Biblioteca Florestal
Digital

Avaliação de perdas de solo em estradas florestais não pavimentadas no Vale do Rio Doce, Minas Gerais

Show simple item record

dc.contributor.author Oliveira, Flávio Pereira de
dc.contributor.author Silva, Marx Leandro Naves
dc.contributor.author Avanzi, Junior Cesar
dc.contributor.author Curi, Nilton
dc.contributor.author Leite, Fernando Palha
dc.date.accessioned 2015-12-17T11:14:12Z
dc.date.available 2015-12-17T11:14:12Z
dc.date.issued 2010-09
dc.identifier.citation OLIVEIRA, F. P. et al. Avaliação de perdas de solo em estradas florestais não pavimentadas no Vale do Rio Doce, Minas Gerais. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 38, n. 87, p. 331-339, set. 2010. pt_BR
dc.identifier.issn 2318-1222
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/16474
dc.description.abstract No setor florestal, a rede viária é a principal base de toda a atividade florestal. No entanto, as estradas florestais tem sido uma das principais causas de erosão e assoreamento dos cursos d’água em áreas de florestas plantadas. Dessa forma, o presente trabalho objetivou avaliar as perdas de solo por erosão laminar e em sulcos em estradas florestais não pavimentadas e deslocamentos de massas de solo em encostas e taludes, no Vale do Rio Doce, região Centro-Leste do estado de Minas Gerais. Os resultados indicam que a amplitude média de perdas de solo foi de 68,3 kg m-2, na faixa de declive de 0% a 4%, e de 142,4 kg m-2 na faixa superior a 12%. A maior perda de água em valores médios ocorreu sob estrada florestal não pavimentada, enquanto que no sistema que proporcionou maior proteção do solo (reservas permanente e legal), as perdas de água foram de apenas 1,4%. Nas encostas e taludes, a perda de solo média foi de 820 kg m-2. A maior parte dos sedimentos é proveniente dos deslocamentos de massas, entretanto as estradas florestais não pavimentadas também apresentam valores elevados de perdas de solo. Estes resultados sugerem a necessidade do melhores práticas de controle da erosão em estradas florestais e manutenção dos taludes vegetados para evitar perdas de solo e de água e sedimentação de reservatórios e rios. Além disso, deve-se realizar um correto dimensionamento do sistema viário ajustado a topografia do terreno. pt_BR
dc.description.abstract In the forest sector, the road network is the main basis of all the forest activity; however, the forest roads have been one of the main causes of erosion and silting of water courses in planted forests. Therefore the present work aimed to evaluate the soil losses by sheet and rill-erosion in unpaved forest roads and displacements of soil masses on hillsides and embankments, at the Rio Doce Valley, Central-East region of Minas Gerais State, Brazil. The results indicate that the average soil losses amplitude was 68.3 kg m-2 in the 0–4% slope class, and 142.4 kg m-2 on slopes above 12%. The highest average water losses occurred on unpaved forest roads, while on better soil protection (legal and permanent reserves), the water losses were only 1.4%. On the hillsides and embankments the average soil loss was 820 kg m-2. The major part of the sediments originated from the displacements of soil masses; however unpaved forest roads also had high soil loss values. These results suggest a need for better practices to control forest roads erosion and keeping vegetated embankments to avoid soil and water loss and siltation of reservoirs and rivers. Furthermore, a proper design of road network should be performed to fit the terrain topography. pt_BR
dc.format 9 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Scientia Forestalis:v.38,n.87;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Avaliação de perdas de solo em estradas florestais não pavimentadas no Vale do Rio Doce, Minas Gerais pt_BR
dc.title Soil loss assessment on unpaved forest roads at the Rio Doce Valley, Minas Gerais state, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Scientia_Forestalis_v38_n87_p331-339_2010.pdf 984.4Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account