Biblioteca Florestal
Digital

Uso de espécies amazônicas para envelhecimento de bebidas destiladas: análises física e química da madeira

Show simple item record

dc.contributor.author Castro, Jonnys Paz
dc.contributor.author Perígolo, Deise Morone
dc.contributor.author Bianchi, Maria Lúcia
dc.contributor.author Mori, Fábio Akira
dc.contributor.author Fonseca, Alessandra de Souza
dc.contributor.author Alves, Isabel Cristina Nogueira
dc.contributor.author Vasconcellos, Francisco José de
dc.date.accessioned 2015-10-23T12:40:35Z
dc.date.available 2015-10-23T12:40:35Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.citation CASTRO, J. P. et al. Uso de espécies amazônicas para envelhecimento de bebidas destiladas: análises física e química da madeira. Cerne, Lavras, v. 21, n. 2, p. 319-327. 2015. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15820
dc.description.abstract O processo de armazenamento de bebidas destiladas em barris de madeira é uma prática que visa à melhoria das características sensoriais da bebida, tais como cor, aroma e sabor. A qualidade da bebida destilada armazenada nesses barris depende de características da madeira como densidade, permeabilidade, composição química e anatomia, além do tipo de tratamento térmico dado à madeira durante a confecção dos barris. O Brasil possui uma grande diversidade florestal, principalmente no norte do país, na Amazônia. Essa região abriga milhares de espécies de árvores, porém, limita-se à utilização de pouco mais de duas espécies nativas e outras exóticas para o armazenamento de bebidas. Assim, objetivou-se, neste trabalho, determinar algumas das características físicas e químicas das madeiras de quatro espécies florestais da Região Amazônica. Os resultados obtidos para as espécies arbóreas aqui estudadas serão comparados com os de madeiras já utilizadas para o armazenamento de bebidas destiladas. As espécies estudadas foram angelim-pedra (Hymenolobium petraeum Ducke), cumarurana (Dipteryx polyphylla (Huber) Ducke), jatobá (Hymenaea courbaril L.) e louro-vermelho (Nectandra rubra (Mez) C.K. Allen). As árvores foram coletadas em área de manejo florestal da Empresa Precious Woods Amazon, em Silves, Amazonas. Dentre as análises realizadas foram determinados: teores de extrativos totais, quantidade de lignina, porcentagem de minerais (cinzas) e teores de taninos, além de densidade básica, análise elementar (CHNS-O) e análise térmica. Observou-se que a composição química estrutural (teores de lignina, holocelulose) e elementar (porcentagem de C, H, N e O) das madeiras possuem diferenças significativas. A madeira do jatobá possui maior teor de taninos e, na análise térmica, foi a madeira com menor perda de massa. pt_BR
dc.description.abstract The process of storing liquor in wooden barrels is a practice that aims to improve the sensory characteristics, such as color, aroma and flavor, of the beverage. The quality of the liquor stored in these barrels depends on wood characteristics such as density, permeability, chemical composition, anatomy, besides the wood heat treatment used to fabricate the barrels. Brazil has a great diversity of forests, mainly in the north, in the Amazon. This region is home to thousands of tree species, but is limited to the use of only a few native species to store liquors. The objective of this study was to determine some of the physical and chemical characteristics for four Amazon wood species. The results obtained in this study will be compared with others from woods that are traditionally used for liquor storage. The species studied were angelim-pedra (Hymenolobium petraeum Ducke) cumarurana (Dipteryx polyphylla (Huber) Ducke), jatobá (Hymenaea courbaril L.) and louro-vermelho (Nectandra rubra (Mez) CK Allen). The trees were collected from Precious Woods Amazon Company forest management area, in Silves, Amazonas. Analyzes such as: concentration of extractives, lignin amount, percentage of minerals (ash) and tannin content, density, elemental analysis (CHNS-O) and thermal analysis were done. It was observed that the chemical composition (lignin, holocellulose) and elemental analysis (percentage of C, H, N and O) of the woods have significant differences. The jatobá wood presented higher tannin content, and in the thermal analysis, was that which had the lowest mass loss. pt_BR
dc.format 9 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.21,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Química da madeira pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Propriedades físico-mecânicas da madeira pt_BR
dc.title Uso de espécies amazônicas para envelhecimento de bebidas destiladas: análises física e química da madeira pt_BR
dc.title Use of amazonian species for aging distilled beverages: physical and chemical wood analysis pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v21_n2_p319-327_2015.pdf 826.8Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account