Biblioteca Florestal
Digital

Análise fitossociológica do estrato arbóreo de uma cascalheira revegetada no Distrito Federal

Show simple item record

dc.contributor.author Pinheiro, Cristiane de Queiroz
dc.contributor.author Corrêa, Rodrigo Studart
dc.contributor.author Silveira, Irving Martins
dc.contributor.author Jesus, Rafael Serejo de
dc.contributor.author Jorge, Renata Rangel de Araújo
dc.date.accessioned 2015-10-28T17:41:36Z
dc.date.available 2015-10-28T17:41:36Z
dc.date.issued 2009-04
dc.identifier.citation PINHEIRO, C. Q. et al. Análise fitossociológica do estrato arbóreo de uma cascalheira revegetada no Distrito Federal. Cerne, Lavras, v. 15, n. 2, p. 205-214, abr./jun. 2009. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15985
dc.description.abstract No Distrito Federal - DF, quatro décadas de ocupação e urbanização resultaram na perda de 57% da cobertura vegetal nativa. Nesse contexto, a atividade de mineração foi responsável pela degradação de 0,6% da extensão do território distrital, e projetos de revegetação têm sido implantados em algumas jazidas explotadas. Objetivou-se, neste trabalho, avaliar a comunidade arbórea introduzida na nona maior cascalheira do DF, sob os critérios das resoluções paulistas SMA n o 21/2001 e SMA n° 47/2003. Por meio do levantamento florístico realizado no local, foram identificadas 62 espécies (57 nativas e 5 exóticas), pertencentes a 49 gêneros e 25 famílias. A comunidade arbórea introduzida na cascalheira atendeu a quatro de seis requisitos avaliados: alta diversidade, limite de 20% na abundância por espécie, uso de no mínimo 50% de espécies locais e modelo de revegetação sucessional. O projeto deixou de atender ao uso de, no mínimo, 10% de espécies ameaçadas de extinção e ao número mínimo de oitenta espécies no plantio. pt_BR
dc.description.abstract Four decades of human settlement and urbanization resulted in the deforestation of 57% of the native vegetation in the Brazilian Federal District. In this regard, mining activities degraded 0.6% of the territory, and revegetation works have been carried out on some mined areas. This work aimed to evaluate the tree community established on the ninth largest mined area in the Federal District under the criteria of resolutions SMA 21/2001 and SMA 47/2003. A floristic survey on the site could identify 62 species (57 native and 5 exotic species) from 49 genera and 25 families. Tree community on the site has complied with four out six criteria evaluated: high species diversity, limits of abundance per species, the use of at least 50% local species and a succession revegetation model attended the resolutions. The Project did not comply with the use of at least 10% endangered species and at least eighty different species. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.15,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Recuperação de áreas degradadas pt_BR
dc.title Análise fitossociológica do estrato arbóreo de uma cascalheira revegetada no Distrito Federal pt_BR
dc.title Phytosociological analysis of tree species in a revegetated gravel mine in the brazilian federal district pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v15_n2_p205-214_2009.pdf 130.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account