Biblioteca Florestal
Digital

Estimação de volume de madeira de eucalipto por cokrigagem, krigagem e regressão

Show simple item record

dc.contributor.author Lundgren, Wellington Jorge Cavalcanti
dc.contributor.author Silva, José Antônio Aleixo da
dc.contributor.author Ferreira, Rinaldo Luiz Caraciolo
dc.date.accessioned 2015-10-23T13:00:27Z
dc.date.available 2015-10-23T13:00:27Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.citation LUNDGREN, W. J. C.; SILVA, J. A. A.; FERREIRA, R. L. C. Estimação de volume de madeira de eucalipto por cokrigagem, krigagem e regressão. Cerne, Lavras, v. 21, n. 2, p. 243-250. 2015. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15826
dc.description.abstract No semiárido pernambucano na região do Polo Gesseiro do Araripe, onde é produzido 97% do gesso consumido no Brasil, um experimento florestal com 1875 árvores de eucaliptos foi cortado e todas as árvores foram cubadas rigorosamente pelo método de Smalian. A localização de cada árvore foi demarcada num plano cartesiano, e uma amostra de 200 árvores foi retirada pelo processo inteiramente aleatório. Nas 200 unidades amostrais foram utilizados três métodos de estimação para a variável volume de madeira, análise de regressão, krigagem e cokrigagem. Para a cokrigagem a variável secundária foi o DAP (Diâmetro a Altura do Peito) e para a regressão foi utilizado o modelo de Spurr ou da variável combinada que utiliza duas variáveis explicativas a altura total da árvore (H) e o DAP. As variáveis volume e DAP apresentaram dependência espacial. Para comparar os métodos foram utilizados o coeficiente de determinação (R 2 ), a distribuição residual dos erros (valores observados x estimados). Os melhores resultados foram conseguidos com a regressão R 2 = 0,82, volume total = 166,25 m 3 , a cokrigagem forneceu R 2 = 0,72 e volume total = 164,14 m 3 e a krigagem teve R 2 = 0,32 e o volume total = 163,21 m 3 , o volume real do plantio era de 166,14 m 3 . pt_BR
dc.description.abstract In the Gypsum Pole of Araripe, semiarid zone of Pernambuco, where is produces 97% of the plaster consumed in Brazil, a forest experiment with 1875 eucalyptus was cut off and all the trees were rigorously cubed by the Smalian method. The location of each tree was marked on a Cartesian plane, and a sample of 200 trees was removed by entirely random process. In the 200 sample trees, three estimation methods for variable volume timber, regression analysis, kriging and cokriging were used. To cokriging method, the secondary variable was the DBH (Diameter at Breast Height), and for the regression model of Spurr or the combined variable, it uses two explanatory variables: total height of the tree (H) and the DBH. The variables volume and DBH showed spatial dependency. To compare de methods it was used the coefficient of determination (R 2 ) and the residual distribution of the errors (real x estimated data). The best results were achieved with the Spurr equation R 2 = 0.82 and total volume estimated 166.25 m 3 . The cokriging provided and R 2 = 0.72 with total volume estimated of 164.14 m 3 and kriging had R 2 = 0.32 and the total volume estimated of 163.21 m 3 . The real volume of the experiment was 166.14 m3. Key words: Forest inventory, Volume of timber, Geostatistics. pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.21,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Estimação de volume de madeira de eucalipto por cokrigagem, krigagem e regressão pt_BR
dc.title Predictiong of eucalyptus wood by cokriging, kriging and regression pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v21_n2_p243-250_2015.pdf 1.188Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account