Biblioteca Florestal
Digital

Relação entre a qualidade da paisagem e o risco de incêndios florestais

Show simple item record

dc.contributor.author Nunes, José Renato Soares
dc.contributor.author Beutling, Alexandre
dc.contributor.author Koproski, Letícia de Paulo
dc.contributor.author Melo, Luiz Antonio Nunes de
dc.contributor.author Biondi, Daniela
dc.contributor.author Batista, Antonio Carlos
dc.date.accessioned 2015-11-03T13:42:07Z
dc.date.available 2015-11-03T13:42:07Z
dc.date.issued 2008-01
dc.identifier.citation NUNES, J. R. S. et al. Relação entre a qualidade da paisagem e o risco de incêndios florestais. Floresta, Curitiba, v. 38, n. 1, p. 145-154, jan./mar. 2008. pt_BR
dc.identifier.issn 1982-4688
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/16063
dc.description.abstract A qualidade de uma paisagem é um atributo intrínseco de um território. A fragilidade depende do tipo de atividade que se desenvolve nesse território. Regiões com baixo valor paisagístico podem apresentar condições que favoreçam a propagação de incêndios, em função das características do material combustível oriundas da cobertura vegetal, relevo e condições meteorológicas. Uma paisagem degradada é um ambiente frágil, podendo permitir a ação de agentes externos, como a erosão, as pragas e o fogo. O objetivo deste trabalho foi buscar uma relação entre a qualidade da paisagem e o risco de incêndios florestais, usando métodos de valoração da qualidade e da fragilidade da paisagem, baseados em mapas descritivos de uma região. A área estudada foi a Fazenda Brejão, propriedade da Empresa Vallourec & Mannesmann, localizada em Brasilândia, Minas Gerais. Os resultados indicam boa correlação entre a qualidade da paisagem e o risco de incêndios florestais, sugerindo que a valoração da qualidade da paisagem pode ser uma ferramenta importante para o zoneamento do risco de incêndios. pt_BR
dc.description.abstract The landscape quality is an intrinsic attribute of a territory. The fragility of the landscape depends on the type of activity developed in this territory. Regions with low landscape quality can present conditions that favor the fire spread, in function of the forest fuel, existing vegetal covering and characteristics of meteorological conditions. A degraded landscape is a fragile environment, being able to allow the action of external agents as the erosion, the plagues and forest fires. The objective of this work was to search a relation between landscape quality and forest fire risk, using methods of landscape quality and fragility evaluation, based on descriptive maps of a region. The studied area was the Brejão Farm, property of the Company Vallourec & Mannesmann, located in Brasilândia, Minas Gerais state. The results indicate a good correlation between the landscape quality and the forest fire risk, suggesting that the landscape quality can be an important tool for the refinement and zoning of the fire risk. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta:v.38,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Incêndios florestais pt_BR
dc.title Relação entre a qualidade da paisagem e o risco de incêndios florestais pt_BR
dc.title Relationship between landscape quality and forest fire risk pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_v38_n1_p145-154_2008.pdf 612.8Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account