Biblioteca Florestal
Digital

Multiplicação in vitro de mogno (Khaya senegalensis)

Show simple item record

dc.contributor.advisor Paiva, Edilson
dc.contributor.author Souza, Emanuelle Taís da Silva
dc.date.accessioned 2015-04-29T18:26:03Z
dc.date.available 2015-04-29T18:26:03Z
dc.date.issued 2013-02-28
dc.identifier.citation SOUZA, E. T. S. Multiplicação in vitro de mogno (Khaya senegalensis). 2013. 102 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras. 2013. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/13545
dc.description Dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.description.abstract A madeira do Mogno Brasileiro (Swietenia machophylla King) é hoje uma das mais valorizadas economicamente, alcançando valores de mercado superiores a outras espécies arbóreas, sendo utilizada para diversos fins De modo geral, a espécie possui dificuldade de regeneração natural e de estabelecimento em reflorestamentos, tendo como principal praga larvas de Hypsipyla grandella Zellar As espécies do gênero Khaya apresentam grande potencial no reflorestamento devido à tolerância a esta praga. A micropropagação utilizando técnicas de cultura de tecidos vegetal esta se tornando uma alternativa viável e importante na multiplicação de espécies arbóreas, incluindo o gênero Khaya. O objetivo com este trabalho foi produzir mudas in vitro de Mogno Africano (Khaya senegalensis), utilizando e optimizando técnicas de cultura de meristemas provenientes de sementes germinadas in vitro, via gemas axilares obtidas de plantas jovens cultivadas em casas de vegetação e via embriogênese somática de calos obtidos por meio de explantes foliares. Para o isolamento dos meristemas provenientes de plantas cultivadas in vivo, foram testados meios MS com presença e ausência de reguladores de crescimento (BAP, AIA e AIB). O meio MS com adição de BAP e AIA foi o melhor meio pra realizar o isolamento de meristemas de plantas produzidas em casas de vegetação. Para multiplicação dos meristemas isolados de plantas cultivadas em casas de vegetação e dos provenientes de sementes germinadas in vitro foram utilizados meios MS e WPM combinados com BAP em diferentes concentrações. O meio MS contendo 0,50 mg.L−1 de BAP apresentou melhor resultado para multiplicação dos explantes meristemáticos. A indução de calos embriogêncios foi obtida com a utilização de segmentos foliares inoculados em meios MS, com diferentes combinações de reguladores de crescimento e variações nutricionais. As massas celulares obtidos foram avaliadas por microscopia óptica. Apenas calos desenvolvidos no meio MS suplementado com caseína, extrato de malte e concentração de 2,4-D, 2-iP e IBA apresentaram características embriogênicas, ou seja, maior potencial para possível regeneração de plantas de Mogno. pt_BR
dc.description.abstract The Brazilian Mahogany wood (Swieteniamachophylla King.) is currently one of the most economically valued, reaching market values superior to other tree species, and used for various outcomes. Generally, the species presents difficulty in natural regeneration and in establishing in reforestations, with the HypsipylagrandellaZellar larvae as its main pest. The species of the Khayagenus present great potential in reforestations due to its tolerance to this pest. The micro propagation using plant tissue cultivating techniques is becoming a viable and important alternative in the multiplication of tree species, including of the Khaya genus. The objective of this work was to produce African Mahogany (Khayasenegalensis) in vitro, using and optimizing techniques for cultivating meristems derived from seeds germinated in vitro, via auxiliary buds obtained from young plants cultivated in a greenhouse, and via somatic embryogenesis of calluses obtained from foliar explants. For the isolation of the meristems derived from plants cultivated in vivo, we tested MS mediums with the presence and absence of growth regulators (BAP, IAA and IBA). The MS medium with BAP and IAA were best to perform the isolation of meristems from plants cultivated in greenhouse. For multiplying the meristems isolated from plants cultivated in greenhouse and from those derived from seeds germinated in vitro we used the MS and WPM mediums combined with BAP in different concentrations. The MS medium containing 0.50 mg.L-1 of BAP presented the best result for multiplying the meristem explants. The induction of embryogenic calluses was obtained with the use of foliar segments inoculated in MS medium, with different combinations of growth regulators and nutritional variations. The cellular masses obtained were evaluated by optic microscopy. Only the calluses developed in the MS medium supplied with casein, malt extract and concentration of 2,4-D, 2-iP and IBA presented embryogenic characteristics, that is, a higher potential for possible Mahogany plant regeneration. pt_BR
dc.format 102 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Lavras pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Propagação e fisiologia de espécies florestais pt_BR
dc.title Multiplicação in vitro de mogno (Khaya senegalensis) pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Dissertacao_Emanuelle Tais da Silva Souza.pdf 3.093Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account