Biblioteca Florestal
Digital

Avaliação dos incêndios florestais ocorridos no Parque Nacional da Serra da Canastra - Minas Gerais

Show simple item record

dc.contributor.author Magalhães, Simone Rodrigues de
dc.contributor.author Lima, Gumercindo Souza
dc.contributor.author Ribeiro, Guido Assunção
dc.date.accessioned 2015-09-28T19:21:51Z
dc.date.available 2015-09-28T19:21:51Z
dc.date.issued 2012-01
dc.identifier.citation MAGALHÃES, S. R.; LIMA, G. S.; RIBEIRO, G. A. Avaliação dos incêndios florestais ocorridos no Parque Nacional da Serra da Canastra - Minas Gerais. Cerne, Lavras, v. 18, n. 1, p. 135-141, jan./mar. 2012. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15309
dc.description.abstract Neste trabalho, objetivou-se estabelecer o perfil dos incêndios florestais ocorridos no Parque Nacional da serra da Canastra, utilizando dados contidos nos Relatórios de Ocorrências de Incêndios de 1988 até 2008, cedidos pela unidade de conservação. Foram registradas 219 ocorrências, totalizando 415572,50 ha de área queimada, com média de 10,43 incêndios e 19789,17 ha queimados por ano. Em relação à área queimada, os incêndios causados por incendiários apresentaram o maior valor, seguido por queimas para limpeza de pastagens, raios e causa desconhecida. Considerando-se número de ocorrências, os incêndios decorrentes de raios apresentaram a maior frequência. Nos meses de setembro e agosto predominaram os incêndios causados por incendiários e de causa desconhecida, enquanto os incêndios naturais ocorreram principalmente nos meses de outubro e fevereiro e os decorrentes da queima para limpeza de pastagens se concentraram em julho. Os incêndios que atingiram maiores áreas foram observados em locais com maior declividade, enquanto os de menores proporções ocorreram em áreas planas e ou de relevos suaves. Quanto à localização, registrou-se o maior número de focos na área regularizada do parque, provavelmente por ser esta área a mais fiscalizada. pt_BR
dc.description.abstract This study characterized the forest fires in the Serra da Canastra National Park, Minas Gerais, Brazil. The data basis were the records of fire occurrence in 1988-2008 period. The results showed that 219 fires were recorded, burning 415,572.50 ha. In the average, 10.43 fires occurred per year, resulting in 19,789.17 ha burned. Incendiaries caused largest fires regarding the affected area, followed by fires caused by debris burning and lighting, that is first in number of occurrences. Fires caused by incendiaries and the unknown causes were more frequent in August and September. Fires caused by lightings occurred mainly in October and February, and those associated to debris burning were concentrated in the month of July. The largest fires occurred in areas with steep slopes, while the fires smaller than 4.0 ha, occurred in flat or smooth areas. Most of fires that occurred during the study period burned up to 200.000 ha and the larger fires occurred in the park region where the IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável) already has the ownership or land control. These fires were possibly caused by incendiaries. pt_BR
dc.format 7 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.18,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Incêndios florestais pt_BR
dc.title Avaliação dos incêndios florestais ocorridos no Parque Nacional da Serra da Canastra - Minas Gerais pt_BR
dc.title Avaliation of forest fire occurrence in the Serra da Canastra National Park - Minas Gerais, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v18_n1_p135-141_2012.pdf 202.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account