Biblioteca Florestal
Digital

Mapa de solos, conhecimento de campo, inventário florestal e zoneamento ecológico-econômico como base para a aptidão agrícola das terras em Minas Gerais elaborada em SIG

Show simple item record

dc.contributor.advisor Curi, Nilton
dc.contributor.author Silva, Vladimir Antonio
dc.date.accessioned 2015-06-08T14:42:45Z
dc.date.available 2015-06-08T14:42:45Z
dc.date.issued 2014-02-21
dc.identifier.citation SILVA, V. A. Mapa de solos, conhecimento de campo, inventário florestal e zoneamento ecológico-econômico como base para a aptidão agrícola das terras em Minas Gerais elaborada em SIG. 2014. 100 f. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Lavras, Lavras. 2014. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/14050
dc.description Tese de Doutorado defendida na Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.description.abstract Em Minas Gerais predominam solos de baixa fertilidade natural e tipos climáticos mais secos. A deficiência de oxigênio é localizada em várzeas e em solos rasos. A erosão é agravada nos solos de textura média e arenosa e a mecanização é limitada pelo relevo e pela presença de camadas de pedregosidade e rochosidade no solo. As terras (conceito mais abrangente do que solos, incluindo todos os elementos do ambiente: solos, geologia, relevo, clima, recursos hídricos, flora e fauna, além dos efeitos da ação antrópica) do estado de Minas Gerais estão em diferentes condições de solo, clima e sócio- economia, portanto, são distintas as vocações para produção de bens agrícolas e o mapeamento da vocação agrícola do estado é fundamental para o planejamento norteado da sustentabilidade. O geoprocessamento utiliza técnicas de tratamento da informação geográfica e o SIG permite avaliar, com mapas digitais, os fenômenos geográficos e suas interrelações. Objetivando avaliar a vocação agrícola das terras do estado, utilizaram-se o mapa de solos, o conhecimento de campo, o inventário florestal e o banco de dados, relacionados ao Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) de Minas Gerais, para elaborar em SIG, o mapa de aptidão agrícola. Para tal, combinaram-se os mapas de fertilidade do solo, deficiência de água, deficiência de oxigênio, vulnerabilidade à erosão e de impedimentos à mecanização. Em termos de expressão geográfica, o principal fator limitante das terras é a fertilidade do solo, seguida pela deficiência de água, impedimentos à mecanização e vulnerabilidade à erosão. Quanto à aptidão agrícola, o grupo 2 (aptidão regular para lavouras) é o de maior abrangência, representando 45,13% do estado. Para os níveis de manejo A e B, baixo e moderado nível tecnológico, respectivamente, a classe de aptidão mais expressiva é a regular, seguida pela classe restrita e, por último, a classe adequada, enquanto para o nível de manejo C (alto nível tecnológico), a classe predominante é a restrita. O tipo de utilização mais intensivo predominante é para lavouras, cuja área aumenta, substancialmente, com investimento de capital e tecnologia (níveis de manejo B e C). pt_BR
dc.description.abstract In Minas Gerais, Brazil, predominates low natural fertility soils and dryer types of climate. The deficiency of oxygen occurs in floodplains and in shallow soils. The erosion is aggravated in medium and sandy textured soils, and mechanization is limited by the relief and by the presence of stoniness and rockiness in the soil. The lands (broader concept than soils, including all of the environmental elements: soils, geology, topography, climate, water resources, flora and fauna, as well as the effects of anthropogenic activities) in the state of Minas Gerais are in different soil, climate and socio-economic conditions, therefore, the vocations for the production of agricultural goods are distinct and the agricultural vocation mapping is fundamental to guide sustainability planning. Geoprocessing uses geographic information treatment techniques (GIS), which allows us to evaluate geographic phenomena and their interrelationships using digital maps. With the aim of evaluating the agricultural vocation of state lands, we used soil maps, field knowledge, forest inventory and databases regarding Ecological-Economic Zoning (EEZ) of Minas Gerais, to develop an agriculture suitability map in GIS. In order to do this, we combined soil fertility, water and oxygen deficiency, vulnerability to erosion and impediments to mechanization maps. In terms of geographical expression, the main limiting factor is soil fertility, followed by water deficiency, impediments to mechanization and vulnerability to erosion. Regarding agricultural suitability, group 2 (regular suitability for crops) is the most extensive, representing 45.13% of the state. For management levels A and B, low and moderate technological level, respectively, the most expressive suitability class is the regular, followed by the restricted class and, lastly, the adequate class; while for management level C (high technological level) the predominant class is the restricted. The predominant most intensive use type is for crops, of which area increases substantially with capital and technology investments (management levels B and C). pt_BR
dc.format 100 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Geoprocessamento e sensoriamento remoto pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Mapa de solos, conhecimento de campo, inventário florestal e zoneamento ecológico-econômico como base para a aptidão agrícola das terras em Minas Gerais elaborada em SIG pt_BR
dc.type Tese pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Tese_Vladimir Antonio Silva .pdf 1.120Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account