Biblioteca Florestal
Digital

Monitoramento sazonal e recuperação pós-fogo da vegetação do Cerrado usando dados do sensor MODIS

Show simple item record

dc.contributor.advisor Gurgel, Helen da Costa
dc.contributor.author Souza, Greison Moreira de
dc.date.accessioned 2015-05-26T19:24:20Z
dc.date.available 2015-05-26T19:24:20Z
dc.date.issued 2014-06
dc.identifier.citation SOUZA, G. M. Monitoramento sazonal e recuperação pós-fogo da vegetação do Cerrado usando dados do sensor MODIS. 2014. 93 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Faculdade de Tecnologia, Universidade de Brasília, Brasília. 2014. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/13877
dc.description Trabalho de Conclusão de Curso defendido na Faculdade de Tecnologia - Universidade de Brasília pt_BR
dc.description.abstract O bioma Cerrado no Distrito Federal (DF) tem importantes formações nativas protegidas por unidades de conservação. No entanto, o bioma no DF é altamente ameaçado devido à expansão urbana. O Cerrado brasileiro apresenta forte contraste sazonal entre a estação seca e a estação chuvosa, a marcante sazonalidade climática exerce forte influência na fenologia da vegetação. O fogo no Cerrado é outra variável que exerce também forte influência na dinâmica do Cerrado. Os efeitos do fogo sobre a vegetação do Cerrado é um processo complexo e ainda está em amplo debate no meio científico. O presente estudo tem como objetivo caracterizar o comportamento sazonal das formações savânicas e campestres do Cerrado no Distrito Federal, relação entre os índices de vegetação (NDVI e EVI) e a precipitação pluviométrica e também a recuperação do vigor da vegetação pós-fogo com o uso de sensoriamento remoto. Selecionaram-se áreas dentro de unidades de conservação sem registro de incêndios e com registro de incêndios. Para construção das séries temporais foram utilizados os índices de vegetação NDVI e EVI do MOD13Q1 acoplado ao sensor MODIS/TERRA. As imagens datam do período de 2000 a 2012, de 250 m a cada 16 dias. Os espectros do NDVI e EVI foram obtidos após a confecção do cubo multitemporal 3D. Os dados de precipitação pluvial foram extraídos das estações de Brasília (1547004) e Taquara (1547013) com dados mensais de 2000 a 2012. A análise da sazonalidade com os índices de vegetação foi estudada somente nas áreas de referência, ou seja, sem queimadas. A transformada de Fourier foi empregada para separar os dados em componentes de diferentes frequências, ou seja, identificar os ciclos sazonais completos. Adicionalmente, foram elaborados gráficos de perfis sazonais e anomalias do NDVI e EVI que é a diferença entre a média mensal de cada ano e a média mensal de todo o período em estudo. O monitoramento pós-fogo foi realizado em áreas com registros de queimadas e em áreas de referência. A transformada de Fourier possibilitou verificar que no Cerrado do DF um ciclo sazonal completo é compreendido em um ano, representado pelo período seco e o período chuvoso. Os dados do MODIS delinearam satisfatoriamente o forte contraste sazonal da vegetação do Cerrado. Verificou-se que a correlação entre o NDVI com a precipitação nas áreas de Cerrado sentido restrito e Campos naturas é maior com dois (2) meses de atraso, para o EVI a maior correlação foi no mês corrente até um (1) mês de atraso. Para o NDVI a quantidade de dias pós-fogo necessários para recuperação das áreas de Cerrado sentido restrito foi em média de 100 e 94 dias em áreas de Campos naturais. Para o EVI em Cerrado sentido restrito foi de 105 dias e 102 dias para áreas de Campos naturais. Os dados do MODIS foram adequados para monitorar a recuperação do vigor da vegetação pós-fogo. Os resultados mostraram o potencial da recuperação das taxas fotossintéticas e vigor da vegetação pós-fogo, no entanto, devem-se atentar os danos à fauna, flora e a beleza cênica. pt_BR
dc.description.abstract The Cerrado biome in the Distrito Federal (DF) has important portions of native vegetation protected for protected areas. However, the biome in DF is highly threatened by urban expansion. The Brazilian Cerrado has a strong seasonal variation from the dry season and the rainy season, the seasonality exert strong influence on vegetation phenology. The fire in the Cerrado is another variable that also strongly influences the dynamic of the Cerrado. The effects of fire on vegetation of the Cerrado is a complex process and still wide discuss in the scientific process. The present study aims to characterize the seasonal behavior of the Cerrado in the Distrito Federal, relationships between vegetation indices (NDVI and EVI) and the rainfall and also the recovery force of post-fire vegetation using remote sensing. We selected areas within protected areas with and without record of fires. We used vegetation index NDVI and EVI of MOD13Q1 from MODIS / TERRA to construction of the time series. The images are from the period 2000-2012, of 250 m every the 16 days. The spectra of NDVI and EVI were obtained after making the 3D cube multitemporal. The rainfall data were extracted from Brasilia (1547004) and Taquara (1547013) stations with monthly data from 2000 to 2012. The analysis of seasonality with the vegetation index was studied only in reference areas. The Fourier transform was used to separate the data into components of different frequencies, in other words, to identify the complete seasonal cycles. Additionally, we elaborate graphics of seasonal profiles of NDVI and EVI and also graphics of anomalies which is the difference between the monthly average each year and monthly average for the entire period under study. The post-fire monitoring was made in areas with records of fires and reference areas. Through the Fourier transform were possible to verify that the Cerrado of DF has a full seasonal cycle in a year, represented by the dry season and the rainy season. The MODIS data satisfactorily defined the strong seasonal contrast of vegetation. We found that the correlation between the NDVI and precipitation in areas of Cerrado sentido restrito and Campos naturais is greater with two (2) months of delay, for the EVI was the highest correlation between the current month up to one (1) month of delay. The number of days required to the NDVI recover post-fire of the areas of Cerrado sentido restrito showed averaged 100 and 94 days in areas of Campos naturais. The number of days required to the EVI recover post-fire of the areas of Cerrado sentido restrito showed averaged 105 and 102 days in areas of Campos naturais. The MODIS data were adequate to monitor the recovery force of post-fire vegetation. The results showed the potential recovery of photosynthetic rates and vigor of vegetation post-fire, however, fire may cause permanent damage to flora, fauna and scenic beauty. pt_BR
dc.format 93 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade de Brasília pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Geoprocessamento e sensoriamento remoto pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Recuperação de áreas degradadas pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Incêndios florestais pt_BR
dc.title Monitoramento sazonal e recuperação pós-fogo da vegetação do Cerrado usando dados do sensor MODIS pt_BR
dc.type TCC pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
2014_Greison-Moreira-de-Souza.pdf 5.432Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account