Biblioteca Florestal
Digital

Criação da vespa-da-aroeira em cativeiro para o controle biológico da aroeira-mansa

Show simple item record

dc.contributor.author Pedrosa-Macedo, José Henrique
dc.contributor.author Poulmann, Wagner
dc.contributor.author Stolle, Lorena
dc.contributor.author Ukan, Daniele
dc.contributor.author Cuda, James P.
dc.contributor.author Medal, Julio C.
dc.date.accessioned 2016-01-12T13:28:45Z
dc.date.available 2016-01-12T13:28:45Z
dc.date.issued 2006-09
dc.identifier.citation PEDROSA-MACEDO, J. H. Criação da vespa-da-aroeira em cativeiro para o controle biológico da aroeira-mansa. Floresta, Curitiba, v. 36, n. 3, p. 371-378, set./dez. 2006. pt_BR
dc.identifier.issn 1982-4688
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/16551
dc.description.abstract A aroeira-mansa, Schinus terebinthifolius Raddi (Anacardiaceae), originária da América do Sul, foi introduzida no estado da Flórida (EUA) como planta ornamental. A sua plasticidade e a ausência de inimigos naturais possibilitou-lhe tornar-se uma ameaça à flora nativa do Parque Nacional de Everglades. Para seu controle, várias alternativas, mecânicas e químicas, foram experimentadas, porém nenhuma se mostrou eficiente e satisfatória. A utilização de inimigos naturais específicos pode ser uma alternativa de sucesso, a exemplo do que já ocorreu com outras plantas invasoras. A vespa Heteroperreyia hubrichi Malaise, 1956 (Hymenoptera: Pergidae) é um potencial candidato que está sendo estudado há mais de uma década no Brasil e na Flórida. Os resultados parciais indicam que a sua criação massiva em cativeiro é viável, mas depende de fatores especiais, tais como: tecido vegetal e folhas jovens para postura, incubação e alimentação de larvas neonatas. No restante do período larval, a vespa se alimenta de folhas maduras. O empupamento ocorre no solo. Para evitar contaminação e facilitar manutenção e transporte durante a exportação de pupas, foi desenvolvida uma técnica para a fase de empupamento. A dinâmica populacional foi estudada entre 2003 e 2004 e comparada com resultados anteriores. Areia natural e vermiculita expandida foram selecionadas para a escolha do substrato ideal. Vermiculita expandida demonstrou ser o material adequado dentro do objetivo deste trabalho. pt_BR
dc.description.abstract Brazilian peppertree, Schinus terebinthifolius Raddi (Anacardiaceae), is a perennial woody plant native to South America. Introduced into Florida, USA, as a landscape ornamental in the late 19th century, its plasticity and lack of natural enemies became this species a threat to the Florida natural flora,including the Everglades. Although a broad array of control methods (e.g., legal, mechanical, physical and chemical) is available to manage existing stands of Brazilian peppertree, there is general agreement among public and private land managers that biological control can provide an environmentally acceptable, cost effective, and permanent solution to this problem. The biology, ecology and host range of the sawfly Heteroperreyia hubrichi Malaise, 1956 (Hymenoptera: Pergidae), a candidate for biological control of Brazilian peppertree, has been studied for over decade in Brazil, Florida and Hawaii. The population dynamics of the sawfly were studied in Brazil between 2003 and 2004, and the results were compared with previous studies. Because the larvae enter the soil to pupate, two different substrates (vermiculite and natural sand) were tested for their ability to minimize disease problems and facilitate collection of pupae for export to Florida. The result of this study showed that vermiculate was the best substrate for maximizing sawfly pupation. pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta:v.36,n.3;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Proteção florestal: pragas e doenças pt_BR
dc.title Criação da vespa-da-aroeira em cativeiro para o controle biológico da aroeira-mansa pt_BR
dc.title Greenhouse mass rearing of a defoliating sawfly for biological control of brazilian peppertree pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_v36_n3_p371-378_2006.pdf 208.1Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account