Biblioteca Florestal
Digital

Urbanização e impactos no ciclo hidrológico na Bacia do Mineirinho

Show simple item record

dc.contributor.author Benini, Rubens de Miranda
dc.contributor.author Mendiondo, Eduardo Mario
dc.date.accessioned 2015-10-22T13:48:47Z
dc.date.available 2015-10-22T13:48:47Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.citation BENINI, R. M.; MENDIONDO, E. M. Urbanização e impactos no ciclo hidrológico na Bacia do Mineirinho. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, p. 211-222. 2015. pt_BR
dc.identifier.issn 2179-8087
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15774
dc.description.abstract Este trabalho teve como objetivo comparar cenários de ocupação urbana e seus efeitos no ciclo hidrológico da Bacia do Mineirinho. Buscou-se avaliar os riscos de enchentes causados pelo aumento das áreas de impermeabilização que tem ocorrido com a implantação do novo Campus da USP, São Carlos, SP. Foram estabelecidos quatro cenários de ocupação urbana: cenário pré‐urbanização (1972); cenário 2000, cenário 2025 com Plano Diretor (CPD); e cenário 2025 sem Plano Diretor (SPD). Para comparação dos diferentes cenários realizaram-se simulações hidrológicas com modelo hidrológico IPH II. Pode-se observar que no cenário 2025 SPD a vazão máxima aumentou 388,0% quando comparada ao cenário 1972 e 319,4% quando comparada ao cenário 2000. Entre os cenários 2025 CPD e 2025 SPD há diminuição de 22,3% na vazão máxima e aumento no tempo de pico é de 50 minutos. Mesmo com aplicação de diretrizes do PD os riscos de inundações continuam altos. pt_BR
dc.description.abstract This work aimed to establish and compare different scenarios of urban occupation and analyze their hydrologic effects. It evaluates downstream flood risks caused by upstream urban growth surrounding the implantation of the new Campus of the University of Sao Paulo - USP in the municipality of Sao Carlos, Sao Paulo state, Brazil. Four scenarios of urban occupation have been depicted: preurbanization (1972); scenario 2000; prospective scenario with Master Plan (until 2025, “CPD”); and expected situation without Master Plan (until 2025, “SPD”). The comparison of the different scenarios was outlined using the hydrologic model IPH II. Hydrologic modeling simulations showed that maximum stream flow discharges of scenario 2025 “SPD” would present an increase of 388.0% compared with the preurbanization scenario of 1972 and of 319.4% compared with the scenario 2000. Maximum stream discharges and peak timing of the scenario with Master Plan of 2025 (CPD) would present, respectively, a reduction of 22.3% and an increase of 50 minutes compared with the scenario without Master Plan of 2025 (SPD). pt_BR
dc.format 12 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta e Ambiente:v.22,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Manejo de bacias hidrográficas pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Avaliação de impactos ambientais pt_BR
dc.title Urbanização e impactos no ciclo hidrológico na Bacia do Mineirinho pt_BR
dc.title Urban occupation and its hydrologic impacts in the Upper Mineirinho Watershed pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Florest ... e_v22_n2_p211-222_2015.pdf 6.287Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account