Biblioteca Florestal
Digital

Ações de prevenção e combate aos incêndios florestais nas Unidades de Conservação Estaduais do Espírito Santo

Show simple item record

dc.contributor.author Tebaldi, André Luiz Campos
dc.contributor.author Fiedler, Nilton Cesar
dc.contributor.author Juvanhol, Ronie Silva
dc.contributor.author Dias, Henrique Machado
dc.date.accessioned 2016-01-26T13:02:47Z
dc.date.available 2016-01-26T13:02:47Z
dc.date.issued 2013-10
dc.identifier.citation TEBALDI, A. L. C. et al. Ações de prevenção e combate aos incêndios florestais nas Unidades de Conservação Estaduais do Espírito Santo. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 20, n. 4, p. 538-549, out./dez. 2013. pt_BR
dc.identifier.issn 2179-8087
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/16744
dc.description.abstract Foram avaliadas as condições para prevenção e combate dos incêndios nas Unidades de Conservação (UCs) Estaduais do Espírito Santo. Foram realizadas entrevistas com os gestores das 16 UCs e visitas às mesmas, para análise de documentos, relatórios e planos de manejo. Os incêndios foram caracterizados segundo os grupos de causas e ordenados pelas classes de tamanho: I (0-0,009 ha), II (0,1-4,0 ha), III (4,1-40,0 ha), IV (40,1-200,0 ha) e V (>200 ha). Os menores déficits de pessoal e equipamentos operacionais foram apresentados pelas Unidades de Uso Sustentável. No entanto, a efetividade de gestão das Unidades de Proteção Integral é maior, com uma infraestrutura e pessoal permanente atuando nas mesmas. A maior causa dos incêndios foi representada pela queima para limpeza (20%), sendo classificados como tamanhos II e III (25%). Apesar das limitações de pessoal e equipamentos operacionais, as UCs Estaduais possuem condições mínimas para ações de prevenção e combate dos incêndios. pt_BR
dc.description.abstract In this study, we evaluated the conditions for preventing and fighting forest fires in the Conservation Units (CU) of Espirito Santo state, Brazil. We visited the 16 existing CUs in the state. During these visits, we analyzed documents, reports and management plans and conducted interviews with the managers. The fires were characterized by main groups of causes and arranged according to size class: I (0-0.009 ha), II (0.1-4.0 ha), III (4.1-40.0 ha), IV (40.1-200.0 ha), and V (>200 ha). The Sustainable Use Units showed the lowest deficits of personnel and operating equipment; however, the management effectiveness of the Integral Protection Units is greater, presenting good infrastructure and permanent action of personnel. The major cause of fire was debris burning (20%) and the most common size classes were II and III (25%). Despite the limitations in personnel and operational equipment, the CUs hold the minimum conditions required for actions of prevention and combat to forest fires. pt_BR
dc.format 12 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta e Ambiente:v.20,n.4;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Incêndios florestais pt_BR
dc.title Ações de prevenção e combate aos incêndios florestais nas Unidades de Conservação Estaduais do Espírito Santo pt_BR
dc.title Actions of prevention and combat to forest fires in Conservation Units from Espirito Santo state, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Florest ... e_v20_n4_p538-549_2013.pdf 2.128Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account