Biblioteca Florestal
Digital

Influência da época de estocagem na qualidade da biomassa florestal para a geração de energia

Show simple item record

dc.contributor.author Brand, Martha Andreia
dc.contributor.author Brito, José Otávio
dc.contributor.author Quirino, Waldir Ferreira
dc.contributor.author Muñiz, Graciela Inês Bolzon de
dc.date.accessioned 2015-09-04T19:22:17Z
dc.date.available 2015-09-04T19:22:17Z
dc.date.issued 2012-04
dc.identifier.citation BRAND, M. A. et al. Influência da época de estocagem na qualidade da biomassa florestal para a geração de energia. Floresta, Curitiba, v. 42, n. 2, p. 369-380, abr./jun. 2012. pt_BR
dc.identifier.issn 1982-4688
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/15072
dc.description.abstract Este trabalho objetivou determinar a época de estocagem ideal para a melhoria da qualidade da biomassa florestal para geração de energia. O experimento foi realizado em Lages, SC, entre outubro de 2003 e fevereiro de 2005. Foram avaliados 4 lotes de toras com casca de Pinus taeda e Eucalyptus dunnii, em pilhas, com amostragem nas seguintes condições: material recém-colhido, com dois, quatro e seis meses de estocagem. O lote 1 foi armazenado entre outubro (2003) e maio (2004), o lote 2, de janeiro a agosto de 2004, o lote 3, de maio a novembro de 2004 e o lote 4, de agosto de 2004 a fevereiro de 2005. As propriedades avaliadas foram: teor de umidade na base úmida, poder calorífico superior e líquido. A época de estocagem teve influência sobre a qualidade energética da biomassa durante a estocagem, com alterações na umidade e poder calorífico líquido. Para ambas as espécies, as melhores épocas de estocagem foram entre agosto e fevereiro (lote 4) e outubro e maio (lote 1), com as maiores perdas de umidade e maiores ganhos energéticos. Portanto, a biomassa florestal colhida na saída do inverno ou início da primavera, que permaneceu sob estocagem durante o verão até o início do inverno, apresentou melhor qualidade energética. pt_BR
dc.description.abstract This study aimed to determine the optimal storage season for improving the quality of forest biomass for energy generation. The experiment was carried out in Lages, Brazil, between October 2003 and February 2005. 4 lots of Pinus taeda and Eucalyptus dunnii logs were stocked, in piles, with samples collected from the freshly harvested material, with two, four and six months of storage. The lot 1 was stored between October (2003) and May (2004), lot 2 (January-August (2004)), lot 3 (May-November (2204)) and 4 (August (2004)-February (2005)). The evaluated properties were as follows: moisture content on wet basis, gross and net calorific value. The storage season had influence on the biomass quality, with changes in moisture content and net calorific value. For both species, the best storage season was between August and February (lot 4) and from October to May (lot 1), with the greatest loss of moisture and higher energy savings. Therefore, forest biomass harvested in late winter or early spring, which remained in storage during the summer up to early winter had a better energy quality. pt_BR
dc.format 12 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta:v.42,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Energia de biomassa florestal pt_BR
dc.title Influência da época de estocagem na qualidade da biomassa florestal para a geração de energia pt_BR
dc.title Influence of the storage season over the quality of wood fuel. This study aimed to determine the optimal storage season for improving the quality of forest biomass for energy generation pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_v42_n2_p369-380_2012.pdf 404.9Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account