Biblioteca Florestal
Digital

A evolução da política de criação de Unidades de Conservação no Estado do Amazonas no período de 1995 a 2010

Show simple item record

dc.contributor.advisor Toni, Fabiano
dc.contributor.author Villarroel, Larissa Carolina Loureiro
dc.date.accessioned 2015-04-29T13:39:00Z
dc.date.available 2015-04-29T13:39:00Z
dc.date.issued 2012-04-20
dc.identifier.citation VILLARROEL, L. C. L. A evolução da política de criação de Unidades de Conservação no Estado do Amazonas no período de 1995 a 2010. 2012. 161 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília, Brasília. 2012. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/13531
dc.description Dissertação de mestrado defendida no Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília pt_BR
dc.description.abstract O processo de redemocratização do espaço político brasileiro pós 1988 conferiu maior visibilidade política aos governos estaduais no plano político, o que, por sua vez, trouxe novas inquietações sobre a maneira como as políticas públicas ambientais são decididas e implementadas nos diferentes estados da Federação brasileira, sobretudo devido às peculiaridades do sistema político de cada estado e do próprio sistema federativo. A hipótese adotada para esta pesquisa foi a de que a despeito da liberdade de ação conferida pela legislação brasileira aos entes estaduais no tocante à descentralização das políticas ambientais, os espaços de tomada de decisão sobre o desenho e a execução das políticas ambientais estaduais só são ocupados pelos estados na medida em que os governos identificam a possibilidade de retornos econômicos e políticos. A partir de uma análise da organização do processo de descentralização de políticas públicas no Brasil e da reconstrução histórica da política estadual do Amazonas, buscou-se identificar que elementos políticos e sociais levaram o governo do Amazonas a fazer a opção pela execução de uma política intensiva de criação de unidades de conservação em seu território a partir do início da década de 2000. Foi constatado que a presença de incentivos econômicos e sociais, atrelados à conformação de um novo ambiente político-institucional por meio da plataforma Zona Franca Verde, foram os elementos que levaram a intensificação da agenda de criação de unidades de conservação de uso sustentável no estado e que o desenvolvimento dessa agenda não foi traduzido em expansão do número de votos recebidos pelo Governador do Amazonas nas eleições de 2006. pt_BR
dc.description.abstract El proceso de democratización del espacio político brasileño, después de 1988, dio mayor visibilidad política a los gobiernos estatales en el plano político, el cual, ha traído nuevas inquietudes sobre la manera por la cual las políticas públicas ambientales son adoptadas y ejecutadas en diferentes estados de la federación brasileña debido, principalmente, a las peculiaridades del sistema político de cada estado y el propio sistema Federal. La hipótesis adoptada para esta investigación fue que a pesar de la libertad de acción otorgada por la legislación brasileña para las entidades estatales, con respecto a la descentralización de las políticas ambientales, los espacios para la toma de decisiones sobre el diseño e implementación de políticas ambientales sólo son ocupado por las entidades estatales en la medida en que los gobiernos identifican la posibilidad de retornos económicos y políticos. Del análisis del proceso de la organización de la descentralización de las políticas públicas en Brasil y a partir de la reconstrucción histórica de la dinámica política de Amazonas, hemos tratado de identificar cuáles fueron los elementos políticos y sociales que han llevado al gobierno del Amazonas a tomar la decisión de implementar una política intensiva en creación de áreas protegidas en su territorio desde el comienzo de la década de 2000. Se constató que la presencia de incentivos económicos y sociales, vinculada a la conformación de una nueva organización político-institucional a través de la Zona Franca Verde, fueron los elementos que llevaron a la intensificación de la agenda de creación de áreas protegidas para el uso sostenible en el estado de Amazonas yy el desarrollo de esta agenda no se tradujo en un crecimiento en el número de votos recibidos por el Gobernador de Amazonas en las elecciones de 2006. pt_BR
dc.description.abstract The process of democratization of the Brazilian political space after 1988 gave greater political visibility to the state governments at the political level, which, brought new concerns about the way environmental public policies are decided and implemented indifferent states of the Brazilian Federation, mainly due to the peculiarities of the political system of each state and the federal system itself. The hypothesis adopted for this research was that in spite of the freedom of action granted by the Brazilian legislation to state entities, regarding the decentralization of environmental policies the space for decision making about the design and implementation of environmental policies are only occupied by state entities in so far as that governments identify the possibility of economic and political returns. From an analysis of the organization's process of decentralization of public policies in Brazil and the historical reconstruction of the political dynamic of Amazonas, we sought to identify which political and social elements have led the government to make the choice of implementing an intensive policy on creation of protected areas in its territory from the beginning of the 2000s. It was found that the presence of economic and social incentives, linked to the conformation of a new political-institutional platform through the Zona Franca Verde were the elements that led to the intensification of the agenda of creating protected areas for sustainable use in the state of Amazonas and the development of this agenda was not translated into growth in the number of votes received by the Governor of Amazonas in the 2006 elections. pt_BR
dc.format 161 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Política e legislação florestal pt_BR
dc.title A evolução da política de criação de Unidades de Conservação no Estado do Amazonas no período de 1995 a 2010 pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Dissertacao_Lar ... na Loureiro Villarroel.pdf 5.856Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account