Biblioteca Florestal
Digital

Tensão de crescimento no lenho de Eucalyptus benthamii e sua relação com características dendrométricas em diferentes espaçamentos

Show simple item record

dc.contributor.author Vidaurre, Graziela Baptista
dc.contributor.author Nutto, Leif
dc.contributor.author França, Frederico José Nistal
dc.contributor.author Braz, Rafael Leite
dc.contributor.author Watzlawick, Luciano Farinha
dc.contributor.author Moulin, Jordão Cabral
dc.date.accessioned 2015-10-27T11:38:27Z
dc.date.available 2015-10-27T11:38:27Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.citation VIDAURRE, G. B. et al. Tensão de crescimento no lenho de Eucalyptus benthamii e sua relação com características dendrométricas em diferentes espaçamentos. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p. 408-415. 2015. pt_BR
dc.identifier.issn 2179-8087
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15901
dc.description.abstract O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do espaçamento do plantio da madeira de eucalipto, quanto às suas características dendrométricas e a deformação residual longitudinal (DRL) da madeira e as relações entre essas variáveis. O material utilizado foi o Eucalyptus benthamii aos 5 anos de idade nos espaçamentos 2 × 3, 3 × 3, 3 × 4 e 4 × 4 m, a projeção da copa foi determinada através da medição de oito raios com ângulos variáveis, sendo elaborados mapas da distribuição e projeção da copa. As medições da DRL foram à 1,30 m do solo nas quatro direções cardinais, em árvores vivas, com o auxílio de extensômetro (Growth Strain Gauge), pelo método CIRAD‐Fôret. Nos resultados houve grande variabilidade das variáveis de crescimento e dos níveis de tensão de crescimento para os diferentes espaçamentos. Os menores valores médios de DRL foram observados na direção sul, o aumento do espaçamento não alterou significativamente os valores da DRL. As correlações de maiores magnitudes ocorreram entre os valores máximos de DRL e as variáveis de crescimento árvore. pt_BR
dc.description.abstract The aim of this study was to evaluate the influence of planting eucalyptus wood with respect to its dendrometric characteristics and longitudinal residual strain (LRS) of the wood, and the relationships between these variables. The material used was Eucalyptus benthamii at five years of age in 2×3, 3×3, 3×4 and 4×4 m spacing. The projection of the crown was determined by measuring eight spokes with variable angles, and maps of crown distribution and projection were prepared. Measurements of LRS were taken 1.30 m above the ground in the four cardinal directions in living trees, with the aid of strain meters (Growth Strain Gauge) by the CIRAD‐Forêt method. There was great variability in the results of the growth variables and levels of growth stresses for different spacing. The lowest average values of LRS were observed in the south direction, and increased spacing did not significantly alter the LRS values. Correlations between LRS and growth variables were only found with maximum LRS values f ​ or each tree. pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta e Ambiente:v.22,n.3;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Tensão de crescimento no lenho de Eucalyptus benthamii e sua relação com características dendrométricas em diferentes espaçamentos pt_BR
dc.title Growth stress in Eucalyptus benthamii and its relationship with dendrometric characteristics at different spacings pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Florest ... e_v22_n3_p408-415_2015.pdf 1.265Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account