Biblioteca Florestal
Digital

Avaliação multicriterial no mapeamento da suscetibilidade de deslizamentos de terra

Show simple item record

dc.contributor.author Silveira, Hilton Luís Ferraz da
dc.contributor.author Vettorazzi, Carlos Alberto
dc.contributor.author Valente, Roberta Averna
dc.date.accessioned 2015-06-23T12:04:21Z
dc.date.available 2015-06-23T12:04:21Z
dc.date.issued 2014
dc.identifier.citation SILVEIRA, H. L. F.; VETTORAZZI, C. A.; VALENTE, R. A. Avaliação multicriterial no mapeamento da suscetibilidade de deslizamentos de terra. Revista Árvore, Viçosa, v. 38, n. 6, p. 973-982, 2014. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/14264
dc.description.abstract No mapeamento da suscetibilidade de deslizamentos de terra, necessita-se agregar as características da paisagem que atuam de maneira distinta no processo de queda de barreira e podem representar especificidades de uma região. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o método da Média Ponderada Ordenada (MPO) para o mapeamento de áreas suscetíveis ao deslizamento de terra. O método pressupõe a integração de diferentes características da paisagem (fatores), com a associação de pesos a elas (pesos de fator - pf). Pf representa a importância desses fatores para o estudo. Utilizaram-se, neste estudo, os fatores: substrato geológico, solos, declividade do terreno, uso e cobertura do solo e precipitação. Na definição dos fatores e seus pesos, empregou-se a Técnica Participatória. Para avaliação da MPO, geraram-se dois mapas de suscetibilidade, calculando o risco de tomada de decisão (R) e nível de compensação entre fatores (C). Para o primeiro, consideraram-se apenas pf e a compensação total entre fatores (C = 100%) e para o outro, um segundo grupo de pesos (de ordenação (po), que caracteriza a influência dos fatores). Os valores de pó resultaram em valor de C = 72%. No primeiro mapa predomina o nível de suscetibilidade médio, por influência excessiva do fator declividade (fator mais influente; com o maior de pf). No segundo, como consequência de po houve a agregação dos fatores de acordo com a importância previamente definida para eles e a melhor distribuição, em relação ao primeiro, de área entre os níveis de suscetibilidade. Concluiu-se que a MPO é adequada ao mapeamento da suscetibilidade de deslizamento, e a coerência entre pf e po confere robustez ao método. pt_BR
dc.description.abstract The mapping of landslides susceptibility requires the aggregation of landscape characteristics that act differently in the process of landslides and may represents specificities of a region. In this context, the general objective of this study was to evaluate the Ordered Weighted Averaging (OWA) method in the mapping of landslide susceptibility. The method presupposes the integration of different characteristics of the landscape (factors), associating weights to them (named Importance Weights - IW). IW express the importance of these factors to the study. In the study, we used the factors: geological substrate, soil type, slope, land- use and land-cover, and precipitation. In the definition of factors and their weights, the Participatory Technique was used. In order to evaluate the OWA, two susceptibility maps were generated, calculating the decision making risk (R), and compensation level among factors (C). For the first one, only the IW and the total compensation among factors were considered (C = 100%) and for the other one, a second group of weights (the Order Weights (OW), that represents the influence of factors). Using the OW we obtain C = 72%. In the first map the medium level of susceptibility was predominant, by excessive influence of the slope factor (the most influent factor; with the highest IW). In the second map, by influence of OW, there was the aggregation of factors according to the importance predefined for them and the best distribution, in relation to the first one, of area between susceptibility levels. We conclude that OWA is adequate to mapping the landslide susceptibility and that the coherence between IW and OW is responsible to determine the robustness to the method. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.38,n.6;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Avaliação de impactos ambientais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Avaliação multicriterial no mapeamento da suscetibilidade de deslizamentos de terra pt_BR
dc.title Multicriteria evaluation in the mapping of landslide susceptibility pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Árvore_v38_n6_p973-982_2014.pdf 265.2Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account