Biblioteca Florestal
Digital

Caracterização do abastecimento de madeira serrada comercializada no município de Florianópolis-SC

Show simple item record

dc.contributor.author Robert, Renato Cesar Gonçalves
dc.contributor.author Santos, Adriana da Silva
dc.contributor.author Santos, Leandro Duarte dos
dc.contributor.author Fantini, Alfredo Celso
dc.date.accessioned 2015-08-28T18:39:14Z
dc.date.available 2015-08-28T18:39:14Z
dc.date.issued 2012-01
dc.identifier.citation ROBERT, R. C. G. et al. Caracterização do abastecimento de madeira serrada comercializada no município de Florianópolis-SC. Floresta, Curitiba, v. 42, n. 1, p. 85-94, jan./mar. 2012. pt_BR
dc.identifier.issn 1982-4688
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/14991
dc.description.abstract Este estudo teve como objetivo diagnosticar a quantidade e a procedência da madeira serrada comercializada na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Foi realizado o levantamento de informações junto aos estabelecimentos de venda de madeira serrada no município, obtendo-se dados referentes à procedência da madeira serrada comercializada, o volume e as principais espécies exóticas e nativas existentes no mercado, além da distância média dos principais fornecedores até o mercado consumidor de Florianópolis. Os resultados permitem estimar um consumo total anual de aproximadamente 12.030m 3 de madeira serrada, sendo 5.532 m 3 de espécies nativas e 6.498 m 3 de espécies exóticas (Pinus spp. e Eucalyptus spp.). O maior percentual (63,5%) da madeira serrada de espécies exóticas (Pinus spp. e Eucalyptus spp.) comercializada no mercado madeireiro de Florianópolis é proveniente da mesorregião Sul Catarinense, sendo os municípios de Tubarão e São Martinho os principais fornecedores, respondendo por 21% e 13%, respectivamente. Observou-se ainda que a distância média entre a capital catarinense e os municípios fornecedores de espécies exóticas é de 126 km. pt_BR
dc.description.abstract This study aimed at understanding the logistic of the supply of lumber commercialized in the municipality of Florianópolis in Santa Catarina State. We used interviews with managers of lumber supply stores to gather data on the origin of the lumber, the volume and major tropical species commercialized, and the average distance from suppliers to the stores. The results allowed to estimate a total annual consumption of about 12,030m 3 of lumber, of which 5,532 m 3 are lumber of tropical species and 6498 m 3 of exotic species (pine and eucalyptus). The highest percentage of exotic species of lumber sold in the timber market of Florianópolis is from the southern region of Santa Catarina State, mainly from the municipalities of São Martinho and Tubarão. The average distance between Florianópolis and the suppliers cities is about 126 km. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta:v.42,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Caracterização do abastecimento de madeira serrada comercializada no município de Florianópolis-SC pt_BR
dc.title Characterization of the supply of lumber commercialized in Florianópolis, Santa Catarina, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Floresta_v42_n1_p85-94_2012.pdf 135.8Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account