Biblioteca Florestal
Digital

Inclusão e influência de características espaciais em modelos de regulação florestal

Show simple item record

dc.contributor.author Binoti, Daniel Henrique Breda
dc.contributor.author Binoti, Mayra Luiza Marques da Silva
dc.contributor.author Leite, Helio Garcia
dc.contributor.author Gleriani, José Marinaldo
dc.contributor.author Ribeiro, Carlos Antonio Álvares Soares
dc.date.accessioned 2015-08-25T19:47:32Z
dc.date.available 2015-08-25T19:47:32Z
dc.date.issued 2014-01
dc.identifier.citation BINOTI, D. H. B. et al. Inclusão e influência de características espaciais em modelos de regulação florestal. Cerne, Lavras, v. 20, n. 1, p. 157-164, jan./mar. 2014. pt_BR
dc.identifier.issn 0104-7760
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/14960
dc.description.abstract Neste estudo, objetivou-se propor formas alternativas de inclusão de restrições ambientais sobre os modelos de regulação florestal. Os modelos tiveram como função objetivo: i) a minimização das variações das distâncias entre as unidades de gestão com a intervenção da colheita e da unidade onde a produção é entregue, ii) a maximização do valor presente líquido (VPL), com a aplicação da variação permitida em distância (de 5, 10, 15 e 20%) entre as unidades de gestão com a intervenção da colheita da unidade onde a produção é entregue; iii) maximizar a distância entre as unidades de gestão com a assistência da colheita; iv) minimização da variação da distância entre as unidades de gestão, com intervenções de colheita; v) a maximização do valor presente líquido (VPL), com a aplicação da variação permitida em distância (de 5, 10, 15 e 20%) entre as unidades de gestão com a intervenção da colheita. Os modelos foram avaliados economicamente pelo valor presente líquido (VPL) e ambientalmente pelo Indice de área de corte (IAC). As formulações propostas apresentaram-se ambientalmente superiories a formulação clássica (Modelo I). pt_BR
dc.description.abstract The objective of this study was to propose alternative ways of including environmental constraints on models of forest regulation. The propose were minimization of the variations of the distances between the management units with harvest intervention and the unit where production is delivered; maximization of the net present value (NPV), with the application of allowed variation in distance (of 5, 10, 15 and 20 %) between the management units with harvest intervention the unit where production is delivered; maximizing the distance between management units with assistance from harvesting; minimization of the variation of the distance between the management units with harvest interventions; maximization of the net present value (NPV), with the application of allowed variation in distance (of 5, 10, 15 and 20 %) among the management units with harvest intervention. The models were evaluated economically by the net present value (NPV) and environmentally by a harvest area index (IAC). The proposed formulations were environmentally better than the classical formulation (Model I). pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.relation.ispartofseries Cerne:v.20,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Inclusão e influência de características espaciais em modelos de regulação florestal pt_BR
dc.title Inclusion and effect of spatial characteristics on models of forest regulation pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Cerne_v20_n1_p157-164_2014.pdf 546.0Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account