Biblioteca Florestal
Digital

Estudo comparativo de três métodos de avaliação de terras florestais

Show simple item record

dc.contributor.author Silva, Márcio Lopes da
dc.contributor.author Rocha, Renata Rodrigues de Castro
dc.contributor.author Cordeiro, Sidney Araujo
dc.contributor.author Silva, Mayra Luiza Marques da
dc.contributor.author Bezerra, Adham Ferreira
dc.date.accessioned 2015-10-13T14:04:30Z
dc.date.available 2015-10-13T14:04:30Z
dc.date.issued 2011-04
dc.identifier.citation SILVA, M. L. et al. Estudo comparativo de três métodos de avaliação de terras florestais. Cerne, Lavras, v. 17, n. 2, p. 209-213, abr./jun. 2011. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15446
dc.description.abstract Tendo em vista que o estabelecimento de plantios florestais em propriedades rurais tem se tornado uma prática frequente onde o número de propriedades com plantações de culturas florestais é cada vez maior, torna-se necessário aprimorar as metodologias de avaliação destas propriedades com florestas, uma vez que a comercialização destas será uma prática cada vez mais comum. Portanto, objetivou-se, com este trabalho, realizar um estudo comparativo de três métodos de avaliação de terras florestais: valor de mercado, valor de custo e valor produtivo. Para isso, foi considerado um plantio de eucalipto cujo ciclo final de corte seria aos 7 anos. Os resultados mostraram uma grande diferença entre os métodos avaliados. O valor de mercado foi o que teve uma maior variação com o avançar da idade da floresta, se igualando ao valor produtivo no final do ciclo. No ano 0, o valor de mercado foi o que se mostrou com menores valores e no ano 7 o valor de custo foi o que se mostrou de menor valor. É importante que pesquisas e estudos mais específicos sejam realizados com o intuito de se obterem metodologias mais específicas para valorar este tipo de imóvel rural dada as suas peculiaridades. pt_BR
dc.description.abstract Given the increasingly frequent practice of forest stand establishment in rural properties, with a steadily rising number of properties becoming home to forest crops, there is a pressing need to improve property assessment methodologies, as more and more crops will be entering the market. The objective of this work is thus to perform a comparative study of three methods of forestland assessment: market value, cost value and productive value. To that end, an eucalyptus stand with a 7-year fi nal cutting cycle was considered. Results showed a substantial difference among methods. Market value provided greater variation with the advancing of forest age, equaling productive value toward the end of the cycle. In year 0, market value provided the lowest values, while in year 7 cost value provided the lowest values. Further and more specifi c research and studies should be performed to obtain more specific methodologies to value this type of rural property and all of its peculiarities. pt_BR
dc.format 5 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.17,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Estudo comparativo de três métodos de avaliação de terras florestais pt_BR
dc.title Comparative study of three forestland assessment methods pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v17_n2_p209-2013_2011.pdf 87.29Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account