial (18-years-old), Intermediary (31-years-old), and Advanced (56-years-old).The contribution of the main tree species in the releasing of nutrients to the ecosystem was evaluated from the analisys of foliar and litterfall nutrient composition, and from the foliar leaching after pulverization or immersion of leaves with deionized water. In terms of litterfall production, the research found out that deposition occurs mainly during the largest precipitation periods, and that species with highest Importance Value Index contribute more to the litterfall production. The concentration of some nutrients in litterfall showed variations during the weather seasons, being more clear for Na and K. A phase effect was also observed and was represented by an increase of N and K concentrations, and a decrease of A1 and Na concentrations in litterfall with the developing of the forest regeneration phases. The leaching process showed to be an important source for the nutrient cycling, specially for K and Ca. The nutrient quantities released by leaching increased with the sucessional gradient, due specially to the morphological characteristics of leaves, and also to the local conditions - higher humidity and thicker organic soil horizon. The amounts of nutrient mobilized in tissues also increased with the gradient of vegetation evolution, suggesting a higher efficiency in nutrient reutilization for species of the advanced phase, due to their physiological needs. The study has showed that the vegetation developing dynamics is closed connected to the nutrient cycling process, ensuring the ecosystem self-sustainability. pt_BR
dc.format 68 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal do Paraná pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Contribuição de espécies arbóreas para a ciclagem de nutrientes em sucessão vegetal na Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
dissertacao_Carolina Benghi Pinto.pdf 3.020Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account