Biblioteca Florestal
Digital

Evolução da produção e preço dos principais produtos florestais não madeireiros extrativos do Brasil

Show simple item record

dc.contributor.author Almeida, Alexandre Nascimento de
dc.contributor.author Bittencourt, Alexandre Muzy
dc.contributor.author Santos, Anadalvo Juazeiro dos
dc.contributor.author Eisfeld, Cristiane de Loyola
dc.contributor.author Souza, Vanderlei Santos de
dc.date.accessioned 2015-10-28T13:26:15Z
dc.date.available 2015-10-28T13:26:15Z
dc.date.issued 2009-07
dc.identifier.citation ALMEIDA, A. N. et al. Evolução da produção e preço dos principais produtos florestais não madeireiros extrativos do Brasil. Cerne, Lavras, v. 15, n. 3, p. 282-287, jul./set. 2009. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15961
dc.description.abstract Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de analisar os deslocamentos das curvas de oferta e demanda dos principais produtos florestais não madeireiros. A direção desses deslocamentos foi identificada por meio de modelos de tendência, os quais calcularam as taxas de crescimento do preço e quantidade comercializada no período de 1982 a 2005. A evolução do mercado para o babaçú, hévea, castanha de caju, cumaru e buriti foi, principalmente, caracterizada por um deslocamento da demanda para esquerda. Para o palmito, castanha-do-pará, licuri, jaborandi, sorva, angico, maçaranduba, barbatimão, umbu, urucum, tucum, nó-de-pinho e oiticica constatou-se como principal determinante um deslocamento da oferta para a esquerda. No caso da piaçava e do pequi, constatou-se uma valorização dessas espécies no mercado em função, principalmente, de um deslocamento da sua demanda para a direita. Para a copaíba e, principalmente, para a erva-mate a demanda não vem acompanhando o crescimento da sua oferta resultando em uma desvalorização desses produtos. Para o pinhão, açaí, carnaúba e mangaba foram observados uma relativa estabilidade em seus mercados. pt_BR
dc.description.abstract This work analyzed the displacements of the supply and demand curves of some of the main non timber forest products. The direction of those displacements was identified through tendency models, which calculated the growth rates of the price and amount marketed in the period from 1982 to 2005. The evolution of the market for babaçu, hevea, castanha de caju, cumaru, buriti was characterized by a displacement of the demand curve to the left side. For the palmito, castanha-do-pará, licuri, jaborandi, sorva, angico, maçaranduba, barbatimão, umbu, urucum, tucum, nó-de-pinho and oiticica was verified a displacement of the supply curve to the left. In the case of piaçava and pequi a price increase of those products was verified, with a displacement of the demand curve to the right side. For copaíba and erva-mate the demand is not accompanying the growth of the supply resulting in a price decrease of these products. For pinhão, açaí, carnaúba and mangaba were observed a relative stability of their market prices. pt_BR
dc.format 6 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.15,n.3;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Tecnologia de produtos florestais não madeireiros pt_BR
dc.title Evolução da produção e preço dos principais produtos florestais não madeireiros extrativos do Brasil pt_BR
dc.title Production and price evolution of the main extractive non timber forest products in Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v15_n3_p282-287_2009.pdf 72.12Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account