Biblioteca Florestal
Digital

Estimativa da vegetação natural potencial na área de drenagem da baía de Antonina

Show simple item record

dc.contributor.author Paula, Eduardo Vedor de
dc.contributor.author Santos, Leonardo José Cordeiro
dc.contributor.author Bertrand, Frédéric
dc.contributor.author Anselme, Brice
dc.date.accessioned 2015-11-04T17:27:44Z
dc.date.available 2015-11-04T17:27:44Z
dc.date.issued 2008-04
dc.identifier.citation PAULA, E. V. et al. Estimativa da vegetação natural potencial na área de drenagem da baía de Antonina. Floresta, Curitiba, v. 38, n. 2, p. 303-315, abr./jun. 2008. pt_BR
dc.identifier.issn 1982-4688
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/16085
dc.description.abstract As alterações produzidas pelo homem nas bacias hidrográficas que escoam para a baía de Antonina devem ser destacadas, sobretudo quando se observa um cenário de desenvolvimento de processos erosivos e de assoreamento da referida baía. Os objetivos deste trabalho consistiram na elaboração da carta de Vegetação Natural Potencial, e na comparação desta com a cobertura vegetal e uso da terra recente. Para a confecção da carta de Vegetação Natural Potencial, foram considerados aspectos altimétricos e geológicos, validados a partir dos remanescentes vegetais existentes na área de drenagem da baía de Antonina. A elaboração da mencionada carta em ambiente de Sistemas de Informações Geográficas, além de possibilitar seu uso em estudos de modelagem hidrológica, também permite sua utilização em projetos de recuperação de áreas degradadas, sobretudo na orientação de quais espécies vegetais devem ser plantadas em cada localidade. A partir dos resultados obtidos, nota-se que, em números relativos, os compartimentos vegetais mais degradados foram os situados na planície litorânea, com exceção dos manguezais, cujos solos associados não são aptos à agricultura. Percebe-se também a expansão da agricultura sobre a Floresta Ombrófila Densa Submontana, situada acima de 20 m, a qual denotou a maior degradação em números absolutos (430,16 km2). pt_BR
dc.description.abstract Changes man produce to the hydrographic basins that flow to the Antonina Bay must be pointed out, especially when there is a scenario in which the erosive and silting processes develop up in the mentioned bay. The objectives with this work consisted in elaborating the Potential Natural Vegetation chart and in comparing it with the recent vegetation coverage and land use. To elaborate the Potential Natural Vegetation chart we considered geological and altimetrical aspects, and they were validated considering the remaining vegetation that exists in Antonina Bay’s drainage area. The elaboration of the aforementioned chart within a setting of Geographical Information Systems allows its use in hydrologic modelling studies, as well as its use in project for the recuperation of degraded areas, especially by supplying information about what plant species should be planted at each location. From the results obtained one can notice that, in relative figures, the most degraded plant classes were those located at the coastal flatlands, with the exception of the marsh areas whose associated soils are not apt to agriculture. One may also notice the expansion of agriculture over the Sub-mountain Ombrophile Dense Forest located above 20m, which showed the greatest degradation in absolute figures (430.16 km2). pt_BR
dc.format 13 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta:v.38,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Geoprocessamento e sensoriamento remoto pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Avaliação de impactos ambientais pt_BR
dc.title Estimativa da vegetação natural potencial na área de drenagem da baía de Antonina pt_BR
dc.title Estimate of the natural vegetation potential at Antonina bay’s drainage area pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_v38_n2_p303-315_2008.pdf 483.7Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account