Biblioteca Florestal
Digital

Fichário do Educador Ambiental

Show simple item record

dc.contributor.author Departamento de Educação Ambiental
dc.date.accessioned 2015-07-03T14:28:26Z
dc.date.available 2015-07-03T14:28:26Z
dc.date.issued 2008-07
dc.identifier.citation DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Fichário do Educador Ambiental. Brasília: MMA. Coleciona, ano 1, v. 1. 2008. 76p. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/14453
dc.description Apresentação do conteúdo: 1 - Coleciona: textos para se pensar a EA; 2 - Coleciona: SisNEA; 3 - Coleciona: estruturas e espaços educadores; 4 - Coleciona: coletivos educadores; 5 - Coleciona: viveiros educadores; 6 - Coleciona: com-vida; 7 - Coleciona: salas verdes; 8 - Coleciona: educomunicação; 9 - Coleciona: placea; 10 - Coleciona: EA na CPLP; 11 - Coleciona: PEAMSS; 12 - Coleciona: agenda d@ EA; 13 - Coleciona: Recomenda-se. pt_BR
dc.description.abstract Em 1983, a Organização das Nações Unidas criou a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento com o objetivo de instituir uma “agenda global para mudança”. Uma das metas dessa comissão, liderada pela então primeira- ministra da Noruega, Gro Harlem Brundtland, era propor estratégias ambientais de longo prazo para obter um desenvolvimento sustentável da humanidade por volta do ano 2000 e para os anos seguintes. Naquela época, a população mundial era de 4,8 bilhões de pessoas e problemas como acesso à água doce, consumo de energia, preservação e conservação de florestas, poluição e geração de resíduos já estavam causando preocupação em relação ao futuro da espécie humana na Terra. Nesses últimos 22 anos, percebeu- se um aumento da consciência das populações sobre a importância dos recursos naturais para a continuação da vida no planeta. No Brasil, por exemplo, pesquisa realizada em 2002 pelo Ministério do Meio Ambiente em conjunto com o Instituto de Estudos da Religião (Iser), identificou o desmatamento e a poluição das águas e do ar como os principais problemas ambientais do país; 46% dos brasileiros pesquisados disseram não ser exagerada a preocupação com o meio ambiente; 81% manifestaram que se sentiam mais motivados quando encontravam informações nos produtos de que haviam sido fabricados de maneira ambientalmente correta e 38% concordaram com o caráter prioritário do meio ambiente, ainda que isso implicasse uma limitação na produção e no abastecimento de energia no Brasil. Participar da construção de uma nova relação com o meio ambiente é estimular a adoção de técnicas que harmonizem manejo agrícola e conservação das florestas. É apoiar práticas de agricultura que reduzam a degradação dos recursos naturais utilizados para a produção de alimentos, como solo e água, e ao mesmo tempo contribuam para a manutenção da fauna e da flora locais. O que podemos perceber é que todas as ações que busquem equilibrar o bem-estar da humanidade com a conservação e a preservação dos recursos naturais, aliados a técnicas e tecnologias que permitam o desenvolvimento social e econômico, e garantam condições favoráveis de vida na Terra para as gerações futuras, estão intimamente ligadas a programas e projetos de EA. pt_BR
dc.format 76 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Ministério do Meio Ambiente - MMA pt_BR
dc.relation.ispartofseries Coleciona;v.1
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Educação ambiental pt_BR
dc.title Fichário do Educador Ambiental pt_BR
dc.type Boletim Técnico pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Coleciona-2008-ano-1-vol-1_MMA.pdf 2.290Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account